Maria Vieira diz ter sido excluída de novela da Globo por ser "conservadora, de direita e apoiante do Presidente Jair Bolsonaro" – Observador

Ouvir Rádio
©2022 Observador
A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.
Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais
Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.
Siga o tópico Atores e receba um alerta assim que um novo artigo é publicado.
Atriz revelou nas redes sociais que foi afastada de um projeto para a Globo e assegura que foi uma decisão política. No Facebbok, também avançou que a SIC pode ter influenciado a decisão.
Exclusivo assinantes: Ofereça artigos aos seus amigos.
Maria Vieira tinha integrado no passado três novelas da Globo, tendo a primeira sido "Negócio da China", em 2008
Reprodução Facebook / Maria Vieira
Maria Vieira tinha integrado no passado três novelas da Globo, tendo a primeira sido "Negócio da China", em 2008
Reprodução Facebook / Maria Vieira
Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.
A atriz Maria Vieira afirmou nas redes sociais ter sido “alvo de perseguição, de discriminação e de cancelamento” por ser “conservadora, de direita e apoiante do Presidente [do Brasil] Jair Bolsonaro”, depois de ter sido afastada de uma nova telenovela da Globo.
Segundo contou a atriz, no início de mês de maio Maria Vieira foi contactada para integrar um projeto da televisão brasileira intitulado “A Travessia“, de autoria de Glória Perez e realizado por Mauro Mendonça Filho. Maria Vieira estaria já a trabalhar na obtenção do seu visto de trabalho quando, após contactar o realizador da telenovela, este lhe terá dito que “teria sido feita outra opção que também depende da decisão da empresa e que lamentava ter de ser ele a dar a notícia“.
Não sei quem, na Globo, decidiu impedir a minha contratação”, afirmou a atriz na rede social Facebook. “Não sei se a SIC, ao saber do interesse da emissora brasileira, tentou travar a mesma como já fez no passado, quando tentou impedir (sem sucesso) que eu, o Joaquim Monchique e a Carla Andrino fossemos contratados, ao mesmo tempo que impingia os seus próprios actores, que de resto foram recusados pelo Miguel Falabella, mas o que eu sei é que desta vez alguém ‘trabalhou’ nos bastidores para me impedir de integrar o elenco.”
Maria Veira considerou “legítimo” associar a sua exclusão da telenovela com as suas opções políticas. “Depois de eu ter sido instruída para iniciar o processo de contratação é legítimo depreender que o facto de eu ser uma actriz conservadora e de Direita e de ser apoiante do presidente Jair Bolsonaro e Deputada Municipal do Chega terá sido o único motivo pelo qual eu fui afastada do elenco daquela que seria a minha 4ª novela na TV Globo”, escreveu.
PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR
A primeira novaela da Globo que Maria Vieira integrou foi “Negócio da China”, em 2008. Seguiram-se “Sete Vidas”, em 2009, e “Aquele Beijo”, em 2013.
“Resolvi denunciar esta situação porque a perseguição e o cancelamento profissional que me são movidos se vêm adensando a cada dia que passa e também porque soube que a minha colega e amiga brasileira, a actriz Elizângela, que no caso foi escolhida pela própria Gloria Perez para fazer parte do elenco da mesma novela, terá sido coagida a tomar a ‘injeção’ contra a ‘covidagem’ para poder integrar o elenco“, continuou a atriz.
No passado dia 13 de junho, Maria Vieira teceu igualmente criticas à RTP, afirmando que o canal de comunicação português é “um poço sem fundo” e que “suga o dinheiro dos nossos impostos“. Para a atriz, a RTP “continua a servir de megafone ao Estado socialista, enquanto um número cada vez maior de ‘apresentadeiros’ do regime são sustentados a pão de ló em troca das loas que cantam ao governo e da propaganda que fazem ao globalismo, ao marxismo-cultural, à homossexualidade e à maldita Ideologia de Género“.
A atriz foi mandatária junto das comunidades portuguesas no mundo da candidatura presidencial de André Ventura, além de ser apoiante assumida de Jair Bolsonaro e do antigo Presidente dos EUA, Donald Trump.
A noite em que Maria Viera fez de Marylin Monroe, Ventura brincou no teclado e saiu ao som de ABBA

A atriz tem-se também posicionado contra as limitações impostas para combater a pandemia de Covid-19, além de ser apoiante do movimento anti-vacinas.
Não pode ser surpresa: o estado a que isto chegou
Como o PSD começa a controlar empresas de Lisboa
O golpe na economia russa (e como Putin o esconde)
Um SNS a caminho da morte
Morreu Jean-Louis Trintignant. Ator tinha 91 anos
Amber Heard não terá saído de “Aquaman” 2
Heard. Única vitória vale dois milhões de dólares
O veredicto do caso Depp vs. Heard ponto por ponto
Leonardas e Leonardos da Vinci
Morreu o músico e compositor Antero Simas
Otília Frayão. A fuga e a vida da poetisa açoriana
“Peaky Blinders”: o problema do adeus aos Shelby
Carros a gasolina e diesel sempre acabam em 2035?
As notícias das 8h
As notícias das 7h
6h. Ginecologia e obstetrícia com constrangimentos
Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.
A enviar artigo…
Ainda tem para partilhar este mês.
O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.
Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.
Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.
Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.
Por favor tente mais tarde.
Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.
Obrigado por assinar o jornalismo que faz a diferença.
Rua João Saraiva, nº 7
1700-248 Lisboa
© 2022
Disponível gratuitamente para iPhone, iPad, Apple Watch e Android

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.