Ex-funcionário da Tesla rejeita indemnização de 15 milhões de dólares em caso de racismo – SIC Notícias

Os seus olhos no mundo e no futuro
Site provisório
SIC Notícias
Vídeos, Última Hora, Portugal e Mundo ao minuto
Tesla recorreu de uma sentença anterior em que teria de pagar 137 milhões de dólares.

Um ex-funcionário negro da Tesla, que afirma ter sido assediado e confrontado com “insultos racistas diariamente” enquanto trabalhava na fábrica da empresa em Fremont, Califórnia, rejeitou uma indemnização de 15 milhões de dólares (cerca de 14,2 milhões de euros), valor substancialmente inferior ao inicialmente estipulado.
Owen Diaz, que trabalhou na fábrica da Tesla em 2015 e 2016, deveria ter recebido 137 milhões de dólares (cerca de 130 milhões de euros) de indemnização por “danos emocionais” na sequência do veredicto de um júri federal em São Francisco no ano passado. A Tesla contestou e recorreu.
Agora, um juiz cortou o valor em quase 90%, para os 15 milhões, que Diaz recusou. A rejeição desta indemnização pode significar um novo julgamento.
Diaz alegou que os funcionários desenharam suásticas e deixaram desenhos racistas ao redor da fábrica e que os supervisores não conseguiram impedir o abuso.
A Associated Press não conseguiu obter uma reação por parte da Tesla.

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.