Lúpus na América Latina: racismo, invisibilidade e falta de atenção – #Colabora

ODS 1
Erradicar a pobreza
Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares. Conheça as reportagens do Projeto Colabora guiadas pelo ODS 1.
A cara da fome no Brasil é uma mulher negra
Por Oscar Valporto | ODS 1ODS 2ODS 5
Fome avança no país e atinge mais de 33 milhões de brasileiros
Por Oscar Valporto | ODS 1ODS 2
Em 50 anos de Meio Ambiente, duas certezas: nunca se discutiu tanto o tema e nunca a espiral de autodestruição foi tão assustadora
Por José Eustáquio Diniz Alves | ODS 1ODS 2
Abusos sexuais, violência e miséria no litoral do Ceará
Por João Paulo Guimarães | ODS 1ODS 10ODS 16
Número de resgatados do trabalho escravo rural é o maior desde 2013
Por Oscar Valporto | ODS 1ODS 8
Desigualdade mata 21 mil pessoas por dia, afirma relatório da Oxfam
Por Oscar Valporto | ODS 1ODS 10
ODS 2
Erradicar a fome
Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável. Conheça o Projeto Colabora e nossas reportagens sobre o tema.
Fome no mundo cresce e volta aos patamares de 2015
Por Agostinho Vieira | ODS 2
Desenvolvimento sustentável: Brasil em retrocesso acelerado
Por Oscar Valporto | ODS 17ODS 2
Coluna | As ruas do Rio entre a agonia e a resistência
Por Oscar Valporto | ODS 11ODS 2
A cara da fome no Brasil é uma mulher negra
Por Oscar Valporto | ODS 1ODS 2ODS 5
O preço da gasolina e a fome no Brasil
Por Agostinho Vieira | ODS 2ODS 7
Fome avança no país e atinge mais de 33 milhões de brasileiros
Por Oscar Valporto | ODS 1ODS 2
ODS 3
Saúde de qualidade
Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todas e todos, em todas as idades. Leia nossas reportagens temáticas do ODS 3.
Lúpus no Peru: em busca da visibilidade
Por Alice de Souza, Héctor Villa León, Jhoandry Suarez e Zoila Antonio Benito | ODS 3
Lúpus na Colômbia: alta prevalência e poucos reumatologistas
Por Alice de Souza, Héctor Villa León, Jhoandry Suarez e Zoila Antonio Benito | ODS 3
Lúpus no Brasil: a vulnerabilidade pela cor da pele
Por Alice de Souza, Héctor Villa León, Jhoandry Suarez e Zoila Antonio Benito | ODS 3
Lúpus na América Latina: racismo, invisibilidade e falta de atenção
Por Alice de Souza, Héctor Villa León, Jhoandry Suarez e Zoila Antonio Benito | ODS 3
Exposição a metais pesados afeta saúde de população de Brumadinho
Por Liana Melo | ODS 3
Hepatite aguda grave em crianças: pesquisador faz alertas
Por Agência Fiocruz de Notícias | ODS 3
ODS 4
Educação de qualidade
Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todas e todos. Conheça nossas reportagens guiadas pelo ODS 4.
Sobre livros, armas, árvores e resistência
Por Agostinho Vieira | ODS 4
Mulheres superam os homens em todos os níveis educacionais
Por José Eustáquio Diniz Alves | ODS 4
#Colabora lança programa de inclusão e diversidade para jovens jornalistas
Por #Colabora | ODS 10ODS 4ODS 8
Militarização avança nas escolas públicas da Bahia
Por Meus Sertões | ODS 4
Professores enfrentam desafio de aplicar currículo escolar indígena
Por Amazônia Real | ODS 4
Uma aldeia sem escola indígena no Amazonas
Por Amazônia Real | ODS 4
ODS 5
Igualdade de gênero
Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas. Veja as matérias do Projeto Colabora guiadas pelo ODS 5.
Medo, morte e abandono rondam defensoras do meio ambiente
Por Revista AzMina | ODS 16ODS 5
Para quem queria desenhado: ‘todo homem é um estuprador em potencial’
Por Júlia Pessôa | ODS 5
Mulheres atletas trans viram alvo de autoridades esportivas e políticas
Por The Conversation | ArtigoODS 10ODS 5
Coluna | Mulheres indígenas na linha de frente contra o genocídio
Por Samela Sateré Mawé | ODS 10ODS 5
O que é “dororidade”?
Por Revista AzMina | ODS 10ODS 5
Correspondência fotográfica aproxima mulheres encarceradas de seus filhos
Por Luiza Sansão | ODS 16ODS 5
ODS 6
Água potável e saneamento
Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todas e todos. Conheça o Projeto Colabora e nossas reportagens sobre o tema.
Só com soluções sustentáveis para água e energia será possível cumprir o Acordo de Paris e a Agenda 2030
Por Elizabeth Oliveira | ODS 6ODS 7
Mais de 16 milhões de brasileiros não têm coleta de lixo em casa
Por Agostinho Vieira | ODS 11ODS 6
Água demais, água de menos, água suja: dramas de metade da população mundial
Por The Conversation | ODS 6
No meio de um rio, moradores da Ilha do Combu, no Pará, buscam água potável
Por Carla Lencastre | ODS 6
Lixo por toda parte, um retrato do descaso
Por Custodio Coimbra | ODS 6
Os destaques e metas do programa Mundo sem Resíduos da Coca-Cola Brasil em 2020
Por Vinicius Barros | Conteúdo de marcaODS 6
ODS 7
Energias renováveis e acessíveis
Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todas e todos. Veja mais sobre o ODS 7 nas nossas reportagens.
