Ivan Almeida denuncia racismo no Sporting-Benfica: "Quero ver se o Nilson reagir…" – O Jogo

Ivan Almeida, basquetebolista do Benfica
Fotografia: Ivan del Val/Global Imagens
Gesto nas bancadas do João Rocha motivou reprovação do basquetebolista do Benfica
Ivan Almeida, basquetebolista do Benfica, denunciou este sábado um gesto racista durante o jogo de futsal Sporting-Benfica (5-4), no Pavilhão João Rocha.
Futsal. Benfica critica arbitragem: “Falta que foi sempre habilidosamente ignorada…”
Futsal. Sporting vence Benfica e adianta-se na final do play-off
“Quero ver se o Nilson reagir, se vem algum dirigente dizer que fez uma encenação e uma grande palhaçada também. Se ficarmos calados e sem reagir perante situação dessas estamos a ser enablers do racismo. Até quando isto vai continuar e vocês acharem isto normal???” reprovou Almeida no Twitter, fazendo alusão às declarações de Afonso Barros, que negou que o carbo-verdiano tenha sido alvo de insultos racistas no FC Porto-Benfica em basquetebol.
Mais tarde, Ivan Almeida apagou o tweet com a referência ao jogo de futsal
Recorde-se que Ivan Almeida também denunciou ter sido alvo de racismo na terceira final do campeonato de basquetebol entre o FC Porto e Benfica, no Dragão Arena.
O momento que motivou a denúncia de Ivan Almeida:

Os golos com que o FC Porto bateu o Bristol Rovers: assista ao vídeo
Em França avançam 11 nomes dispensados no PSG e um deles é português
Pogba chegou ao centro médico da Juventus e foi recebido assim: ora veja
Claque de petizes do São Paio de Oleiros canta por Portugal no Europeu de sub-20: vídeo
Djokovic manda beijinhos para as bancadas após garantir a final de Wimbledon: vídeo
Jogadores do FC Porto fazem banhos de gelo improvisados: “Anda, Pepê…”
Pinto da Costa em entrevista: recorde tudo o que disse o presidente do FC Porto
Pinto da Costa sobre a saída de Mbemba: “Queria um salário de 7 M€ limpos”
Pinto da Costa: “Tivemos uma oferta de 60 M€ por um jogador e não aceitei”
“Movimentações dos rivais? Até ando a tomar calmantes por cada nome que sai”
Sérgio Oliveira oficial, Sporting e Braga de olho em Arribas e Sterling mexe milhões
Daniel Bragança sofreu lesão no joelho e vai ser operado
Está a caminho um comprimido que alega prevenir a ressaca
15 filmes que nos fizeram sair da sala de cinema
Chris Hemsworth estreia-se no TikTok e bate recordes

source

ESPAÇO ABERTO – Discutir as raízes do racismo brasileiro – Folha de Londrina – Folha de Londrina

ESPAÇO ABERTO – Discutir as raízes do racismo brasileiro – Folha de Londrina  Folha de Londrina
source

“É da responsabilidade de todos acabar com o bullying”, alerta Rita Pereira – Delas

“É da responsabilidade de todos acabar com o bullying”, alerta Rita Pereira  Delas
source

Projeto fixa sanções para empresas que pratiquem atos discriminatórios contra pessoas com deficiência – Notícias – Agência Câmara de Notícias

Proposta inclui sanções no Estatuto da Pessoa com Deficiência
08/07/2022 – 19:45  

O Projeto de Lei 1032/22 inclui no Estatuto da Pessoa com Deficiência sanções para empresas que pratiquem atos discriminatórios contra as pessoas com deficiência.
Pela proposta em análise na Câmara dos Deputados, a pessoa jurídica que pratique, induza ou incite discriminação de pessoa em razão de sua deficiência, além da indenização por dano material, moral ou à imagem estará sujeita também à restrição de direitos e prestação de serviços à comunidade.
Quanto à restrição de direitos, após o trânsito em julgado da sentença condenatória, a pessoa jurídica ficará proibida de fazer contrato com o poder público e dele obter subsídios, subvenções ou doações por, no mínimo, dois anos e, no máximo, dez anos.
Já a prestação de serviços à comunidade consistirá em custeio de programas e de projetos de fomento à proteção da pessoa com deficiência contra toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, tortura, crueldade, opressão e tratamento desumano ou degradante, além de execução de obras de acessibilidade nas vias e nos espaços públicos e privados abertos ao público ou de uso coletivo.
“Acreditamos que tais medidas imprimem maior efetividade social aos valores constitucionais e legais referentes à defesa de direitos das pessoas com deficiência”, afirma o deputado Capitão Alberto Neto (PL-AM), autor do projeto.
Tramitação
A proposta será analisada em caráter conclusivo pelas comissões de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei
Reportagem – Lara Haje
Edição – Ana Chalub
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura ‘Agência Câmara Notícias’.
Use esse formulário para comunicar erros ou fazer sugestões sobre o novo portal da Câmara dos Deputados. Para qualquer outro assunto, utilize o Fale Conosco.
Sua mensagem foi enviada.
56ª Legislatura – 4ª Sessão Legislativa Ordinária

