UMAR Madeira mostra-se indignada com “discriminação de desportistas do sexo feminino” na XXXI Regata de Canoas – JM Madeira

A delegação madeirense da UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta recorreu às redes sociais para mostrar a sua indignação pela “discriminação de desportistas do sexo feminino” na XXXI Regata de Canoas, que se realiza no dia 31 de julho, no âmbito da Semana do Mar, organizada pela Câmara Municipal do Porto Moniz.
De acordo com a publicação feita de associação, é possível observar que há um prémio para o primeiro classificado feminino, no valor de 100 euros. No entanto, ao primeiro classificado, a nível geral, está destinado 400 euros, seguindo-se o segundo classificado com 325 euros. Já o terceiro lugar receberá 275 euros.
Ora, a UMAR Madeira considera que o prémio pecuniário para a mulher mais bem classificada na regada representa “uma violação aos direitos humanos das mulheres e viola a igualdade de oportunidades no desporto”, conforme lê-se na referida publicação.

SECÇÕES
INFORMAÇÕES
CONTACTOS
JM Madeira © 2017. Todos os Direitos Reservados | Elogios, Sugestões e Reclamações

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.