Van Gaal desmente acusação de discriminação racial na seleção dos Países Baixos – O Jogo

Louis van Gaal respondeu à acusação de Ruud Gullit
Fotografia: AFP
Antigo internacional neerlandês Ruud Gullit acusou a Federação de não permitir que treinadores negros chefiem treinos da seleção
Louis van Gaal respondeu esta sexta-feira à acusação de discriminação racial feita por Ruud Gullit esta semana em direção à Federação neerlandesa.
Internacional. Leipzig prepara renovação de estrela aconselhada a Florentino Pérez
Internacional. Novela à vista? United inicia contactos com antigo companheiro de Ronaldo
O antigo internacional neerlandês acusou na quarta-feira a Federação daquele país de não permitir que treinadores negros chefiem treinos da seleção.
“O que é que deixaram fazer Patrick Kluivert na seleção dos Países Baixos? Orientou treinos? Não faço ideia. Concederam treinos a Henk Kraser? Talvez uma vez, não sei. Deram-me algum treino junto de Dick Advocaat? Não! Eles disseram-me que eu podia estar junto dos jogadores, mas nunca deixaram que orientasse treinos”, acusou o antigo médio, em entrevista ao jornal Helden.
“Se me perguntassem se voltaria a fazê-lo [integrar a equipa técnica dos Países Baixos], eu diria: ‘Não, claro que não’. Sempre que vejo todos esses jogadores negros a serem apenas permitidos a serem assistentes… Vão para o c******!”, completou Rullit.
O selecionador neerlandês, em conferência de imprensa, foi questionado acerca do assunto, desmentindo qualquer atitude discriminatória no seio da Federação.
“Estou surpreendido que ele consiga ver da sua casa em Amesterdão ou Itália se um treinador treina ou não. Não faz qualquer sentido. O meu assistente, Edgar Davids, orientou um treino esta semana. Toda a gente pode dizer o que quiser a partir de casa e não é desmentido. Isso só acontece se perguntarem ao selecionador, aí dou a minha opinião”, retorquiu van Gaal.

Da apresentação aos golos mais decisivos: Benfica despede-se assim de Darwin
O vídeo com que o Liverpool anunciou a contratação de Darwin
João Félix, Ronaldinho e Vinícius Jr posaram juntos em Miami: ora veja
Chaves revela terceiro equipamento para 2022/23
Juve Leo revela novas imagens dos incidentes no dérbi de hóquei em patins
Esta será a camisola alternativa do Ajax em 2022/23
Contrato e palavras de Darwin, Turquia chama por Mbemba e convence Bruma
Decisão do CD: Sérgio Conceição absolvido, Vítor Baía e Cerqueira punidos
Renovação do cartão de cidadão de Varandas foi prova contra Rui Cerqueira
Caso da garagem: castigos de Vítor Baia e Rui Cerqueira podem ser cumpridos nas férias
Varandas multado e Miguel Braga suspenso após incidentes no Dragão
Oficial: Liverpool confirma contratação de Darwin

source

Branquitude, Racismo e Antirracismo – Portal de Eventos – UFRJ

Portal de Eventos
Algumas Experiências Feministas na Universidade Italiana
Com a Profª. Valéria Ribeiro Corossacz
O Evento é presencial
Contará com a participação do Prof. Júlio Cesar de Tavares do Laboratório de Estudos Negros e também com Jade e Manuella Lopes do Laboratório de Teorias e Práticas Feministas.
Dia(s): 14 jun
Horário: 11h00 – 15h00
Local: Av. Horácio de Macedo, 2151, Faculdade de Letras – Cidade Universitária, Rio de Janeiro, Cidade Universitária – Laboratório de Estudos Negros – Faculdade de Letras da UFRJ

A confirmação da inscrição é de responsabilidade do organizador do evento.
Valor: Não Informado
Período de inscrição: Não definido
Site: https://pacc.letras.ufrj.br/home/
Instituição responsável: Faculdade de Letras da UFRJ
Email do organizador: labfeministaufrj@gmail.com
Telefone de contato: N/C

Av. Pedro Calmon. nº 550 – Prédio da Reitoria, 2º andar
Cidade Universitária – Rio de Janeiro, RJ – CEP 21941-901
Telefone: +55 (21) 3938-9600

Desenvolvido por
© 2022 Portal de Eventos

source

Portugal: Organizações em Lisboa pedem fim do racismo em homenagem a Alcindo Monteiro – Balai – Balai Cabo Verde