source

O Cristo politicamente incorreto – Aleteia

Bernardino Mei | Public Domain
.css-tadcwa:hover{-webkit-text-decoration:underline;text-decoration:underline;}Pe. Gabriel Vila Verde Reportagem local @media screen and (max-width: 767px){.css-1xovt06 .date-separator{display:none;}.css-1xovt06 .date-updated{display:block;width:100%;}}publicado em 05/07/22
O “Cristo politicamente incorreto” foi o tema de um comentário escrito e publicado pelo pe. Gabriel Vila Verde em sua rede social:
“Quem fica dizendo por aí que Jesus só pregou o amor e que condenar o pecado é discriminação, nunca leu a Bíblia ou a leu de cabeça para baixo. O próprio Jesus condena o pecado e convida todos à conversão!
Para a adúltera que seria apedrejada, Ele disse ‘vá e não tornes a pecar’. A Zaqueu arrependido, que decidiu devolver o que roubou, Ele disse ‘agora a salvação entrou nesta casa’. Aos que deixam a esposa por outra, Ele chamou de adúlteros. Aos cambistas do Templo, que profanavam o lugar santo, deu-lhes uma boa surra de chicote. Aos que não queriam acreditar n’Ele, chamou-os de ‘filhos do diabo'”.
O sacerdote concluiu:
“Este é o Cristo politicamente incorreto, o Cristo dos evangelhos, que no último dia irá separar o joio do trigo!
Logo, essa historinha de que devemos pregar o amor e deixar de lado a responsabilidade da conversão e da santidade é palhaçada do demônio. Quem justifica o pecado está advogando em causa própria e não fala em nome de Cristo. É lobo em pele de cordeiro. Fique atento para não ser enganado!”
Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:
Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.
Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 – leva apenas um minuto. Obrigado!
Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros

source

Governadora do Piauí é vítima de racismo religioso – Partido dos Trabalhadores

Olá, Militante! Seja bem-vindo!
Regina Souza, governadora do Piauí
Após aprovar o Dia dos Sacerdotes de Religiões de Matriz Africana, a governadora do Piauí, Regina Sousa, foi vítima de racismo religioso no grupo virtual WhatsApp, composto por mais de 250 advogados (OAB-PI), nessa última segunda-feira, 4. 
O autor do ataque é o advogado Ralisson Amorim Santiago, que compartilhou o link de uma matéria referindo a instituição do Dia dos Sacerdotes de Religiões de Matriz Africana, junto ao comentário racista, “Tia da macumba”.
Um dos componentes do racismo estrutural no Brasil é a demonização e o estereótipo das pessoas que cultuam as religiões  de matriz africana.
Além disso, os ataques às pessoas que cultuam as religiões de matrizes africanas, são também ataques à cultura do povo preto- que sempre sofreu processos de exclusão, perseguição  e discriminação no país . 
Não é a primeira vez que a governadora foi vítima de racismo religioso. A agressão verbal aconteceu em abril deste ano, quando ao menos de 24h no maior cargo de autoridade do Piauí, ela foi novamente vítima de racismo religioso por parte do Prefeito de Parnaíba, Mão Santa.
Outro episódio foi no ano de 2016, então senadora durante o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, foi alvo de comentário racista do apresentador Danilo Gentilli. 
Diante desses casos recorrentes à governadora e por todas as pessoas que não são impedidas de exercerem a sua liberdade de cultuar suas religiões, a Secretária Nacional de Mulheres do PT, Anne Moura, se solidariza com a companheira, e reafirma que luta diuturnamente contra a quaisquer tipos de práticas racistas.  
Importante enfatizar, que tanto o racismo como a  intolerância religiosa são crimes previstos no código penal brasileiro. A governadora Regina Sousa já acionou a assessoria jurídica para tomar medidas cabíveis contra o advogado. 
Dandara Maria Barbosa, Agência Todas
Necessary cookies are absolutely essential for the website to function properly. These cookies ensure basic functionalities and security features of the website, anonymously.

