Cosplayer relata episódio de racismo no Anime Friends RJ – Legado Plus

A cosplayer Juliana Andrade relatou ter vivido um momento de completo terror na edição carioca do Anime Friends. De acordo com Juliana, ela foi impedida de entrar no evento por estar portando um pente de garfo – comumente utilizado por quem tem cabelo cacheado e crespo
No último final de semana, em terras cariocas, rolou um evento geek chamado Anime Friends. O evento se popularizou bastante em São Paulo e acabou ganhando outros ares quando teve sua expansão no Rio de Janeiro. A experiência é voltada para quem consome cultura geek oriental, com cosplayers e outros elementos que englobam esse nicho.
Leia Mais
Entretanto, as coisas parecem não ter ocorrido de forma que todos pudessem aproveitar. Isso porque a cosplayer Juliana Andrade, conhecida no Instagram como @bondedajuju, relatou ter sido vítima de racismo dentro do evento. O caso ocorreu no último dia do Anime Friends RJ e, segundo a cosplayer, ela foi impedida de entrar no evento por portar um pente garfo, muito utilizado por quem tem cabelos cacheados e crespos.
Em um vídeo, publicado em sua conta, Juliana conta que foi impedida de entrar no Anime Friends RJ por conta do objeto, mas que pentes “normais”, que seriam para cabelos lisos, estavam sendo liberados na revista normalmente.
Eu fui humilhada pelos seguranças, que debocharam de mim e acharam ruim quando eu falei que isso era racismo. […] Ia ser meu 1° concurso de cosplay que eu ia participar, mas eu não consegui me inscrever, não deu tempo porque eu fiquei mais de 40 minutos barrada debaixo do Sol por causa de um item básico. Um pente garfo.
Além do descaso sofrido por Juliana, ela ainda conta que muitos outros cosplayer também tiveram problemas dentro do evento e não tiveram nenhum tipo de suporte por parte da produção. Assim como ela, que passou por esse momento completamente tenebroso para um evento de cultura oriental tão popular.
Em contato com o Legado Plus, Juliana explicou que ela gritou para a fila inteira, mostrando o que estava acontecendo e recebeu um certo apoio de quem estava lá, mas no fim o público foi entrando no evento enquanto ela ficou do lado de fora, barrada. A cosplayer fala que depois de mostrar sua indignação, os seguranças do local começaram a implicar ainda mais com o pente garfo de outras pessoas que estavam ali e começaram a debochar dela.
Juliana fala que pediu diversas vezes para que alguém da produção fosse chamado para resolver o caso, mas os seguranças não ligaram. Depois dos 40 minutos parada do lado de fora do evento, um funcionário terceirizado foi quem ajudou Juliana a entrar no Anime Friends RJ e escoltou a cosplayer para que ela pudesse guardar os seus pertences, incluso o pente garfo. Infelizmente, ela não conseguiu se inscrever no concurso de cosplay e perdeu a chance de desfilar.
Além disso, ela ainda conta que diversos cosplayers tiveram dificuldades com o evento por não saber o que podia ou não levar, principalmente por se tratar de um evento que foca no cosplay. A única coisa que acabou ficando clara era sobre levar alimentos industrializados.
Para conferir o vídeo de Juliana Andrade na íntegra é só clicar aqui.
O Legado Plus entrou em contato com o Anime Friends, mas até o fechamento desta matéria não obteve nenhuma resposta sobre o caso. Para mais detalhes, continue acompanhando aqui no site.
*Matéria atualizada às 14:41
Mais Acessados
A Órfã foi um verdadeiro sucesso e com a oficialização da sequência, chamado de A Órfã 2: A Origem,…
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.