Trypas Corassão // Beleza Como Vingança – Rimas e Batidas

pub
No universo das músicas queer concebidas e tocadas em Portugal este primeiro disco do projecto Trypas Corassão depressa ganhou destaque, e o facto de ser protagonizado por duas brasileiras é, só por si, bastante significativo. A xenofobia e a homotransfobia sistémicas sentidas no nosso país não conseguiram barrar o percurso de Tita Maravilha e Cigarra. Podem as forças da penumbra vindas de um passado que, afinal, não passou, tentar abafar a influência cultural migrante na cultura portuguesa que ela está aí, a fazer-se sentir em disciplinas artísticas como a performance e a música.
Numa entrevista em vídeo realizada em plena pandemia, outro artista queer, Herlander, falou da sua actividade musical como um “espaço seguro”, ainda que as suas propostas sejam, no seu desalinhamento estético, uma expressão (das mais cativantes no panorama de hoje, acrescente-se) de inquietude criativa. O que Beleza Como Vingança apresenta de particularmente bom está na circunstância de ter assumido o risco e de programaticamente reivindicar a insegurança – inclusive por parte das letras, sempre combativas e inyourface. Formatos populares como o brega, o funk e várias tradições oriundas do Brasil são re-significados no álbum por meio de uma abordagem experimental da electrónica e de um generoso uso de samples, tanto quanto através de uma fala e de um canto com mensagem. Estes são tematizados em torno da sexualidade, da identidade de género, do relacional e do social, ganhando uma dimensão política que, com o beat à desfilada, faz com que dança e revolução se casem, como era desejo da filósofa anarquista Emma Goldman.
Tita Maravilha é uma performer e o palco é o lugar por excelência do trabalho de Cigarra com as máquinas, pelo que a melhor forma de vivenciar o que aqui vem é em cena. Já aí as vimos e as apresentações funcionam como rituais de exorcização e catarse. Seja como for, o LP sobrevive muito bem à ausência dessa vertente performativa. Mais dizemos: este é um disco impactante e incontornável. Em breve sai um videoclipe do tema “LUSHO ELEGÂNCIA & SOFISTICAÇÃO”, realizado pela cineasta Francisca Marvão
pub
NBC
“Espelho”

Caroline Lethô
“Nordic Wood”

Scúru Fitchádu
“Sorrizu Margôs”

Micro
Pontos nos Is
SP Deville
Conjunto Corona
“Pontapé nas Costas” @ Musicbox

Mike El Nite
“Mambo nº1” feat. ProfJam @Musicbox

©2022 RIMAS E BATIDAS, Todos os direitos reservados. Design by Dialogue

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.