Cookie Duração Descrição
cookielawinfo-checbox-analytics 11 months This cookie is set by GDPR Cookie Consent plugin. The cookie is used to store the user consent for the cookies in the category “Analytics”.
cookielawinfo-checbox-functional 11 months The cookie is set by GDPR cookie consent to record the user consent for the cookies in the category “Functional”.
cookielawinfo-checbox-others 11 months This cookie is set by GDPR Cookie Consent plugin. The cookie is used to store the user consent for the cookies in the category “Other.
cookielawinfo-checkbox-necessary 11 months This cookie is set by GDPR Cookie Consent plugin. The cookies is used to store the user consent for the cookies in the category “Necessary”.
cookielawinfo-checkbox-performance 11 months This cookie is set by GDPR Cookie Consent plugin. The cookie is used to store the user consent for the cookies in the category “Performance”.
viewed_cookie_policy 11 months The cookie is set by the GDPR Cookie Consent plugin and is used to store whether or not user has consented to the use of cookies. It does not store any personal data.

Functional cookies help to perform certain functionalities like sharing the content of the website on social media platforms, collect feedbacks, and other third-party features.
Performance cookies are used to understand and analyze the key performance indexes of the website which helps in delivering a better user experience for the visitors.
Analytical cookies are used to understand how visitors interact with the website. These cookies help provide information on metrics the number of visitors, bounce rate, traffic source, etc.
Advertisement cookies are used to provide visitors with relevant ads and marketing campaigns. These cookies track visitors across websites and collect information to provide customized ads.
Other uncategorized cookies are those that are being analyzed and have not been classified into a category as yet.

source

Giovanna, estrela da base do Botafogo, dá nome a projeto contra a discriminação em eventos esportivos – FogãoNET

02/07/22 às 10:30
45 comentários
Por FogãoNET
Compartilhe
Entrará em tramitação na Câmara Municipal um projeto de lei que institui o Programa Giovanna Waksman de combate à discriminação em eventos esportivos.
Para quem não sabe, Giovanna tem 13 anos e é destaque das categorias de base do Botafogo – entre os meninos. Ela passou a ouvir, com bastante frequência, frases preconceituosas durante os jogos em que atua. Na última semana, uma grande rede de apoio se formou nas redes sociais.
O texto prevê multa aos infratores que fizerem “qualquer representação gestual que atente contra a dignidade da pessoa humana, especialmente de caráter misógeno, racista, homofóbico, sexista ou xenófobo”.
Ainda segundo o PL, “compete ao organizador do evento esportivo a identificação do infrator, sua retirada e notificação aos órgãos oficiais de segurança”. O texto é de autoria do vereador Felipe Michel.
Fonte: Blog do Ancelmo Gois – O Globo Online
07/07/22 às 21:5051 comentários
29/06/22 às 19:1940 comentários
28/06/22 às 15:2517 comentários
27/06/22 às 21:0050 comentários
27/06/22 às 18:00105 comentários
09/07/22 às 12:1031 comentários
02/07/22 às 09:35148 comentários

source

Jornal do Centro – Jornal do Centro

O Jornal do Centro utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação.
Ao Minuto

Siga-nos
Newsletter
Sobre
Ficha Técnica
Política de Privacidade
Termos e Condições
Mapa do Site
©Jornal do Centro, 2022
Designed by
Já tem conta no Jornal do Centro?
Ricardo Ferreira
09 de 07 de 2022, 08:30
Diário
A brasileira Anna Moura está em Viseu há quase três anos. Natural de São Paulo, a professora universitária e médica dentista mudou-se para Portugal com o marido, as três filhas e os pais. Atrás deles vieram a irmã, um cunhados, três sobrinhos e a sogra.

“Eu e meu marido fomos convidados para trabalhar como docentes na Faculdade de Medicina Dentária da Universidade Católica Portuguesa de Viseu”, começa por contar, salientando que este desafio internacional ia ao encontro do que ela e o marido tinha planeado para as filhas.