Produção de combustíveis fósseis volta a aumentar mais do que a de renováveis
Por Diálogo Chino | ODS 7
Coluna | Que tal ser sustentável e produzir a sua própria energia?
Por Agostinho Vieira | ODS 7
Só com soluções sustentáveis para água e energia será possível cumprir o Acordo de Paris e a Agenda 2030
Por Elizabeth Oliveira | ODS 6ODS 7
O preço da gasolina e a fome no Brasil
Por Agostinho Vieira | ODS 2ODS 7
Chile corre para eletrificar frota de veículos até 2035
Por Diálogo Chino | ODS 7
Energias eólica e solar geraram 10% da eletricidade global pela primeira vez
Por Oscar Valporto | ODS 7
ODS 8
Trabalho digno e crescimento econômico
Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todas e todos. Acompanhe o Projeto Colabora e saiba mais sobre o tema.
Mais de 1.600 indígenas já foram resgatados em situação de escravidão
Por Mongabay | ODS 8
#Colabora lança programa de inclusão e diversidade para jovens jornalistas
Por #Colabora | ODS 10ODS 4ODS 8
Semana de trabalho de quatro dias começa a se espalhar pelo Brasil
Por Luana Dandara | ODS 8
‘Nós por nós’: veículos periféricos mostram a potência das quebradas de todo o Brasil
Por Festival 3i | ODS 17ODS 8
Número de resgatados do trabalho escravo rural é o maior desde 2013
Por Oscar Valporto | ODS 1ODS 8
Turismo vale-tudo nos cânions de Capitólio
Por Simone Barreto | ODS 11ODS 8
ODS 9
Indústria, inovação e infraestruturas
Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação. Leia nossas reportagens sobre o tema.
Avanços, recuos e desafios do país do futuro
Por José Eustáquio Diniz Alves | ODS 9
Piedade do Paraopeba só quer dormir em paz
Por PLURALE | ODS 11ODS 9
Como ampliar audiência? Ouça e entenda seu público
Por Festival 3i | ODS 16ODS 9
Diversificar receita e equipe: desafios para mídias digitais
Por Oscar Valporto | ODS 12ODS 9
Inovação e sustentabilidade nos negócios
Por Marina Grossi | ArtigoODS 12ODS 9
Vulcão em Tonga revela vulnerabilidade do sistema global de telecomunicações
Por The Conversation | ODS 11ODS 9
ODS 10
Reduzir as desigualdades
Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles. Veja as reportagens do Projeto Colabora sobre o ODS 10.
De onde venho
Por Winnie Bueno | ODS 10
Expectativa de vida dos brasileiros chegará a 88 anos em 2100
Por José Eustáquio Diniz Alves | ODS 10
Como alcançar uma cidade democrática?
Por Florência Costa | ODS 10ODS 17
Mulheres atletas trans viram alvo de autoridades esportivas e políticas
Por The Conversation | ArtigoODS 10ODS 5
#Colabora prorroga prazo de inscrição para programa de inclusão e diversidade
Por #Colabora | ODS 10
Coluna | Mulheres indígenas na linha de frente contra o genocídio
Por Samela Sateré Mawé | ODS 10ODS 5
ODS 11
Cidades e comunidades sustentáveis
Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis. Leia nossas reportagens sobre o ODS 11.
Por mais diversidade e inclusão no turismo sustentável
Por Carla Lencastre | ODS 11
Coluna | Sete bares em 93 passos
Por Oscar Valporto | ODS 11
Cidades enfrentam efeitos da crise climática e buscam adaptação
Por Florência Costa | ODS 11ODS 13
Cidades sustentáveis: das 10 com piores índices, nove estão na Amazônia
Por Florência Costa | ODS 11
Desenvolvimento sustentável: novo índice avalia as 5570 cidades do Brasil
Por Oscar Valporto | ODS 11
Cidades Verdes: laboratório de ideias nos 10 anos do projeto
Por #Colabora | ODS 11
ODS 12
Produção e consumo sustentáveis
Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis. Leia as matérias do Projeto Colabora guiadas pelo ODS 12.
Com quantos milhões se faz uma bioeconomia?
Por Júnior Aleixo | ArtigoODS 12
A overdose de ESG e os avanços tímidos das empresas
Por Kelly Lima | ODS 12
Mercado de carbono: decreto dá o 1º passo, mas é preciso avançar
Por Marina Grossi | ArtigoODS 12
Proteger a biodiversidade valeu a pena – economicamente – para a Costa Rica
Por The Conversation | ODS 12
Povo Yawanawá e marca de luxo sustentável lançam coleção de acessórios
Por Valquiria Daher | ODS 12ODS 17
Oferta de Elon Musk ressalta o papel único do Twitter no discurso público
Por The Conversation | ODS 12
ODS 13
Ação climática
Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos. Veja as matérias do Projeto Colabora sobre o ODS 13.
