Unesco: O poder da educação para acabar com o estigma e a discriminação relacionados ao HIV – Agência AIDS – Agência de Notícias da Aids


Para muitos dos estimados 1,7 milhão de adolescentes que vivem com HIV, a escola não é o lugar seguro que deveria ser. Eles sofrem bullying, punições indevidas e até violência. Muitos não têm acesso aos serviços de que precisam devido ao estigma, discriminação ou criminalização.
Joyce Ouma, do Quênia, da Rede Global de Jovens Vivendo com HIV (Y+ Global), falou com líderes de saúde e educação em uma reunião de junho do Conselho de Coordenação do Programa Unaids. O Conselho reúne 11 agências da ONU e uma Secretaria para acabar com a epidemia de aids como uma ameaça à saúde pública até 2030.
Ouma, uma jovem que vive com HIV, disse que todos os jovens, independentemente do estado de saúde, têm o direito de aprender em um ambiente de aprendizagem seguro e de apoio. A jovem fez referência às recomendações de Aprendizagem Positiva, que foram desenvolvidas sob sua liderança como parte de uma parceria inovadora liderada por jovens entre a Unesco e a Rede global de Pessoas Vivendo com HIV.
O relatório esboça recomendações para que o setor de educação atenda às necessidades dos alunos que vivem com HIV. Salienta a importância da educação sexual abrangente, apoio à saúde mental e bem-estar e confidencialidade. Ele aborda o tratamento e cuidados do HIV, saúde e direitos sexuais e reprodutivos, e fala sobre bullying e violência e ambientes de aprendizagem inclusivos e promotores da saúde.
A educação é uma das melhores ferramentas de prevenção do HIV, disse o chefe de Saúde e Educação da Unesco, Christopher Castle, com evidências mostrando que cada ano adicional de escolaridade secundária leva a uma redução no risco cumulativo de infecção pelo HIV.
Ecoando o forte apoio expresso por vários ministros da educação à educação sexual abrangente, Castle observou que “a escola é uma parte fundamental da educação de qualidade que os jovens exigem e merecem”, disse Castle. “Ele procura equipar os jovens com as habilidades, atitudes e valores de que precisam para realizar sua saúde, bem-estar e dignidade, construir relacionamentos saudáveis, conhecer seus direitos e os direitos dos outros. É importante ressaltar que é uma ferramenta crucial no combate ao estigma e à discriminação relacionados ao HIV”.
Encerrando a reunião, o diretor executivo interino do Programa do Unaids, Matt Kavanaugh, disse que “a educação deve estar no centro de como alcançarmos nossos objetivos em relação ao HIV. Devemos reconhecer que o estigma e a discriminação matam e devemos usar o poder da educação para mudar nossa atual trajetória de HIV.”
A Unesco é co-patrocinadora e fundadora do Unaids, responsável por liderar esforços para apoiar os setores nacionais de educação para fortalecer sua resposta ao HIV e co-convoca o trabalho sobre jovens com o Unicef e o UNFPA.
Fonte: Unesco
A transvereadora Filipa Brunelli é a convidada da coluna “Senta aqui, com Marina Vergueiro” nesta segunda-feira (11). Filipa Brunelli tem 29 anos, é graduanda em Sociologia e foi eleita para o seu primeiro mandato, com 1.119 votos, sendo a segunda pessoa mais votada do partido. Filipa é a primeira mulher Trans a ocupar uma vaga […]
O casamento homoafetivo nos Estados Unidos foi legalizado em 2015 e com essa legislação é possível pleitear o Green Card e a cidadania americana, que permitem a permanência em solo norte americano.
O imunizante tem sido utilizado com base em uma autorização de uso emergencial, concedida em janeiro de 2021.
A menos de três meses das eleições, os espaços de discussão deveriam estar ocupados por debates sobre propostas de candidatos para enfrentar desafios na saúde, educação, assistência social, violência, preservação ambiental, economia e planejamento urbano, entre outros tantos temas. Deveriam, mas não estão, infelizmente.
Para ter não perder as notícias mais recentes, basta preencher o campo ao lado com o seu e-mail e aproveitar.

Av.Paulista 207,3 – Horsa 1 – 8º andar – Cj 822
CEP 01311-300 – Cerqueira César – São Paulo, SP
+55 11 3287.6933 / 3266.2107
contato@agenciaaids.com.br
©2018 – Todos os direitos reservados – Agência de notícias da Aids

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.