“Todo o processo de mudança precisa ter o lado emocional bem preparado. As mudanças não são fáceis. Dá trabalho sair da zona de conforto e no caso da mudança de país é preciso ter o coração aberto para entender a outra cultura, as vantagens e desvantagens”, refere, acrescentando que com a viagem para o nosso país se abriu um novo ciclo na vida sua família.

Anna garante estar integrada e satisfeita com o trabalho. O maior obstáculo que enfrentou, em termos pessoais, em Portugal, foi a morte do marido, que perdeu a batalha contra um cancro.

“Viemos cheios de sonhos, com a nossa família, vieram também nossos irmãos e pais. Mas infelizmente em junho de 2021 ele faleceu. Está a ser difícil, mas acreditamos em Deus e sentimo-nos muito protegidos e acolhidos em Viseu e pelos amigos que fizemos cá. Estou muito grata pois em toda a doença, o Cacio foi muito bem cuidado”, afirma.

A qualidade de vida que Viseu oferece é o que Anna mais destaca pela positiva. Também gosta da “simplicidade das coisas e ao mesmo tempo a dedicação e seriedade”.

“Não gosto, mas isso não é somente em Portugal, de sentir xenofobia, que existe em qualquer sítio. Porém, tento integrar-me em Portugal e não quero impor a cultura que eu tinha. Cada lugar é um e traz-nos ensinamentos”, defende.

É em Portugal que Anna e a sua família querem ficar. O regresso aos Brasil está, por isso, fora de equação.

PUB
PUB
PUB
A gala da entrega das medalhas do concurso Os Melhores Vinhos decorreu no Solar do Dão
Governo adverte para “risco extremo” e pede que portugueses não usem fogo
Alerta deixado pelo presidente da Comissão Vitivinícola do Dão
Ouça a rádio em direto
Não perca nada de segunda a sexta.
Subscreva já!
Conteúdos exclusivos do seu concelho.
Subscreva já!
Avenida Alberto Sampaio 132, 1º, 3510-028 Viseu
redacao@jornaldocentro.pt
232 431 311
Facebook
Instagram
Twitter
YouTube
Ficha Técnica
Política de Privacidade
98.9 fm
Mapa do Site
©Jornal do Centro, 2022
Designed by

source

Montenegro? "Espero que não se associe a partidos com ideias racistas" – Notícias ao Minuto

CLASSIFICADOS AUTO
José Eduardo dos Santos terá estado 16 horas sem comer, acusa Tchizé
MAI alerta para "pior conjugação de fatores desde Pedrógão Grande"
Estado vai continuar a fazer um "esforço" para combater efeitos da guerra
Sousa Real quer apoios para agricultores que apostem em boas práticas
PCP avisa que SNS "não precisa de amores platónicos" mas de ser reforçado
Avarias na CP. "O aquecimento global não é uma quimera"
Emirates anuncia 11 voos semanais a partir de agosto nos 10 anos em Portugal
CP faz apelo: Nas horas de maior calor, evite andar de comboio
Da análise da fatura à subida dos preços: Os cinco números da semana
É oficial: Sérgio Oliveira reforça Galatasaray
Benfica vence Reading no primeiro jogo-treino da pré-época
Falta de vacina contra Covid-19 tira dois craques da digressão do Chelsea
O vestido romântico de Beatrice ideal para o verão. Custa 500 euros
Revelado destino paradisíaco das férias de Maria Botelho Moniz
Os looks dos famosos portugueses para o terceiro dia do NOS Alive
Jovem de 16 anos morre afogado em piscina durante festa de aniversário
Autocarro sofre despiste na A2 em Palmela
Rúben não quis esperar e nasceu com a ajuda dos Bombeiros de Famalicão
Zelensky demite embaixadores, incluindo o de Kyiv na Alemanha
Manifestantes incendeiam residência do primeiro-ministro do Sri Lanka
Rússia intensifica ataques no Donetsk e Kyiv teme novas ações
Xbox confirma presença num dos maiores eventos europeus de videojogos
'Luck'. Eis o trailer do primeiro filme original de animação do Apple TV+
Elon Musk escreve carta para cancelar acordo de compra do Twitter
Morreu a produtora de cinema Ana Costa, da Cinemate
Regina Duarte e Andreia Brites são as novas comissárias do PNL
Palco do NOS Alive 'pegou fogo' com atuações de Metallica e Royal Blood
No Lorosae Sol Nascente o verão chegou com novidades no menu
Escapadinhas: 6 paragens obrigatórias na Beira Baixa
Vai viajar? Aprenda a manter uma alimentação saudável durante as férias
PRR: Gestoras de condomínios querem 'via verde' para pedidos de obra
Preços das casas avançam 9,8% na zona euro e 12,9% em Portugal
Está a pensar comprar casa? Faça a conta aos impostos
Jogador do Sp. Braga adquiriu novo BMW Série 2 Gran Coupé
Marcelo Rebelo de Sousa visitou fábrica da Stellantis e até conduziu
Combustíveis sintéticos são o futuro? A resposta da BMW foi esclarecedora
6º Ano
consecutivo

