Fiocruz: novas linhagens da Ômicron avançam e favorecem reinfecções – Agência AIDS – Agência de Notícias da Aids

Laboratório
O trabalho de sequenciamento genético realizado pela Rede Genômica da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) aponta que as linhagens BA.4 e BA.5 da variante Ômicron continuaram a ganhar espaço no país durante a segunda quinzena de junho, o que favorece a ocorrência de casos de covid-19 em pessoas que já tiveram a doença e se recuperaram. Novos dados da rede foram divulgados no começo de julho pela Fiocruz, que atingiu a marca de 50 mil genomas de SARS-CoV-2 sequenciados desde o início da pandemia de covid-19, em março de 2020.
O estudo mostra que as subvariantes BA.4 e BA.5 representavam cerca de 8% dos casos sequenciados no país em maio, percentual que subiu para 25% em junho, enquanto a BA.2 perdeu espaço. O cenário é semelhante ao que ocorre na América do Norte e na Europa e tende a posicionar as duas novas subvariantes como dominantes no país.
Com o predomínio dessas duas linhagens, pesquisadores esperam uma maior ocorrência de reinfecções, já que elas são consideradas geneticamente bem distintas da BA.1 e da BA.2, que dominaram o cenário epidemiológico no primeiro semestre. O mesmo ocorreu quando a variante Ômicron BA.1 substituiu a variante Delta e causou o pico de casos registrado em janeiro e fevereiro deste ano.
Foram caracterizados geneticamente 81 casos de reinfecção por covid-19, sendo 68 deles associados às linhagens da variante Ômicron. Entre esses casos, já há pessoas que contraíram covid-19 a partir de vírus de duas linhagens diferentes da Ômicron.
Os dados analisados no estudo divulgado hoje se referem ao período de 16 a 30 de junho, e incluem o sequenciamento de 1.745 genomas à base de dados que já existia anteriormente.
O material é coletado pelos pesquisadores a partir de parceria e colaboração com os Laboratórios Estaduais de Saúde Pública (Lacens), a Coordenação-Geral de Laboratórios do Ministério da Saúde, os Laboratórios de Assistência Diagnóstica da Fiocruz e outras instituições nacionais. O acesso à base de dados EpiCoV do Gisaid, uma iniciativa internacional de vigilância genômica de novo coronavírus e influenza, também auxilia o trabalho de monitoramento da Rede.
Fonte: Agência Brasil
Na próxima terça-feira (12), a partir das 21h, a TV Agência Aids traz a conversa “Trabalhadoras Sexuais no Mundo”, originalmente produzida pela Ecos Comunicação em Sexualidade. A live comemora o Dia das Trabalhadoras Sexuais, que teve sua origem quando, em 2 de junho de 1975, mais de 100 prostitutas ocuparam a Igreja de Saint-Nizier de […]
Com a proximidade das próximas eleições, que ocorrem em outubro deste ano, e que vão definir os cargos de presidente da República, governadores, senadores, deputados federais e estaduais, a importância de votar em candidatos que demonstrem apoio e propostas efetivas às pautas queer se torna uma prioridade para esta população.
Nesta edição, a Agência Aids escolheu doar os alimentos para organizações que lutam contra aids e acolhem pessoas em situação de vulnerabilidade social.
Em pleno inverno, o desfalque nas prateleiras constatado por Leão evidencia uma espécie de apagão de remédios e insumos pelo país. Além de antibióticos, faltam itens indispensáveis ao Sistema Único de Saúde (SUS) e listados na Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename) 2022, como o antibiótico amoxicilina, e dipirona, aliada de primeira hora no combate a dores e febre. Tanto o Ministério da Saúde quanto a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já admitem risco de desabastecimento de medicamentos no mercado.
Para ter não perder as notícias mais recentes, basta preencher o campo ao lado com o seu e-mail e aproveitar.

Av.Paulista 207,3 – Horsa 1 – 8º andar – Cj 822
CEP 01311-300 – Cerqueira César – São Paulo, SP
+55 11 3287.6933 / 3266.2107
contato@agenciaaids.com.br
©2018 – Todos os direitos reservados – Agência de notícias da Aids

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.