VÍDEO – Cartazes que acusam assédio moral, racismo e homofobia são colados em muro de escola de Brusque – O Município

Veja mais notícias de SJB
Perfil anônimo no Instagram é divulgado nos cartazes do protesto
Perfil anônimo no Instagram é divulgado nos cartazes do protesto
Na noite desta segunda-feira, 11, foram colados cartazes que acusam casos como assédio moral, racismo e homofobia nos muros da Escola de Educação Básica (EEB) João XXIII, em Brusque.

Nos cartazes do protesto constam frases e palavras como “abusadora”, “racismo é crime”, “assédio moral é crime”, “homofobia é crime”, entre outras. Entretanto, não são citados nomes.
“Pessoas da escola me disseram que ela não queria que eu usasse o banheiro dos funcionários porque eu era preta e que eu ia encardir o lugar”, consta em um dos cartazes. “Ela me perseguia a todo tempo, inventava coisas que eu não fazia, arrumava qualquer desculpa pra me expulsar”, também está escrito no cartaz.
No protesto aparece ainda o endereço de um perfil anônimo no Instagram que denuncia os supostos casos relatados no protesto. O perfil se chama “Por um Pouco de Justiça BQ!” (@porumpoucodejusticabq).
Na bio do perfil é mencionado que se trata de um grupo de 17 pessoas “dispostas a expor relatos de vítimas de uma diretora escolar de Brusque”. Palco do protesto, a escola João XXIII, porém, não é citada.
A reportagem de O Município entrou em contato com o coordenador regional de Educação, Odair Bozio. No entanto, a pasta optou por não se manifestar sobre o assunto.
jQuery(window).load(function(){jQuery(‘body’).resize();});
Veja mais notícias de SJB
« »
 
Seu nome:
Seu e-mail:
Por favor, descreva aqui o erro encontrado ou sua sugestão de melhoria:
Seu IP 5.253.128.1

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.