Obrigado pela
sua confiança
© Global Imagens
08:25 – 05/07/22 por Daniela Filipe
Política Isabel Moreira
Numa reação às declarações do recém-eleito líder do Partido Social Democrata (PSD), Luís Montenegro, que assegurou que nunca associará o partido a “qualquer política xenófoba ou racista”, a deputada socialista Isabel Moreira recordou, na segunda-feira, “os marcos terríveis” do responsável em matérias relacionadas com a homofobia, com o racismo e com a xenofobia, apelando a “um homem novo”.
“Montenegro diz que não se associará a qualquer ‘política’ xenófoba ou racista. Espero que isso signifique que não se associará a qualquer partido com ideias xenófobas e racistas”, começou por escrever Isabel Moreira, na sua página do Facebook.
A socialista atirou ainda que “convém que também não admita qualquer ‘política’ homofóbica”, recordando-se de “ver Montenegro ao lado de Isilda Pegado, em 2004, – aquando da revisão constitucional que consagrou a proibição de discriminação com base na orientação sexual – a assinar esta declaração de voto que associava homossexualidade e abuso sexual de menores”, acusou, incluindo o documento na publicação.

E acrescentou: “Espero, sinceramente, que os marcos terríveis de Montenegro em matéria de homofobia – ainda me lembro, também, da vergonha da tentativa de referendar a coadoção – e a ausência total de gestos em matéria de combate ao racismo e outras desigualdades sejam sinal de nada”, apontou, complementando, na rede social Twitter, que não há “nada como associar a homossexualidade ao abuso sexual de menores. Temos memória”, assegurou.
“Venha um homem novo. Mas que o diga”, rematou.
Quando Montenegro assinou com Isilda Pegado e outros esta declaração de voto à revisão constitucional de 2004 que introduziu a proibição de discriminação com base na orientação sexual. Nada como associar a homossexualidade ao abuso sexual de menores . Temos memória . pic.twitter.com/cMG8Y3RM5F

