Shapovalov acusa Queen’s Club de discriminação: «Não deixam as jogadoras treinar no clube…» – Bola Amarela

Denis Shapovalov não vive um bom momento dentro do court, ao acumular cinco derrotas consecutivas numa altura em que Wimbledon se aproxima rapidamente. No entanto, o canadiano fez questão de se preocupar com um outro tema relacionado com o ATP 500 do Queen’s Club, onde agora perdeu à primeira com Tommy Paul.
Ora, o canadiano fez duras críticas à organização do torneio por não permitir que qualquer mulher treinasse nas instalações, acusando mesmo os responsáveis do clube de discriminação.
“É irónico que o Queen’s Club tenha o nome de uma mulher poderosa e extraordinária, mas depois esteja abertamente a discriminar mulheres tenistas profissionais ao não as deixarem treinar no clube quando se precisam de preparar para Wimbledon. É altura de rever esta política”, acusou no Twitter.
Ironic that @TheQueensClub is named after a powerful, extraordinary woman yet is openly discriminating against professional female tennis players by not allowing them to train at the club when they need to prepare for @Wimbledon. Time to review this policy #tennis #genderequality
— Denis Shapovalov (@denis_shapo) June 17, 2022

This website uses cookies to provide you with the best browsing experience.
Find out more or adjust your settings.
This website uses cookies so that we can provide you with the best user experience possible. Cookie information is stored in your browser and performs functions such as recognising you when you return to our website and helping our team to understand which sections of the website you find most interesting and useful.
More information about our Cookie Policy

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.