CP abre inquérito interno a episódio de xenofobia denunciado por Wandson – Jornal de Notícias

Wandson
Foto: DR
Caso de xenofobia que envolveu um revisor da Comboios de Portugal foi amplamente partilhado pelos seguidores do influenciador brasileiro. CP promete instaurar um processo disciplinar após confirmar as queixas de Wandson.
O episódio partiu das elevadas temperaturas registadas nos últimos dias mas adquiriu, entretanto, outros contornos. Durante uma viagem de comboio realizada na quarta-feira, o influenciador digital Wandson viu-se envolvido numa situação de xenofobia que partilhou com os seguidos nas redes sociais.
O criativo brasileiro, a viver em Portugal há vários anos, começou por explicar que uma das passageiras do comboio em que seguia se queixou do calor sentido na carruagem, já que o ar condicionado não estava a funcionar. Em reação, conta, o revisor da CP respondeu: “vocês chegam cá [do Brasil] e querem viajar nas horas de calor”. “Com um lindo sotaque brasileiro”, acrescenta Wandson, a passageira afirmou ser “portuguesa”.
Quando o influenciador concordou com o reparo feito pela senhora, outro passageiro que seguia no comboio decidiu juntar-se à discussão: “Calor? Se fosse no teu país não estavas a reclamar. Qualquer um é português agora”. Momento que Wandson ainda conseguiu registar em vídeo. Nas histórias seguintes, e com boa disposição, ainda fez uma alusão ao “carma”, fotografando o homem a abrir a janela, na tentativa de se refrescar.
Terminada a viagem, fez uma queixa à Comboios de Portugal (CP) pelo mau funcionamento do ar condicionado e pelos comentários xenófobos. Depois de vários seguidores terem partilhado as publicações, a CP reagiu, em comunicado, “lamentando e repudiando veementemente o sucedido”.
“Informa-se que já nos foi reportada uma queixa por comportamento xenófobo e que a CP-Comboios de Portugal já acionou todos os mecanismos necessários com vista à abertura de um inquérito interno”, avança a empresa. Na mesma nota, dá conta de que “caso se confirme o relatado, será instaurado o respetivo processo disciplinar”.
“Esta postura não é compatível com os valores que defendemos e não reflete, de todo, o comportamento dos restantes trabalhadores desta empresa”, garantiu.

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora. Veja aqui um exemplo.

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.