Guimarães acolhe 246 refugiados de guerra – O MINHO

De países de África e América Latina, do Afeganistão e também da Ucrânia
em
Por
No concelho de Guimarães residem, atualmente, 246 refugiados de países de África, da América Latina, do Afeganistão e também da Ucrânia, foi esta terça-feira revelado.
Os dados foram apresentados pelo consórcio Guimarães Acolhe, na reunião do passado dia 26 de julho, na Plataforma das Artes, e ontem tornados públicos.
“A congregação de esforços entre as várias entidades e instituições de Guimarães tem possibilitado que estas pessoas, vítimas de conflitos ou discriminação, possam retomar as suas vidas e voltar a ter esperança num futuro melhor”, refere o consórcio em nota enviada à imprensa.
A reunião foi coordenada pela vereadora da Ação Social, Paula Oliveira, e contou com a presença de 22 entidades que integram o Consórcio Guimarães Acolhe e o Movimento “Pela Paz na Ucrânia”.
Foram apresentados os projetos realizados em parceria pelo Guimarães Acolhe e pela Universidade do Minho, no âmbito do Curso de Mestrado em Design de Produto, que mereceram o reconhecimento dos presentes como uma mais-valia efetiva no processo de integração das pessoas refugiadas.

Jota Silva pede Vitória “humilde” e “trabalhador” para superar Hajduk Split
Villareal no caminho do Vitória
Hotel de 4 estrelas em Guimarães integrado em cadeia espanhola
Duas jovens feridas em colisão seguida de capotamento em Guimarães
Porto Editora pede “desculpa” e vai “corrigir” alusão ao ‘caso Marega’ em manual de Filosofia
Chidozie reforça adversário do Vitória na Liga Conferência
Jovem de 18 anos resgatada após queda no Gerês
Saiba onde vão estar os radares da PSP em agosto
Dona Emília faz 101 anos e é homenageada em Braga. “É um exemplo para toda a comunidade”
Rede Expressos com viagens diárias do Porto para Braga, Viana e Ponte de Lima

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.