Cinco alertas sobre a onda de calor extremo na Europa: é só o começo
Por Observatório do Clima | ODS 13
Pantanal, cenário que a vida real desbotou
Por Aydano André Motta | ODS 13ODS 15
Cidades enfrentam efeitos da crise climática e buscam adaptação
Por Florência Costa | ODS 11ODS 13
Crise do clima tornou tempestade de Recife mais intensa
Por Observatório do Clima | ODS 13
Recordes de chuva no Nordeste levam emergência a quase 100 municípios
Por Oscar Valporto | ODS 13
Coluna | Memórias e anatomia das (in)justiças climáticas
Por Andréia Coutinho Louback | ODS 10ODS 13
ODS 14
Proteger a vida marinha
Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável. Veja mais sobre o ODS 14 nas reportagens do Projeto Colabora.
Sebastião Salgado: ‘Hoje quem lidera a defesa da Amazônia são os próprios indígenas’
Por Oscar Valporto | ODS 14ODS 15
Cacique Raoni homenageado no mês do Meio Ambiente
Por #Colabora | ODS 14ODS 15
Cada vez mais tartarugas são contaminadas com plásticos nos mares da África do Sul
Por Vinicius Assis | ODS 14
Oficina sobre Código Florestal para jornalistas e estudantes de comunicação
Por #Colabora | ODS 14ODS 15
Privatização das praias: novo ataque legislativo ao meio ambiente
Por Oscar Valporto | ODS 14
Carnaval: ameaças ao planeta e genocídio indígena na Passarela do Samba
Por Oscar Valporto | ODS 14ODS 15
ODS 15
Proteger a vida terrestre
Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade. Leia nossas matérias sobre o tema.
Pantanal, cenário que a vida real desbotou
Por Aydano André Motta | ODS 13ODS 15
MapBiomas: desmatamento no Brasil cresceu 20% em 2021
Por Oscar Valporto | ODS 15
Sebastião Salgado: ‘Hoje quem lidera a defesa da Amazônia são os próprios indígenas’
Por Oscar Valporto | ODS 14ODS 15
Organizações rechaçam megaempreendimentos na Amazônia
Por Elizabeth Oliveira | ODS 15
Descaso com o meio ambiente leva sofrimento e dor ao povo da Caatinga
Por Liliana Peixinho | ODS 15
A degradação ambiental do Brasil nos 200 anos da Independência
Por José Eustáquio Diniz Alves | ODS 13ODS 15
ODS 16
Paz, justiça e instituições eficazes
Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis. Veja mais sobre o tema nas nossas reportagens.
Ruralistas ganham articulação e financiamento contra o meio ambiente
Por Liana Melo | ODS 16
Medo, morte e abandono rondam defensoras do meio ambiente
Por Revista AzMina | ODS 16ODS 5
Autoridades potencializam ataques misóginos e racistas contra jornalistas nas redes
Por Revista AzMina | ODS 16
Coluna | E quem nos protege do discurso de ódio estampado no outdoor?
Por Yuri Fernandes | ODS 16
Rede de proteção a invasores de terra indígena tem bagre e peixe grande da política
Por Sergio Ramalho | ODS 16
Coluna | Por mais letramento eleitoral
Por Aydano André Motta | ODS 16
ODS 17
Parcerias para a implementação dos objetivos
Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável. Saiba mais sobre o ODS 17 através das reportagens do Projeto Colabora.
Como alcançar uma cidade democrática?
Por Florência Costa | ODS 10ODS 17
Desenvolvimento sustentável: Brasil em retrocesso acelerado
Por Oscar Valporto | ODS 17ODS 2
#Colabora estreia espaço para colunistas
Por #Colabora | ODS 17
Vivir sabroso, a novidade sustentável na América Latina
Por Agostinho Vieira | ODS 10ODS 17
Cinco décadas de meio ambiente em uma história de insustentabilidade
Por Agostinho Vieira | ODS 17
Povo Yawanawá e marca de luxo sustentável lançam coleção de acessórios
Por Valquiria Daher | ODS 12ODS 17
Especial
Pandemia, um ano – olhares indígenas femininos
Na terra que maltrata os indígenas há mais de 500 anos, a covid-19 atingiu duramente esses povos originários. Três depoimentos descrevem o cenário de tristeza, perdas e abandono, no Sul da Bahia, em Cuiabá e em Manaus. Esquecidos pelos governantes, os indígenas amargaram muitas perdas e se viram amputados de vários rituais. E o futuro não se desenha melhor.
Indígenas em Manaus, uma tragédia invisível
Por Samela Sateré Mawé | ODS 3
Povo Pataxó aposta no isolamento, mas enfrenta perdas, privações e empobrecimento
Por Alice Pataxó | ODS 3
Duplo abandono dos indígenas que vivem em Cuiabá
Por Naine Terena | ODS 3
Especial
Vozes das Ruas
No Brasil, são mais de 220 mil pessoas em situação de rua – população maior que a cidade de Criciúma (SC). Sete mil vivem no Rio de Janeiro em meio à violência e à invisibilidade. Para transformar esses números em nomes, rostos e histórias, o #Colabora lança a série especial “Vozes das Ruas”. Em quatro episódios, a jornalista Luiza Trindade liga a sua câmera durante as rondas do Projeto Ruas para ouvir os relatos fortes de Milena, Roberta, Lorena e do casal Priscila e Leandro. São histórias de luta, injustiças e até mesmo de amor, apesar das adversidades.
