Ariadna Arantes expõe discriminação que sofreu em programa da Globo e revela todos os detalhes – Entretê – Flagra dos Famosos

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.
Após fazer muito sucesso no BBB 11 e participar do No Limite, ambos na Globo, Ariadna Arantes não desfruta de tantas conquistas financeiras. Em conversa com o jornalista Fefito, ela desabafou sobre a discriminação que enfrenta por marcas e trabalhos de parcerias.
“Eu fui muito boicotada e sou muito boicotada até hoje por empresas, por agências, por pessoas. […] Quantos dos meus companheiros que fizeram o Big Brother compraram casas, carros, ajudaram a família?”, refletiu ela.
“E eu estou aí, tentando sobreviver. Você passar esses anos todos aí como famosa e ter dinheiro para mal comer e pagar o aluguel? Isso é muito triste para mim”, desabafou.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Vale destacar que, no último ano, Ariadna Arantes foi uma das participantes do No Limite. Após ser eliminada, ela conversou com Fátima Bernardes sobre o seu desempenho nas provas, e desabafou sobre ser uma grande figura de representatividade.
“Na primeira prova de subir a duna, aquilo me desestabilizou muito, fiquei traumatizada. Eu passei mal de verdade saindo, eu não estava vendo mais cores, estava vendo em preto e branco, as pontas dos meus dedos estavam escuras e geladas, tive muita vontade de vomitar, achei que estava infartando naquele momento. E a tempestade que a gente viveu, meu Deus do céu, espero nunca mais ter que passar por algo parecido com aquilo”, falou ela.
Na conversa, a artista também refletiu sobre as mudanças para a população LGBTQIA+ e sua visibilidade.
“Acho que não mudou muito ainda, tivemos pouquíssimos avanços. Não por falta de vontade nossa, mas porque a sociedade ainda tem uma cabeça muito fechada. A gente vê que tem várias influenciadoras trans que penam, assim como eu, tentando manter nosso posicionamento, fazendo um trabalho legal e limpo. Não tem ainda grandes empresas e grandes marcas que nos proporcionam esse patrocínio, essa ajuda”, falou.
Inclusive, o desabafo que ela fez com a apresentadora global não foi o único. Nas redes sociais, Ariadna também já lamentou a falta de oportunidades no mercado de trabalho aos LGBTs.
“No mês do orgulho LGBTQI+, em pleno século 21, precisamos nos dar conta de que nossa classe precisa de mais oportunidades. Em todas as áreas. Principalmente a classe T. Ainda somos o país que mais mata Travestis e transexuais no mundo. Precisamos de conscientização para isso. Rumo a 1 milhão, mas quero apenas fazer o meu trabalho. Expressar minha arte e ser feliz“, afirmou a influencer.
O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.
Claudia Raia pede desculpas após revelação sobre Alexandre Frota: “Errei”
Se arrependeu!
🔥 VEM VER

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.