Cachorro morre em hotel para cães enquanto tutora trabalhava em Jacareí – O VALE

O caso foi nesta segunda-feira (27). O cão apresentou diversas lesões no corpo
(Foto: Denise Martins / Arquivo Pessoal)
Um cachorro da raça Yorkshire Terrier morreu após ficar em um hotel para cães enquanto a tutora trabalhava. O caso foi nesta segunda (27), no Jardim Santa Maria em Jacareí. Um boletim de ocorrência foi registrado nesta terça-feira (28), após laudo veterinário constando lesões com hematomas.
 Segundo Denise Martins, de 41 anos, o marido dela levou o cão para o hotel de manhã e quando voltou no final da tarde, o animal estava morto. O Yorkshire era chamado de Bob e tinha cinco anos.
 “Meu marido deixou ele lá, porque abrimos uma Petshop e não conseguia ficar com ele aqui por causa dos outros cães. Quando foi final da tarde, o dono do hotelzinho falou que saiu e quando voltou, o Bob parecia estar morto. O meu cachorro estava machucado no pescoço, abatido. Deve ter sido os outros cachorros grandes. Não sei se ele estava em um local sozinho ou não”.
 O corpo do cachorro foi levado para uma veterinária para o laudo clínico, constatado que ele teve diversas lesões no corpo, principalmente na região cervival e hematomas.
 Segundo a tutora, o cachorro tinha o costume de ir para o hotel antes da pandemia, mas agora que precisou abrir o negócio e iria deixá-lo novamente.
 Um boletim de ocorrência foi realizado nesta terça-feira (28) e a Polícia Civil irá unir as informações com os envolvidos para investigar a causa da morte do cão. 
 O advogado do hotel divulgou uma nota, informando que o cuidador se coloca à disposição para apoio e que tinha zelo pelo cão o qual oferecia abrigo há três anos. Disse também que “se coloca à disposição para fazer minimizar a dor e danos, de pronto já entrou em contato com o advogado dos tutores para esclarecimentos”. 
 Complementou ainda, que “está extremamente assustado pelos atos repudiáveis de danos praticados à sua residência, ameaças à vida e integridade física, sua e de sua família, bem como os atos de xenofobia. Quanto aos fatos, está à disposição da autoridade policial para esclarecimentos, tendo em vista inexistir qualquer histórico de agressão ou violência entre os animais.” 
29/06/2022 – 15:10
29/06/2022 – 12:15
29/06/2022 – 11:41
Nós utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nossas plataformas. Ao utilizar nosso site, você aceita os termos de uso e política de privacidade.

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.