Brasileira diz ter sido alvo de xenofobia em corrida de Uber em Portugal – Folha

Acesse seus artigos salvos em
Minha Folha, sua área personalizada
Acesse os artigos do assunto seguido na
Minha Folha, sua área personalizada

Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Gostaria de receber as principais notícias
do Brasil e do mundo?
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
O último dia das férias da comunicadora Barbara Thomaz, 37, em Portugal foi marcado por um episódio de humilhação e violência que transformou —para pior— a reta final da viagem. Ela conta que foi xingada em um ataque xenofóbico de um motorista da Uber.
O relato engrossa um número crescente de queixas do tipo. A questão foi reconhecida pela ministra de Assuntos Parlamentares de Portugal, Ana Catarina Mendes, em entrevista recente à Folha.
Barbara conta que na madrugada de quinta-feira (28) pediu, com duas amigas também brasileiras, um carro por aplicativo depois de um jantar em Lisboa. O motorista logo passou a dirigir em alta velocidade e de forma imprudente, fazendo curvas bruscas e ignorando semáforos vermelhos —a ponto de, segundo ela, não permitir que as passageiras afivelassem o cinto de segurança, travado com o movimento.
Ainda de acordo com o relato, feito também nas redes sociais, a comunicadora e as amigas pediram ao motorista para que diminuísse a velocidade, mas foram ignoradas, o que as deixou aparavoradas, “se sentindo em uma roleta russa”.
Diante da insistência, “ele brecou repentinamente numa avenida completamente deserta e, aos berros, bradou: ‘aqui não é o Brasil, voltem para aquela merda de país’“, conta Barbara. Depois de xingar as passageiras, o motorista chegou a sair do veículo e abrir uma das portas, para tentar arrancá-las à força. “Eu saí pelo outro lado e fui puxando minhas amigas, porque ele estava descontrolado e agressivo.”
Segundo ela, por sorte um táxi estava passando do outro lado da avenida —e as três, nervosas, praticamente se jogaram na frente do veículo, para chamar a atenção e conseguir embarcar. “Passei o dia chorando. O último dia da viagem virou o enterro da minha alegria. Estamos vivas, mas definitivamente não estamos bem. Nossa nacionalidade, gênero e segurança foram atacados“, escreveu a comunicadora.
De volta ao Brasil, ela tenta agora denunciar o motorista, mas alega que ainda não recebeu da Uber os dados completos dele —sem os quais, diz, não consegue abrir um boletim de ocorrência.
Procurada, a Uber Portugal afirmou em nota que não tolera qualquer forma de discriminação. “Sempre que temos conhecimento, através do aplicativo, de situações como a indicada, o usuário e o motorista são contatados com o objetivo de tomar as medidas adequadas, que podem passar pela remoção do acesso do motorista.” A empresa informou ainda ter criado, no app, canais de denúncia contra casos de discriminação ou racismo.
Receba no seu email uma seleção semanal com o que de mais importante aconteceu no mundo; aberta para não assinantes.
Carregando…
Diante da repercussão do caso, Barbara conta ter sido contatada pela Uber do Brasil, que prometeu ajudar nas investigações. A equipe, porém, ainda não informou que medidas serão tomadas.
A comunicadora afirma que foi a primeira vez que se sentiu tão humilhada em uma viagem. Dias antes, também em Portugal, onde havia chegado no dia 21 de julho, passou por outro momento constrangedor ao ouvir, em conversa com um português, a sugestão para virar prostituta, em um tom supostamente de brincadeira.
Os relatos de xenofobia contra brasileiros em Portugal acompanham o crescente interesse pelo país europeu. Em 2021, atingiu-se o recorde de 209.072 brasileiros residindo legalmente no país —mas a cifra não inclui quem tem dupla cidadania nem os que estão em situação irregular.
Diante da escassez de mão de obra no país, sobretudo nos setores de turismo e serviços, o Parlamento português aprovou na semana passada um programa que amplia e facilita a concessão de vistos de trabalho a cidadãos dos países da CPLP (Comunidades dos Países de Língua Portuguesa), incluindo brasileiros. Nesta sexta (29), o presidente Marcelo Rebelo de Sousa prometeu rapidez para sancionar as mudanças na lei de Estrangeiros.
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Leia tudo sobre o tema e siga:
Você já conhece as vantagens de ser assinante da Folha? Além de ter acesso a reportagens e colunas, você conta com newsletters exclusivas (conheça aqui). Também pode baixar nosso aplicativo gratuito na Apple Store ou na Google Play para receber alertas das principais notícias do dia. A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade. Obrigado!
Mais de 180 reportagens e análises publicadas a cada dia. Um time com mais de 200 colunistas e blogueiros. Um jornalismo profissional que fiscaliza o poder público, veicula notícias proveitosas e inspiradoras, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?
Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Semanalmente, os principais fatos do globo, explicados de forma leve e interessante
Carregando…
Semanalmente, os principais fatos do globo, explicados de forma leve e interessante
Carregando…
Reality show mostra trabalho de desenvolvedores de tecnologia; conheça o C0D3RS Championship
Entenda o que é privacidade e por que precisamos falar sobre isso
Demora no diagnóstico da depressão expõe falhas na rede de saúde
Prefeitura de São Paulo realiza o maior programa de recapeamento de vias
O assassinato de Daniella Perez: detalhes do crime que chocou o país
Uma nova era de avanços e esperança no tratamento dos cânceres hematológicos
ENERGIA LIMPA HOJE E NO FUTURO
Referência em Cidades Inteligentes, Curitiba investe em iniciativas para qualidade de vida
Análise de dados ajuda governos na formulação de políticas públicas
Cidades inteligentes colocam tecnologia na porta de casa; saiba tudo sobre as “smart cities”
Controle do glaucoma depende de prevenção e adesão a tratamento
Novo protocolo do SUS poderá mudar cenário de pacientes com Hipertensão Arterial Pulmonar
QUALIDADE E CUIDADO COM O MEIO AMBIENTE
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Presidente discursa na convenção que confirma candidatura de Tarcísio de Freitas (Republicanos) ao Governo de São Paulo
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Tucano terá o maior tempo de TV em busca da reeleição e ainda negocia com aliados composição da chapa
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Especialistas dizem que documentação irregular de 1,3 milhão de armamentos indica perda de controle da PF

O jornal Folha de S.Paulo é publicado pela Empresa Folha da Manhã S.A.
Copyright Folha de S.Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.
Cadastro realizado com sucesso!
Por favor, tente mais tarde!

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.