Vozes das Ruas: #Colabora lança série com depoimentos de brasileiros em situação de rua; assista
Por Yuri Fernandes | ODS 1ODS 11
Vozes das ruas: vítima de tentativas de estupro e homofobia luta por respeito ao lado da namorada
Por Luiza Trindade | ODS 1ODS 10
Vozes das ruas: casal supera traumas para viver história de amor
Por Luiza Trindade | ODS 1ODS 10
Nas ruas sem enxergar: ‘Ou você come comida do lixo ou faz coisa errada. Eu fico com fome’
Por Luiza Trindade | ODS 1ODS 10
Vozes das ruas: ilustradora frequentava rondas de ONG para visitar a mãe
Por Luiza Trindade | ODS 1ODS 10
Especial
Jeduca 2022 – Jornalismo de Educação
Em sua terceira edição, o Edital Jornalismo de Educação, do Jeduca, busca mais uma vez fomentar a produção de material jornalístico de qualidade sobre temas relevantes da educação pública brasileira. Estão reunidas, neste espaço, reportagens para o próprio #Colabora e para veículos jornalísticos digitais parceiros
Militarização avança nas escolas públicas da Bahia
Por Meus Sertões | ODS 4
Professores enfrentam desafio de aplicar currículo escolar indígena
Por Amazônia Real | ODS 4
Uma aldeia sem escola indígena no Amazonas
Por Amazônia Real | ODS 4
Quebrando armários: os desafios de estudantes, pais e professores LGBTQIA+
Por Nonada – Jornalismo Travessia | ODS 4
Mais longe da escola, mais perto do conflito com a lei
Por Fernanda La Cruz | ODS 4
Especial
A força das línguas indígenas
Após mais de 500 anos de colonização portuguesa e da imposição de sua língua, são faladas no Brasil cerca de 180 línguas indígenas; muitas delas correm o risco de extinção pois são usadas por povos indígenas de até 100 pessoas. A língua é uma poderosa arma de resistência cultural e a Unesco, ao decretar 2022 como o primeiro ano da Década das Línguas Indígenas, quer tirar da invisibilidade esta enorme diversidade linguística. No Brasil, há apenas 13 línguas indígenas que são consideradas também oficiais, em 10 municípios com grande população de etnias que usam seus idiomas originários.
Língua indígena como arma de resistência
Por Liana Melo | ODS 16ODS 4
Brasil tem apenas 10 municípios com línguas indígenas oficiais
Por Liana Melo | ODS 16
Indígena não fala só Tupi
Por Liana Melo | ODS 16
Especial
Lúpus: drama das mulheres latinoamericanas
Brasileiras e também outras mulheres da América Latina, especialmente da Colômbia e do Peru, sofrem com o lúpus por atrasos no diagnóstico, falta de especialistas e demora nos exames, o que leva ao agravamento e comprometimento dos órgãos vitais. Além da falta de visibilidade da doença em geral, as mulheres afrodescendentes, maioria entre as portadoras de lúpus, enfrentam ainda racismo e desinformação
Lúpus no Peru: em busca da visibilidade
Por Alice de Souza, Héctor Villa León, Jhoandry Suarez e Zoila Antonio Benito | ODS 3
Lúpus na Colômbia: alta prevalência e poucos reumatologistas
Por Alice de Souza, Héctor Villa León, Jhoandry Suarez e Zoila Antonio Benito | ODS 3
Lúpus na América Latina: racismo, invisibilidade e falta de atenção
Por Alice de Souza, Héctor Villa León, Jhoandry Suarez e Zoila Antonio Benito | ODS 3
Especial
Cinco décadas de Meio Ambiente
Foi na Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Humano, sediada em Estocolmo em 1972, que o meio ambiente entrou, pela primeira vez, na pauta das discussões entre líderes mundiais. Meio século depois, a questão ambiental chegou ao centro dos debates em meio a uma crise climática que ameaça o futuro do planeta. Durante este Mês do Meio Ambiente, 50 anos depois de Estocolmo, o #Colabora publica uma série de reportagens sobre os desdobramentos do debate ambiental desencadeado naquela conferência da ONU.
A cara do ativismo ambiental da geração Z
Por Liana Melo | ODS 16
Cidades x natureza: o desafio de tornar uma vilã ambiental em parte da solução
Por Oscar Valporto | ODS 11
Ricupero: “Fracassamos no enfrentamento às mudanças climáticas”
Por Liana Melo | ODS 13
Amazônia pode ser diferencial na reconstrução da agenda socioambiental brasileira
Por Elizabeth Oliveira | ODS 15
Amazônia na encruzilhada
Por Elizabeth Oliveira | ODS 13ODS 15
As décadas perdidas do clima
Por Claudio Angelo | ODS 13
Especial
A caminho de Glasgow
Num ano de tempestades, inundações e incêndios florestais por todo o planeta, o Reino Unido vai sediar a COP26 – a Conferência da ONU para o Clima – que muitos consideram a última chance do mundo de conter as emissões de gases de efeito estufa e reverter a crise climática. Na série A caminho de Glasgow, o #Colabora vem ouvindo especialistas para saber o que esperar da COP26 – que começa dia 1° de novembro na cidade escocesa – e o papel a ser desempenhado pelo Brasil
Mercado de carbono pode chegar a US$ 72 bilhões
Por Liana Melo | ODS 13
Bolsonaro “cupinizou” a área ambiental
Por Liana Melo | ODS 13
COP26: Guia traduz diplomacia climática
Por Liana Melo | ODS 13
Amazônia no centro da geopolítica global
Por Liana Melo | ODS 13
COP26: encontro dos ricos ou conferência da desigualdade
Por Liana Melo | ODS 13
Brasil vai estar isolado na COP26
Por Liana Melo | ODS 13
Especial
O ouro ilegal e seu rastro de destruição
Estudo aponta que 19 toneladas de ouro exportadas pelo Brasil em 2020 saíram de terras indígenas ou de Unidades de Conservação (UCs) da Amazônia. O ouro ilegal – 17% das 111 toneladas registradas para exportação – do nosso país chegou a Canadá, Suíça, Polônia, Reino Unido, Emirados Árabes, Itália e Índia. Apesar das restrições legais, a corrida do ouro em áreas protegidas vem ganhando ritmo acelerado desde 2018. No total, os pedidos de pesquisa para a exploração do metal na Agência Nacional de Mineração (ANM) ao longo dos anos, somam 6,2 milhões de hectares em 2020, uma área equivalente a 40 vezes o tamanho a cidade de São Paulo.
