Destino de Zaquieu leva Filó às lágrimas e discute xenofobia em "Pantanal" – Yahoo Noticias

Em uma cena forte de “Pantanal”, Zaquieu (Silvero Pereira) levou Filó às lágrimas ao contar sobre seu passado e as dificuldades financeiras e culturais que encontrou como filho de uma mulher pobre e nordestina no Rio de Janeiro. O personagem, que trabalhou grande parte da vida para Mariana (Selma Egrei), contou que nasceu em uma dependência de empregada e teve uma infância difícil.
“A minha mãe me pariu em dependência de empregada. Quando a bolsa estourou os patrões tinham saído pra jantar. Depois fui criado no chiqueirinho da lavanderia. O patrão dela me amava, me colocava no colo, contava histórias. E quando a patroa não estava em casa, ele passava o dia brincando comigo. Até o dia que a esposa dele me viu chamando ele de pai”, contou Zaquieu. Chocada, Filó perguntou o que aconteceu, e o ex-mordomo disparou:
“O que acontece quando uma mulher pobre nordestina incomoda a patroa? Ela foi mandada para o olho da rua, sem eira nem beira, difamada pelos quatro cantos do RJ e não conseguiu mais emprego. Fomos pulando de casa em casa, até que ela não aguentou mais e foi embora para a terrinha dela. Ela não conseguiu me levar, e me deixou aos cuidados da última patroa. E aqui estamos novamente”, contou ele, em meio às lágrimas.
“O que acontece quando uma mulher pobre nordestina incomoda a patroa?”

