Red Bull dá “segunda chance” e mantém Vips no Programa de Jovens Pilotos após racismo – Grande Prêmio

Uma semana após anunciar a rescisão de contrato de Jüri Vips por conta das falas racistas e homofóbicas ditas pelo piloto durante uma live na Twitch, a Red Bull entendeu que era o momento de tirar o jovem do castigo e dar mais uma chance. A equipe austríaca confirmou que o estoniano permanecerá no Programa de Jovens Pilotos, embora a demissão do cargo de piloto de testes e reserva na F1 continue.
O vídeo em que Vips aparece dizendo o termo “nigga” — considerado extremamente ofensivo para se referir aos negros — e depois, em outro trecho, rejeita um boné dado pelo também piloto da F2 Liam Lawson afirmando que “rosa é cor de gay” caiu nas redes em 21 de junho e logo viralizou. Assim que tomou conhecimento das imagens, a Red Bull suspendeu Vips e disse que iniciaria uma investigação para apurar o caso.
▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
A conclusão veio sete dias após o ocorrido, e a base em Milton Keynes optou por rescindir o contrato com Vips, que também era piloto de testes e reserva da equipe na F1. Agora, no entanto, Christian Horner veio a público para explicar que o jovem vai continuar ligado à academia, pois entende-se que as desculpas de Vips foram “sem reservas”.
“Cancelamos nosso acordo com ele, e isso, sem dúvida, lhe dará tempo para refletir”, disse Horner à agência de notícias AP. “Todo mundo merece uma segunda chance se mostrar que realmente aprendeu com os erros”, acrescentou o chefe dos taurinos.
“Ele é jovem, um garoto jovem, e vamos apoiá-lo — ainda que tenhamos rescindido contrato — partindo do ponto da saúde mental e educacional. Espero que ele aprenda com isso”, completou Horner.
Quem também decidiu ficar ao lado de Vips foi a Hitech, equipe pela qual o estoniano corre na F2. Mesmo depois de se dizer “chocado e horrorizado” com a postura racista do piloto, Oliver Oakes, chefe da equipe britânica, disse que a decisão de manter Vips até o final da temporada da F2 foi muito debatida.
“Permitir que ele complete a temporada com a Hitech é uma oportunidade para ele demonstrar, através das suas ações, o tipo de pessoa que ele é. Eu deixei claro que acho que a linguagem utilizada foi totalmente inaceitável, mas decidi dar a ele a chance de se redimir”, declarou Oakes na ocasião, mas a F2 imediatamente reagiu, dizendo-se “surpresa” e que não seria a decisão que a categoria tomaria. No entanto, nem Vips e nem a Hitech sofreram algum tipo de sanção, participando normalmente da última rodada do calendário, realizada em Silverstone.
Sobre a polêmica envolvendo a decisão da Hitech e a nota de repúdio da F2, Horner disse a Red Bull nada tem a ver com o fato. “Essa é a decisão deles, e não estamos financiando isso de forma alguma. É uma escolha puramente deles, e eles têm suas próprias razões para justificar as ações que fizeram”, encerrou.
Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.