Brasil, o país do ouro ilegal
Por Liana Melo | ODS 16
Corrida do ouro ameaça áreas protegidas
Por Liana Melo | ODS 16
Amazônia: muito ouro e pouco desenvolvimento humano
Por Liana Melo | ODS 16
Especial
200 anos de Independência
Colaborador desde o lançamento do site, o pesquisador, sociólogo e demógrafo José Eustáquio Diniz Alves começa nova série no #Colabora analisando as transformações – econômicas, sociais, demográficas – passadas pelo país, desde aquele 7 de Setembro de 1822, quando Dom Pedro de Alcântara, então príncipe regente, rompeu com Portugal e anunciou a Independência do Brasil
Mulheres superam os homens em todos os níveis educacionais
Por José Eustáquio Diniz Alves | ODS 4
A degradação ambiental do Brasil nos 200 anos da Independência
Por José Eustáquio Diniz Alves | ODS 13ODS 15
Mulheres são maioria da população e do eleitorado, mas seguem excluídas dos espaços de poder
Por José Eustáquio Diniz Alves | ODS 5
Projeções indicam que evangélicos serão maioria no Brasil nos próximos dez anos
Por José Eustáquio Diniz Alves | ODS 16
Avanços, recuos e desafios do país do futuro
Por José Eustáquio Diniz Alves | ODS 9
A transição demográfica nos 200 anos da Independência do Brasil
Por José Eustáquio Diniz Alves | ODS 10ODS 11
Especial
A periferia no centro
Para produzir reportagens sobre as consequências da pandemia em localidades fora do eixo Rio-São Paulo, o #Colabora e o Favela em Pauta selecionaram quatro jornalistas, que apresentam aspectos da crise sanitária e a luta permanente pelos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU. A realidade no Brasil profundo traça um retrato eloquente da diversidade e da desigualdade do país.
Covid-19, o novo inimigo na pandemia que os indígenas enfrentam há 520 anos
Por Alice Pataxó | ODS 10ODS 15ODS 16
Às margens do Rio Negro, comunidade ribeirinha em Manaus não tem acesso à água potável
Por Ariel Bentes | ODS 11ODS 6
Agroecologia na batalha contra a fome que chegou com a pandemia
Por Luciana Petersen | ODS 10ODS 12
Quilombos de Goiás e a falta de direito à cidade
Por Ludmila Almeida | ODS 10ODS 11
Retratos da pandemia no Brasil distante das metrópoles
Por Flávia Campuzano | ODS 10ODS 16
Especial
Recife, a capital mais desigual do Brasil
Recife recebeu no final de 2020 um título que nenhuma cidade busca: capital brasileira da desigualdade. Na “Veneza brasileira”, edifícios de luxo e palafitas dividem as beiras dos rios. Para descrever o assombroso cenário, comprovado por dados do IBGE, o repórter Victor Moura percorreu de bicicleta quase 170km. Às margens de cinco rios da cidade pernambucana de 1,5 milhão de habitantes, ele conversou com Mary Rosa, Adilza, Israel, Leke, Gérson e Alcione. Seis pessoas que vivem à beira-rio em áreas urbanas sem água, sem esgoto e sem luz.
Rio Capibaribe: palafitas e prédios de luxo ocupam as mesmas margens
Por Victor Moura | ODS 11
Rio Beberibe: entre Recife e Olinda, cada margem sofre de um jeito com a poluição
Por Victor Moura | ODS 11
Rio Tejipió: enchentes constantes alagam o Recife
Por Victor Moura | ODS 11
Especial
Na pandemia, com Alzheimer
Pesquisa realizada por médicos do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) revela que a pandemia teve impacto direto tanto para os pacientes com Doença de Alzheimer (DA) e outras demências quanto para os cuidadores. Série especial mostra como a pandemia de covid-19 afetou a vida de pessoas diagnosticadas com Alzheimer e suas famílias. E mostra que a doença também não atinge apenas os idosos e pode se manifestar de maneira mais precoce.
Da solidão à sobrecarga: as dificuldades de lidar com o Alzheimer na pandemia
Por Júlia Amin | ODS 3
A história de três mulheres diagnosticadas com Alzheimer precoce
Por Júlia Amin | ODS 3
O Alzheimer de perto: um relato de quem convive com a doença na família
Por Júlia Amin | ODS 3
Especial
Hanseníase: internação à força e filhos separados dos pais
Durante quatro décadas, a política de combate da hanseníase no Brasil consistia em internar os portadores da doença à força e separá-los da família, inclusive de seus filhos recém-nascidos. As “colônias de leprosos” ou “leprosários” reforçaram o preconceito contra uma doença que deixa de ser transmissível ao ser tratada e tem cura para a maioria das pessoas. Hoje, os sobreviventes lembram as dores da separação e muitos filhos cobram reparação do Estado na Justiça.