Essa cena do Zaquieu contando a sua história pra Filó e mais uma atuação forte e emocionante de @silveropereira 🥺 #Pantanal pic.twitter.com/r9X74u4D4d
— TV Globo 📺 (@tvglobo) July 27, 2022
A história de Zaquieu não é novidade para ninguém que cresceu em grandes metrópoles brasileiras, nas quais o modelo de escravidão permanece firme e forte e empregadas domésticas vivem em condições insalubres e sem perspectiva de mudança. A situação piora quando fatores como raça e xenofobia entram em cena, considerando que a maior parte das pessoas contratadas para trabalhar em condições anàlogas à escravidão são nordestinas e pretas. De acordo com a Organização Internacional do Trabalho, o trabalhador exposto à escravidão contemporânea tem perfil preto, analfabeto funcional, idade médica de 31 anos e renda mínima.
Zaquieu (Silvero Pereira) foi embora do Pantanal após sofrer ataques homofóbicos dos peões, especialmente de Tadeu (José Loreto). O personagem viajou ao lado da patroa, Mariana (Selma Egrei), e tentou se adaptar ao local, mas não suportou a chacota e a masculinidade tóxicas dos peões de José Leôncio. Percebendo a gravidade do que aconteceu após uma conversa com Irma (Camila Morgado) e Mariana, José Leôncio (Marcos Palmeira) chamou os peões para uma conversa série sobre homofobia.
Com saudade de Mariana e desacostumado a morar sozinho na mansão no Rio de Janeiro, Zaquieu dará mais uma chance ao bioma e voltará para a fazenda. Mariana vai celebrar o retorno do amigo, e José Leôncio tentará pedir desculpas pelo que aconteceu.
“Eu não queria que você tivesse ido embora daqui daquela maneira. Vou te arrumar mais que um quarto, vou mandar armas uma roda de viola em sua homenagem”, explica o fazendeiro, feliz em ter mais uma chance. Zaquieu ficará emocionado com o ato do fazendeiro e decidirá permanecer no Pantanal.
Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus e-mails em 1 só lugar
Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos
Jefferson Terra Pinto, de 33 anos, recebeu pontapés na cabeça em frente a uma casa noturna; Alessandro dos Santos Pinto afirma que seu tio mudou de país para garantir um futuro melhor ao filho
A estrela, 40, foi a um bar pela primeira vez em sua vida, e disse se sentir 'chique e sofisticada'
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O ator Ary Fontoura é o primeiro convidado do quadro "A Copa que Eu Vi", que a Globo estreia na noite do próximo dia 6, no intervalo da novela "Pantanal". Na atração, personalidades relembram histórias das edições da Copa do Mundo por meio de relatos pessoais. Fontoura fala sobre o campeonato de 1958, o primeiro em que a seleção brasileira sagrou-se campeã. Na final, o Brasil venceu a Suécia, país sede da disputa, por 5 a 2. "Essa vitória fantástica foi uma espécie d
Os dois descobrirão que não são irmãos após conversa com Zuleica
Em "Pantanal", Filó tem um amuleto que praticamente não tira do pescoço. Muito devota, a personagem…
Aos gritos de "Fora Castillo! Fora!", centenas de manifestantes marchavam, nesta quinta-feira (28), rumo ao Congresso peruano para exigir a renúncia do presidente Pedro Castillo, que completa o primeiro de seus cinco anos de mandato sendo investigado por suspeita de corrupção.
'Van Gogh Live 8k' foi montada num pavilhão de 2800 metros quadrados no estacionamento do BarraShopping
Antes de fechar a contratação do lateral direito Guillermo Varela, o Flamengo se resguardou sobre…
O PL, partido do presidente Jair Bolsonaro, confirmou o nome do vereador Gabriel Monteiro como…
Anitta acaba de entrar em uma nova área do mercado: a de perfumaria para as partes íntimas. A…
Imagens engraçadas mostram um chef de um restaurante de Wuhan, China, acertando acidentalmente o rosto de uma cliente com um pedaço de massa de pizza, no dia 24 de julho. A cliente não parece muito satisfeita quando o chef pede desculpas a ela e seus companheiros risonhos.
Nos últimos dias, foram dadas como feridas, mortas ou desaparecidas 470 pessoas
Formado em jornalismo pela Cásper Líbero e em ciências sociais pela USP, Matheus Pichonelli é colunista político do Yahoo Notícias. 
O presidente Jair Bolsonaro (PL) rebateu mais uma vez uma publicação nas redes sociais do ator Leonardo DiCaprio sobre desmatamento na Amazônia. Desta vez, DiCaprio postou um mapa do MapBiomas mostrando que “somente nos últimos três anos a região foi duramente atingida pelo desmatamento ilegal nas mãos da indústria extrativa”. O artista ainda classificou a Amazônia como “um dos lugares mais importantes do planeta para pessoas e vida selvagem”. Bolsonaro, então, iniciou sua resposta dizendo: “Você de novo, Leo? Assim, você se tornará meu melhor cabo eleitoral, como dizemos no Brasil.” O chefe do Executivo falou ainda que poderia dizer mais uma vez para o ator “desistir de seu iate”, mas que “conhece os progressistas”. “Você quer mudar o mundo inteiro, mas nunca a si mesmo, então vou deixá-lo de fora”, declarou. Bolsonaro afirmou também que é “estranho” DiCaprio, “que finge amar o planeta”, dar mais atenção para o Brasil do que aos incêndios que acontecem na Europa e nos Estados Unidos devido ao calor intenso. “No meu governo a média de desmatamento é bem menor do que era no passado, quando estava no poder o bandido que virou candidato que sua amiga brasileira apoia”, escreveu o presidente, referindo-se a Anitta. Tanto Anitta quanto DiCaprio, que já se encontraram para falar sobre as eleições brasileiras e a Amazônia, já entraram em embates com Bolsonaro no Twitter. A cantora já declarou apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
Em mais um dia de veranico no Rio, o mar cristalino e sem ondas serviu de moldura para quem teve a…
Na manhã desta quinta-feira (28), policiais militares do 27º BPM (Santa Cruz) libertaram uma mulher…
O presidente norte-americano esteve cinco dias isolado depois de testar positivo para a covid-19
Só agora estamos descobrindo os incríveis benefícios das árvores mais antigas do mundo, mas elas estão se extinguindo com as mudanças climáticas. A clonagem pode ser a solução.
Retranca do treinador é protagonista no empate em 0 a 0, no Maracanã, pela partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil
O presidente peruano, o esquerdista Pedro Castillo, defendeu seu governo, nesta quinta-feira (28), em uma mensagem ao país após completar seu primeiro ano de mandato cercado por investigações, as quais atribuiu a uma campanha midiática para destituí-lo.

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.