Wild Rift: Treinador é banido por racismo contra brasileiros – The Enemy

ThePierceJ fez sons de macaco para os jogadores da Liberty, quando ainda representava a Sentinels.
O agora ex-treinador de Wild Rift da SentinelsThePierceJ, está banido do competitivo de todos os jogos da Riot Games. O motivo da punição foram atos xenofóbicos e racistas, cometidos pelo norte-americano contra os brasileiros da Liberty, durante o Icons Global Championship 2022.
Leia mais:
Segundo nota da Liberty, ThePierceJ fez sons de macaco para o elenco brasileiro. Como resposta, a própria Liberty conseguiu gravar o momento em que o coach adversário cometeu tal alto e imediatamente entrou em contato com a Riot Games, fazendo a denúncia e apresentando a prova.
Veja o comunicado completo da Liberty:
Comunicado: Xenofobia e Injúria Racial no Icons Global Championship 2/2. pic.twitter.com/ZndkEVo8aI
O fato aconteceu no mês passado, mas o caso só teve um desfecho nesta quarta-feira (13). No site oficial do Wild Rift, a Riot Games se pronunciou a respeito do assunto e confirmou que ThePierceJ está banido do ecossistema de Esports de todos os jogos da empresa por 18 meses, concluindo em 31 de dezembro de 2023.
As atitudes do treianador ferem a regra 7.3.3 do Regulamento da Competição, que exige que atletas observem os mais altos padrões de integridade pessoal e bom espírito esportivo em todos os momentos. Fora o fato de ser crime. A história, inclusive, foi confirmada na nota da Riot:
Momentos antes da partida de número 20 da fase de Play-Ins do Icons, no dia 18 de junho de 2022, ThePierceJ usou de linguagem racista enquanto sua equipe estava no backstage junto com a equipe da Liberty. Essas ações foram gravadas e enviadas aos Oficiais do Torneio antes do encerramento do jogo.”
Pelo Twitter, ThePierceJ se desculpou com os brasileiros pela sua atitude e disse que sua intenção nunca foi ser racista ou xenofóbico. Segundo ele, tudo começou quando os próprios brasileiros fizeram barulhos de cachorro, causando estranhamento, mas também boas risadas no time.
Foi aí que ele teve a ideia de imitar sons de vários animais, ao mesmo tempo em que encorajava seu elenco a fazer o mesmo, pois isso estava deixando o clima mais leve dentro da equipe e tirando o nervosismo de jogar no palco.
Context

Read: https://t.co/d2sKrM2QjD
Como efeito imediato, deixei o cargo de treinador da Sentinels de Wild Rift. Esse foi o resultado de uma de minhas ações no ICONS 2022. Durante a saída pré-jogo fiz vários cantos e barulhos de animais como parte do nosso ritual pré-jogo. Embora não direcionado aos jogadores e staff da Liberty, eu os ofendi. Peço desculpas à Liberty, à Riot Games, à organização Sentinels e a todos os meus jogadores. Aprendi com essa experiência e serei mais consciente de minhas ações no futuro“, disse ThePierceJ.
Confira se os campos foram preenchidos corretamente.
Ocorreu um erro inesperado. Por favor tente novamente.
* itens de preenchimento obrigatórios
Seu cadastro foi realizado com sucesso.
Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.