Famílias partidas: efeito colateral da hanseníase no Brasil
Por Letícia Lopes | ODS 3
Filhas levadas pelo Estado e décadas de isolamento pela hanseníase
Por Letícia Lopes | ODS 3
Colônia de hanseníase tinha futebol, carnaval e até cadeia
Por Letícia Lopes | ODS 3
Enfermeira salvava filhos de pacientes com hanseníase de exílio familiar
Por Letícia Lopes | ODS 3
Hanseníase: ex-internos recebem pensão mas reparação a filhos demora
Por Letícia Lopes | ODS 3
Hanseníase persiste nos países mais pobres
Por Letícia Lopes | ODS 3
Especial
A grilagem espreita o Cerrado
O segundo maior bioma do país (atrás apenas da Amazônia) sofre com o assédio das monoculturas do agronegócio – apoiados pelos poderosos de Brasília – e o abandono dos povos originários, à espera infrutífera pela regularização de seus territórios. Mesmo todo o rigor não impede a sobrevivência de saberes tradicionais, e da geração de renda que preserva a vegetação.
Frutos do Cerrado tornam-se sustento das cooperativas agrícolas na pandemia
Por Ethieny Karen | ODS 11ODS 12
Na Cerratinga, o princípio ativo da vida
Por Ludmila Almeida | ODS 15ODS 3
Cerrado: berço de guardiãs dos saberes ancestrais
Por Ludmila Almeida | ODS 15ODS 8
O Cerrado em (muito) perigo
Por Liana Melo | ODS 12ODS 13
Grilagem: Governo quer legalizar o ilegal
Por Liana Melo | ODS 12ODS 13
Especial
Refugiados encurralados no inferno da Bósnia
Visita a campos de refugiados nos Balcãs e a uma das portas de entrada na Itália denuncia a barbaridade humanitária das viagens de grupos oriundos de regiões em conflito ou atravessadas pela miséria, em busca do sonho de chegar à Europa. Uma aventura cheia de perigos, marcada pela intolerância, em meio ao frio, à estrutura precária, à falta de condições sanitárias e, para piorar tudo, à pandemia.
A tragédia dos refugiados nas bordas da Europa
Por Janaína Cesar | ODS 10ODS 16
Jornada por um mundo de burocracia e ausência de humanidade
Por Janaína Cesar | ODS 10ODS 11
Continente preso no paradoxo entre a solidariedade e a intolerância
Por Janaína Cesar | ODS 1ODS 10
Dom: depósito de seres humanos
Por Janaína Cesar | ODS 10ODS 11
Especial
Distanásia: a indústria do prolongamento da vida
A dificuldade em aceitar a finitude conduz a um duelo contra a morte. O conflito impõe sofrimento para sustentar a vida artificialmente, muitas vezes em condições indignas, à espera de um milagre que nunca vem.
Diferentes formas de morrer
Por Joana Suarez | ODS 3
Falta medicina paliativa no Brasil, o que piora condição de pacientes terminais
Por Joana Suarez | ODS 3
Paliativistas se tornam essenciais na pandemia
Por Joana Suarez | ODS 3
Dor, culpa e solidão na hora de decidir sobre tratamento da mãe
Por Joana Suarez | ODS 3
Pelo direito a uma morte digna, sem interferências artificiais excessivas
Por Joana Suarez | ODS 3
Sofrida e estéril batalha para adiar a morte
Por Joana Suarez | ODS 3
Especial
Retrocesso na vacinação infantil
O Brasil chegou a 2020 com as piores coberturas vacinais infantis dos últimos 25 anos. Dados do Programa Nacional de Imunizações (PNI), inseridos no sistema Datasus, do Ministério da Saúde, escancaram a dimensão do problema: a vacina contra a poliomielite, com 100% de cobertura, entre 2000 e 2009 e perto disso de 2010 a 2015, despencou para 75,97%, em 2020; e a BCG, ficou em 73,8%, a menor cobertura em 27 anos, quando de 1995 a 2015, esse imunizante atingiu mais de 100% do público alvo no país. Para especialistas, a pandemia influenciou a queda na cobertura vacinal mas o fenômeno é anterior, causado por disseminação de informações falsas e pela falta de campanhas de vacinação. Neste Brasil desigual, há exemplos de sucesso e fracasso no objetivo de vacinar as crianças. Esta reportagem só foi possível com o apoio do projeto “Primeira Infância é Prioridade” da ANDI/Rede Nacional Primeira Infância em parceria com a Petrobras. 
