DISCRIMINAÇÃO RELIGIOSA: Empresa demite funcionários que se recusaram a participar de reuniões diárias de oração – TV Jornal

Por serem ateus e agnósticos, funcionários se recusaram a participar de reuniões de oração organizadas pela empresa e foram demitidos
Uma empresa de reparos domésticos da Carolina do Norte, Estados Unidos, está sendo processada pela demissão de dois funcionários por um motivo discriminatório.

Em 2020, a direção da Aurora Pro Services começou a promover reuniões diárias de oração com os funcionários. Um dos gerentes, que é ateu, decidiu não comparecer aos encontros religiosos, justificando que não se sentia confortável.
De acordo com reportagem do jornal The Washington Post, o chefe do gerente chegou a dizer que “ele não precisava acreditar em Deus e não precisava gostar das reuniões de oração, mas tinha que participar“.
O funcionário foi a algumas das sessões, mas o desconforto não passou e ele comunicou que não iria mais. A direção da empresa não aceitou a reação e ele foi demitido.
O gerente processou a Aurora Pro Services por discriminação religiosa, acusando também a exigência da presença de todos os funcionários nas reuniões cristãs, que tinham até chamada. A queixa foi apresentada pela Comissão de Igualdade em Oportunidades de Emprego.
Em 2021, outra demissão da empresa foi motivada pela recusa de comparecer aos encontros. Uma representante de atendimento ao cliente, que é agnóstica, teria reclamado que as reuniões diárias chegavam a durar uma hora e haviam se tornado cultos. Por não participar, ela também foi demitida.
Sobre
Repórter do Site da TV Jornal. Cobre o universo gospel
Localidade:Recife-PE
Telefone:34136179
Cargo:Repórter
É o fato ou acontecimento de interesse jornalístico. Pode ser uma informação nova ou recente. Também diz respeito a uma novidade de uma situação já conhecida.
Texto predominantemente opinativo. Expressa a visão do autor, mas não necessariamente a opinião do jornal. Pode ser escrito por jornalistas ou especialistas de áreas diversas.
Reportagem que traz à tona fatos ou episódios desconhecidos, com forte teor de denúncia. Exige técnicas e recursos específicos.
É a interpretação da notícia, levando em consideração informações que vão além dos fatos narrados. Faz uso de dados, traz desdobramentos e projeções de cenário, assim como contextos passados.
Texto analítico que traduz a posição oficial do veículo em relação aos fatos abordados.
É a matéria institucional, que aborda assunto de interesse da empresa que patrocina a reportagem.
Conteúdo que faz a verificação da veracidade e da autencidade de uma informação ou fato divulgado.
É a matéria que traz subsídios, dados históricos e informações relevantes para ajudar a entender um fato ou notícia.
Reportagem de fôlego, que aborda, de forma aprofundada, vários aspectos e desdobramentos de um determinado assunto. Traz dados, estatísticas, contexto histórico, além de histórias de personagens que são afetados ou têm relação direta com o tema abordado.
Abordagem sobre determinado assunto, em que o tema é apresentado em formato de perguntas e respostas. Outra forma de publicar a entrevista é por meio de tópicos, com a resposta do entrevistado reproduzida entre aspas.
Texto com análise detalhada e de caráter opinativo a respeito de produtos, serviços e produções artísticas, nas mais diversas áreas, como literatura, música, cinema e artes visuais.
Jornal @ 2022 – Uma empresa do grupo JCPM
PARA SOLICITAÇÃO DE LICENCIAMENTO, CONTACTAR EDITORES@NE10.COM.BR

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.