Solano Trindade, o poeta negro que influenciou o nome de uma cidade – UOL Notícias

Do Núcleo de Diversidade
26/07/2022 09h00
Esta é a versão online para a edição desta terça-feira (25/7) da newsletter Nós Negros. Para assinar esse e outros boletins e recebê-los diretamente no seu email, cadastre-se aqui.
***

Àquela altura, o poeta Solano Trindade (1908-1974) já havia morrido fazia mais de três décadas. Ainda assim, continuava influente. O poeta viveu seus últimos anos de vida na cidade de Embu das Artes (SP) onde, em parceria com outros artistas, desenvolveu um polo cultural de referência no país. Pode-se dizer que o multiartista foi um dos precursores para a mudança do nome da cidade que, até 2011, era chamada apenas de “Embu”.
O dia 24 de julho deste ano marcou os 114 anos de seu nascimento, no Recife (PE). Muito de sua memória é refletida hoje no Teatro Popular Solano Trindade, localizado em Embu das Artes, espaço fundado por sua filha Raquel Trindade.
Com seus textos, Solano Trindade se firmou como um grande nome da poesia no Brasil. Na faixa dos vinte anos, também começou a atuar politicamente. Ele fundou a Frente Negra Pernambucana, o CCAB (Centro de Cultura Afro-Brasileira) e o Teatro Popular Brasileiro – este último, junto a outros artistas, operários e trabalhadoras domésticas.
O multiartista enfrentou a ditadura do Estado Novo com o poema Tem Gente com Fome, que escancarou a situação social no Brasil em 1944. Estes escritos, apesar dos quase 80 anos que afastam sua obra dos dias de hoje, refletem um país atual em que 33 milhões de brasileiros passam fome. A falta de alimento é ainda mais grave entre a população negra.
Só nas estações / quando vai parando
lentamente começa a dizer
se tem gente com fome / dá de comer
se tem gente com fome / dá de comer
se tem gente com fome / dá de comer
Mas o freio de ar / todo autoritário
manda o trem calar
Pisiuuuuuuuuu”
Trecho de “Tem Gente com Fome”, de Solano Trindade

***
DIA DA MULHER NEGRA… Diante do Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha e o Dia de Tereza de Benguela, o UOL elencou sugestões de 10 livros escritos por autoras brasileiras negras, entre elas, Maria Firmina dos Reis, Jarid Arraes e Conceição Evaristo.
***
PANTERA NEGRA… A aguardada continuação do filme, prevista para lançamento em novembro deste ano, começa a dar as caras. O primeiro trailer oficial de Pantera Negra: Wakanda para Sempre mostra novos personagens e destaca as figuras femininas, além de homenagear o ator Chadwick Boseman, que faleceu em 2020.
***
OPERAÇÃO POLICIAL… Uma operação no Complexo do Alemão (RJ) deixou cerca de 17 mortos na última semana. A família de Letícia Marinho Salles, uma das vítimas, criticou o governo. A zona norte do Rio de Janeiro é o cenário de 58% das chacinas. A região concentra a maior parte da população negra do estado.
DENÚNCIA… Um policial militar do Rio de Janeiro denunciou um motorista por racismo. O PM alega ter sido chamado de “macaco” durante uma blitz da Lei Seca.
***
Toda comoção diante da brutalidade abre a possibilidade de pré-julgamentos e que, de certo modo, pressiona a opinião pública para que a justiça seja feita. Entretanto, a espetacularização projeta, na verdade, mais anseio por violência. Porque em tempos como o nosso, experimentamos uma sociedade que não busca justiça, mas vingança e o desejo de mais e mais cenas violentas”
Jeferson Tenório, escritor e colunista do UOL

Em Notícias, Jeferson Tenório reflete sobre qual o limite entre a denúncia e a espetacularização em casos de cobertura de ações violentas pela mídia.
Também em Notícias, André Santana alega que a solidariedade de Jair Bolsonaro é seletiva. Em discurso sobre a operação policial no Morro do Alemão, o presidente não comentou sobre as 17 vítimas que moram na comunidade e destinou palavras de apoio ao PM Bruno de Paula, morto durante a operação. E Chico Alves avalia que a postura de Bolsonaro na convenção do PL foi golpista e marcada por mentiras. O candidato à reeleição fez discurso no Maracanãzinho.
Em Tilt, Akin Abaz dá dicas aos viajantes e seleciona quatro apps e sites que oferecem hospedagem gratuita para quem quer viajar.
Em Ecoa, Anielle Franco conta sobre as movimentações de mulheres negras na política em sincronia com o Dia da Mulher Negra.
***
Como mulher negra, sei bem o que é não pertencer a um local que a sociedade ensinou que não era o nosso. Por isso, ao abrir o Torneira, entendi que a estruturação do local tinha que vir ao encontro do que acredito”
Danielle Lira, dona do Torneira Bar e sommelier

Preta, sommelier e empresária, Danielle Lira, 31 anos, quer quebrar paradigmas com o Torneira Bar, na zona oeste de São Paulo.
Com ideal de inclusão, 100% do quadro de funcionários é composto por pessoas trans e não-binárias.
A iniciativa veio para subverter o padrão de “homem branco hetéro”, que geralmente é associado ao perfil dos consumidores de cerveja.
***
O episódio #88 de Papo Preto recebe o sociólogo Alex Vargem, que atua no combate à xenofobia nas fronteiras brasileiras para conversar sobre a racialização do debate migratório. O tema tem sido bastante discutido após o assassinato do jovem congolês Moïse Kabagambe.
***
O Brasil está repleto de poetas negros que se tornaram referência para além da literatura. Oswaldo de Camargo, por exemplo é um ativista e militante do Movimento Negro.
Com extensa contribuição como intelectual, sua cidade natal, Bragança Paulista, o homenageou com a Praça da Poesia Poeta Oswaldo de Camargo.
Nunca supus que minha cidade iria me prestar uma homenagem, sobretudo uma homenagem desse porte. No começo, fiquei meio anestesiado. Passado o espanto, fiquei muito feliz! Bragança teve, por muito tempo, fama de ser uma cidade que restringia muito a presença do negro. Dar, neste momento, o nome de um negro a uma praça é alguma coisa histórica”
Oswaldo de Camargo

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Por favor, tente novamente mais tarde.

Não é possivel enviar novos comentários.
Apenas assinantes podem ler e comentar
Ainda não é assinante? .
Se você já é assinante do UOL, .
O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.