Brasil registra as piores coberturas para vacinas infantis em 25 anos
Por Elizabeth Oliveira | ODS 3
Mães e avós baianas não medem esforços para vacinar suas crianças
Por Liliana Peixinho | ODS 3
A realidade da vacinação em um país desigual
Por Elizabeth Oliveira | ODS 3
No Rio, em 2020, apenas 55,20% dos bebês foram imunizados
Por Elizabeth Oliveira | ODS 3
Por Alice de Souza, Héctor Villa León, Jhoandry Suarez e Zoila Antonio Benito | ODS 3 • Publicada em 25 de julho de 2022 – 08:32 • Atualizada em 25 de julho de 2022 – 09:23
Reunião da Associação Lúpicos Organizados da Bahia: mulheres com lúpus enfrentam racismo e falta de atenção (Foto: Rafael Martins)
Por Alice de Souza, Héctor Villa León, Jhoandry Suarez e Zoila Antonio Benito | ODS 3 • Publicada em 25 de julho de 2022 – 08:32 • Atualizada em 25 de julho de 2022 – 09:23
Não havia tempo. Saionara Santana precisou se apressar para que a filha fosse atendida em um centro médico em Salvador, capital da Bahia, no Nordeste do Brasil. A menina estava com uma cólica crônica. Ao chegar, cheia de angústia, a recepcionista mal a olhou, embora, para Saionara, a situação fosse urgente. Ela, então, disse as palavras que imaginou que gerariam a compreensão da outra mulher.
— Tenho lúpus e preciso que atendam a minha filha – disse a mãe, de 45 anos.
—Sim? E daí? – foi a resposta recebida.
Leu essas? As reportagens da série Lúpus: drama das mulheres latinoamericanas
Ali, naquele instante, que hoje permanece como uma lembrança viva de três anos atrás, Saionara entendeu que para o sistema de saúde de seu país ela era apenas mais um número nas estatísticas do Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES). Que as promessas de prioridade por ser mulher, paciente com lúpus e afro-brasileira não se cumpririam. Em troca, receberia um olhar frio e indiferente.
Saionara também não imaginava, mas a realidade dela está conectada com a de outras mulheres da região, especialmente da Colômbia e do Peru, onde as afrodescendentes da América Latina enfrentam atrasos no seu diagnóstico – por falta de especialistas ou demora nos exames. Isso leva ao agravamento e comprometimento dos órgãos vitais, principalmente do rim, uma tendência muito presente nessa população, segundo descreve o artigo “Epidemiologia global do Lúpus Eritematoso Sistêmico”, da Nature Rheumatology.
E também se reflete nas estatísticas de mortalidade do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro: 87% das mortes vinculadas à doença entre 2016 e 2020, os dados mais recentes, foram de mulheres. Do total de óbitos nesses mesmos anos, 47% foram de mulheres negras.
Um estudo publicado em 2017 na Revista Brasileira de Reumatologia estima que há entre 150.000 e 300.000 pacientes com a doença no país.
Na Colômbia, o número de casos de lúpus relatado por médicos aumentou constantemente, de 23.777 em 2015 para 52.944 em 2021.
No Peru, 16.000 casos foram relatados em 2020, mas os pesquisadores acreditam que o número pode ser maior, pois muitos médicos ainda não conseguem diagnosticar corretamente os sintomas do lúpus.
Pensemos no lúpus como um agente infiltrado que coloca as defesas do corpo contra o próprio organismo, causando danos nos órgãos, gerando cansaço. Por isso é enquadrado como uma doença autoimune, capaz de incapacitar quem dela padece.
Isso se reflete não apenas na história de Saionara. Assim como ela, há também Jenny Saavedra, uma mulher mestiça e afro-americana do norte do Peru, que passou por crises psicóticas, ou Mireya, na costa colombiana, que além de sofrer de episódios de esquizofrenia, teve de conviver com um dano nos rins e pulmões como resultado da doença.
As mulheres de países como Peru, Brasil ou Colômbia costumam enfrentar diversas barreiras, algumas associadas à discriminação devido à sua raça ou nacionalidade. Outras, relacionadas à falta de atenção por parte das autoridades da saúde ou à falta de acesso aos serviços.
E esse não é um problema recente. De acordo com um estudo da Organização Mundial da Saúde, referente ao Dia da Saúde em abril de 2018, 3 em cada 10 pessoas na América Latina não têm acesso a cuidados em saúde por motivos financeiros.
A esse contexto se somou o que mulheres, crianças e adolescentes viveram durante a pandemia. O relatório “Desafios da pandemia de COVID-19 na saúde da mulher, da criança e da adolescência na América Latina e no Caribe”, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e do Fundo da ONU para a Infância (UNICEF), informa que houve uma redução de 10% na cobertura dos serviços essenciais à saúde.
O lúpus é um assunto que ainda requer maior atenção, apesar dos esforços que vêm sendo feitos em temas legislativos, como na Colômbia, onde existe a Lei 1.392 de Doenças Raras que garante o acesso ao tratamento, embora exclua as pessoas com lúpus; ou o Regulamento da Lei nº 29.698 no Peru, que declara de Interesse Nacional e Atenção Preferencial o Tratamento de Pessoas Portadoras de Doenças Raras ou Órfãs.
Se olharmos para o aspecto de investimento dos governos da região para garantir o acesso à saúde, para organizações como a OMS ou as Nações Unidas, o gasto com essas políticas está longe de ser o mais adequado para o cuidado integral da população. E quando nos referimos ao lúpus, o número é ainda menor.
Junto a essas barreiras, as mulheres enfrentam outro desafio: as falhas no diagnóstico precoce. Santiago Bernal, reumatologista e professor da Universidade Javeriana na Colômbia, explica que existem discussões entre os médicos sobre a doença, porque o lúpus é muito variado. “É possível encontrar todo um espectro, desde pacientes cujo cérebro é afetado, a outros, em que são afetados o coração, os pulmões, os rins, o pâncreas, o fígado, o intestino ou a pele”.