Recorde-se que o novo presidente do PSD assegurou, no discurso de encerramento do 40.º Congresso Nacional do partido, que nunca será o líder de um Governo que quebre os princípios da social-democracia e que associe a “qualquer política xenófoba ou racista”, numa declaração implicitamente dirigida ao partido de extrema-direita Chega.
Por sua vez, o deputado do Chega Diogo Pacheco de Amorim rejeitou que Montenegro se tenha referido ao seu partido, considerando ter ouvido o social-democrata “dizer que não tinha linhas nem roxas, nem encarnadas, não tinha linhas”, naquilo que classificou como uma tentativa de “ser ambíguo”.
Leia Também: “Não vi nunca Montenegro demarcar-se do acordo” com o Chega nos Açores
Dia Mundial do Chocolate
15% de desconto para adoçar a sua próxima viagem!
Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.
Apple Store Download
Regras de conduta dos comentários
38.750€
17.900€
19.900€
19.900€
23.900€
33.500€
15.900€
Irmã defende Georgina Rodriguez: "Dêem-lhe tempo, ela acabou de parir!"
Ana Rocha sobre denúncia: "Não tive a intenção de destruir uma carreira"
TVI desvenda quem irá apresentar a nova edição de 'Big Brother'
Venezuela, Rússia, Irão e China preparam exercícios militares conjuntos
Homem que recebeu coração de porco morreu de insuficiência cardíaca
Cinco viaturas arderam no parque de estacionamento do INEM em Lisboa
AO MINUTO: Zelensky demite embaixadores; Ataque em Donetsk intensificado
EUA vão enviar mais sistemas HIMARS para a Ucrânia
Jovem de 16 anos morre afogado em piscina durante festa de aniversário
NATO. Aliança "bate à porta errada" ao considerar China um desafio
Sousa Real quer apoios para agricultores que apostem em boas práticas
João Torres desvaloriza polémica do aeroporto afirmando que PS está unido
PCP avisa que SNS "não precisa de amores platónicos" mas de ser reforçado
Avarias na CP. "O aquecimento global não é uma quimera"
PSD/Madeira congratula-se com resolução de problemas com a República
Costa pede ao PS para ignorar "casinhos" da "bolha político-mediática"
Conselho Nacional da IL com urgência de reformas estruturais na agenda
Comissão Nacional do PS reúne-se para analisar situação política
"Escola Pública está confrontada com problemas causados pela Direita"
Dia Mundial do Chocolate
15% de desconto para adoçar a sua próxima viagem!
Receba os principais destaques todos os dias no seu email.
fama Georgina Rodriguez
Irmã defende Georgina Rodriguez: "Dêem-lhe tempo, ela acabou de parir!"
fama Ana Rocha
Ana Rocha sobre denúncia: "Não tive a intenção de destruir uma carreira"
fama Big Brother
TVI desvenda quem irá apresentar a nova edição de 'Big Brother'
mundo Ucrânia/Rússia
Venezuela, Rússia, Irão e China preparam exercícios militares conjuntos
mundo David Bennett
Homem que recebeu coração de porco morreu de insuficiência cardíaca
pais INEM
Cinco viaturas arderam no parque de estacionamento do INEM em Lisboa
mundo Guerra na Ucrânia
AO MINUTO: Zelensky demite embaixadores; Ataque em Donetsk intensificado
mundo Ucrânia/Rússia
EUA vão enviar mais sistemas HIMARS para a Ucrânia
pais Arouca
Jovem de 16 anos morre afogado em piscina durante festa de aniversário
mundo NATO
NATO. Aliança "bate à porta errada" ao considerar China um desafio
Seja o primeiro a saber
Receba os principais destaques todos os dias no seu email.
© 2022 Notícias ao Minuto. Todos os direitos reservados
Seja sempre o primeiro a saber. Descarregue a nossa App gratuita
Notícias ao Minuto
Ser o primeiro a saber será ainda mais rápido
Descarregue a aplicação e aceda a toda a informação do Notícias ao Minuto por smartphone ou tablet de uma forma mais cómoda, intuitiva e imediata.
Apple Store Download

source

Aline Ramos: 'Diálogo sobre racismo em Pantanal foi malconstruído' – UOL

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.
Colaboração para Splash, em São Paulo
08/07/2022 20h22
Um diálogo sobre racismo entre Tenório e dois dos três filhos dele com Zuleica, Renato e Roberto, dividiu opiniões dos fãs de “Pantanal” (TV Globo).
Na cena exibida no capítulo de ontem, os jovens, que são negros, tentam explicar para o pai como o racismo é um problema estrutural na vida deles e que ajudaria se Tenório não os preterisse.

Para a colunista de Splash Aline Ramos, a cena não foi bem desenvolvida uma vez que a questão racial não foi introduzida na trama antes.
Eu achei péssima e muito mal feita porque em nenhum momento foi construída a percepção de que o Tenório deixa essa segunda família em escanteio por Zuleica e os filhos serem negros. Aí quando os filhos começam a falar sobre isso parece que é algo da cabeça deles, que eles tiveram essa ideia e não que é algo que de fato está acontecendo.
Aline lembra que na versão original de “Pantanal”, a segunda família do personagem de Murilo Benício não era negra. A colunista avalia que o autor incluiu o diálogo sobre racismo no remake, mas sem nenhum aprofundamento.
A Globo divulgou que a família seria negra para adicionarem atores negros e a temática racial no remake. Basicamente, o Bruno Luperi enfiou a questão racial no texto sem desenvolvê-la ao longo da trama.


Comandado por Chico Barney no YouTube (e no TikTok e no Twitter) de Splash, o “Splash Show” de quarta cresceu, ganhou um novo nome e uma faixa em horário quase-nobre só para ele. No “Central Splash”, de segunda a sexta-feira, sempre às 18h, o colunista se junta aos colegas Aline Ramos e Lucas Pasin para discutir tudo o que está bombando nos realitys shows, TV e na vida das celebridades e subcelebridades.
** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL
ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Por favor, tente novamente mais tarde.

Não é possivel enviar novos comentários.
Apenas assinantes podem ler e comentar
Ainda não é assinante? .
Se você já é assinante do UOL, .
O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Aline Ramos

source