Para Oswaldo Castañeda, reumatologista peruano com quase 40 anos de experiência nessa doença, “ainda há muita dificuldade para diagnosticar por falta de conhecimento e diligência”.
A maioria das mulheres afetada pelo lúpus se encontra em idade produtiva, como demonstram os números na Colômbia, Peru ou Brasil. Os desafios impostos pela doença não as impedem de enfrentar a discriminação, falta de acesso aos serviços de saúde, de trabalhar ou mesmo ter filhos.
A chegada da pandemia acentuou ainda mais o atraso que já ocorria no diagnóstico do lúpus e, além disso, gerou a escassez de hidroxicloroquina, um antimalárico que ajuda a atenuar a atividade da doença, mas que passou a ser usado sem consenso médico no tratamento da Covid-19.
No caso colombiano, Camila Castellanos, de 25 anos, relata que durante esse tempo ficou até 20 dias sem receber o medicamento do sistema de saúde, devido ao seu uso massivo para combater o coronavírus. “Você não pode ficar sem esse remédio. Exija”, dizia-lhe sua reumatologista, o que a levou até a ameaçar a Entidade Prestadora de Serviços (EPS), o equivalente a um seguro médico, de tomar medidas legais, caso não desse uma solução.
No final, conseguiu ser transferida para outra instituição, onde lhe concederam a hidroxicloroquina. “Eu estava muito assustada e só pensava que o lúpus não espera; me sentia em risco”, conta.
Essa situação foi vivida tanto na Colômbia como no Peru e Brasil, dando origem a redes de apoio entre os próprios pacientes com LES para procurar o medicamento ou obter doações diante da inação do Estado em relação a eles.
No Brasil, exigiram receita médica para a venda nas farmácias. “O problema era que ninguém conseguia falar com seus médicos para obter a receita. Agora voltou à normalidade, mas quem mora longe das capitais continua sofrendo com a falta de acesso”, disse o presidente da ONG Superando o Lúpus, Eduardo Tenório. “O preço da caixa dobrou, foi muito complicado para mim. Agora estou de volta à minha cidade, sem trabalho e separada, dependo do dinheiro da minha mãe para comprar as próximas caixas”, disse a paciente Irma de Almeida.
O mais importante, porém, foi que a conjuntura revelou que uma pessoa com essa condição pode ver sua vida em perigo apenas pela falta de uma medicação.
Depois de fazer esse percurso pelo qual as pessoas com lúpus passam na região, principalmente as mulheres, o panorama mostra que ainda há muito a ser feito por elas: desde acelerar os processos de diagnóstico, passando por garantir efetivamente o tratamento de cada uma e, claro, melhorar sua inserção na sociedade, derrubando estigmas sobre a etnia ou a própria doença, e seu ingresso a um mundo de trabalho mais propenso a empregar homens e a rejeitar mulheres doentes.
Em suma, o que esses pacientes buscam não é aquele olhar frio que Saionara recebeu em um centro de saúde no Brasil, mas um olhar aberto, próximo e compreensivo, para se sentirem acompanhados e apoiados em meio ao que estão passando. “Não precisamos apenas de remédios, mas de conversa”, conclui Saionara.
*Este projeto do Historias Sin Fronteras foi desenvolvido com o apoio do Departamento de Educação Científica do Instituto Médico Howard Hughes e da InquireFirst.
Alice de Souza, jornalista brasileira, é especialista em Direitos Humanos e atua na Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji). Trabalhou no Diario de Pernambuco e no Jornal do Commercio. Héctor Vila León, jornalista venezuelano, pós-graduado em Marketing Político e em Direitos Humanos, é cofundador do projeto jornalístico Cápsula Migrante. Joandry Suaréz, colombiano, é fact-checker para RedCheq e Colombiacheck. Fundador de Venezuela Al Minuto (VAM) e bolsista da Internews Health Journalism Network. Zonia Antonio Benito, jornalista peruana, é especialista em jornalismo de gênero, fact-checking, música e direitos humanos. É fundadora e diretora de La Antígona
Lúpus no Peru: em busca da visibilidade
Por Alice de Souza, Héctor Villa León, Jhoandry Suarez e Zoila Antonio Benito | ODS 3
Lúpus na Colômbia: alta prevalência e poucos reumatologistas
Por Alice de Souza, Héctor Villa León, Jhoandry Suarez e Zoila Antonio Benito | ODS 3
Lúpus no Brasil: a vulnerabilidade pela cor da pele
Por Alice de Souza, Héctor Villa León, Jhoandry Suarez e Zoila Antonio Benito | ODS 3
Exposição a metais pesados afeta saúde de população de Brumadinho
Por Liana Melo | ODS 3
Hepatite aguda grave em crianças: pesquisador faz alertas
Por Agência Fiocruz de Notícias | ODS 3
Endometriose: sentir dores intensas na menstruação não é normal
Por Revista AzMina | ODS 3
Nossa newsletter é enviada de segunda a sexta pela manhã, com uma análise do que está acontecendo no Brasil e no mundo, com conteúdo publicado no #Colabora e em outros sites.

O seu endereço de e-mail não será publicado.



document.getElementById( “ak_js_1” ).setAttribute( “value”, ( new Date() ).getTime() );

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.