Dezenas de organizações manifestaram-se ontem, dia 10, em Lisboa contra o racismo e xenofobia em Portugal, num evento que serviu para homenagear o cabo-verdiano agredido até à morte em 1995 na capital portuguesa, Alcindo Monteiro.
A manifestação e homenagem promovidas pela Frente Anti-Racista (FAR) aconteceram na mesma rua [Garrett] e no dia do 27º aniversário da morte de Alcindo Monteiro, que teve lugar a 10 de Junho de 1995, depois de ser agredido por “supremacistas brancos”.
“Racismo em Portugal é herança colonial, por isso 10 de Junho, Dia de Portugal, passou a ser dia de Alcindo Monteiro, também de Giovani Rodrigues, Bruno Candé, Wilson Neto e outras vítimas do racismo em Portugal”, disse o dirigente da Frente Anti-Racista, Henrique Chaves.
Segundo ele, o momento impulsiona também a recordar outras “vidas violentamente interrompidas” por causa do racismo, garantindo que a FAR “compromete-se em continuar com a luta”, juntamente com as 37 organizações e movimentos anti-racismo que subscreveram o apelo para estarem presentes na homenagem.
Associação Cavaleiros São Brás, Associação Cultural Moinho da Juventude, Casa do Brasil de Lisboa, Consciência Negra, Associação de Mulheres Negras, Africanas e Afrodescendentes em Portugal, Rede Afrolink e Movimento Antiracismo são algumas das organizações que participaram no evento, nesta data que é feriado nacional e que se comemora o Dia de Portugal, de Camões e Comunidades Portuguesas.
Frases como “25 de Abril sempre, racismo nunca mais”, “Racismo e fascismo não passarão” e “Racismo nunca mais” ouviram-se durante a homenagem e lembram que no dia em que Alcindo Monteiro foi morto por um “grupo de nazifascistas” que andava pelas ruas de Lisboa, o mesmo grupo fez mais de dez vítimas, “todas elas pessoas negras que estavam a andar na rua e foram atacadas”.
Alcindo foi “brutalmente assassinado” no dia 10 de Junho de 1995 por um “grupo de nazifascistas” que andava pelas ruas de Lisboa, dia em que o mesmo grupo fez mais de dez vítimas, “todas elas pessoas negras que estavam a andar na rua e foram atacadas”.
Em 2021, Miguel Dores lançou o “Alcindo” que retrata uma das noites “mais violentas e racistas de Portugal”, ou seja, 10 de Junho de 1995, contextualizando como era Portugal na década de 1990 e como as instituições, Estado e as organizações trataram o assassinato de Alcindo Monteiro, vítima de racismo.
A FAR, criada em 1994, tem como objectivo contribuir para a resolução dos inúmeros problemas surgidos no seio da sociedade portuguesa, relacionados com o racismo e a xenofobia.
Inforpress
Balai Cabo Verde
Site agregador de notícias e conteúdos próprios e de parceiros, com enfoque em Cabo Verde e na Diáspora, que quer contribuir para uma maior proximidade entre os cabo-verdianos.
+238 357 69 35
geral@balai.cv / comercial@balai.cv / editorial@balai.cv

source

27 de Maio: Enterro das vítimas revela muitas feridas – Voz da América – VOA Portugues

27 de Maio: Enterro das vítimas revela muitas feridas  Voz da América – VOA Portugues
source

Marco Luque e Priscilla Alcantara estão na dublagem de DC Liga dos Superpets. | DB – DB – Dublagem Brasileira

Foi anunciado pela Warner que Marco Luque e Priscilla Alcantara fazem agora parte do time de dublagem nacional do novo longa de animação, DC Liga dos Superpets. O filme também conta com a participação de Vitor Kley na trilha sonora.
Marco Luque dá voz ao personagem Chip, um esquilo amedrontado que, ao receber superpoderes, fica eletrizado e raios poderosos começam a sair de suas patas. Já Priscilla Alcantara dubla a porquinha PB, que tem um enorme coração, e, ao ganhar superpoderes, consegue escolher a qual tamanho seu corpo pode chegar, podendo ser gigante como um arranha-céu ou minúscula como uma formiguinha.
Vitor Kley tem uma participação especial no filme com uma canção que irá emocionar até os corações dos vilões. A música ‘Conta Comigo’, versão brasileira da canção ‘Count on Me’, escrita especialmente para o filme.
DC Liga dos Superpets conta com roteiro de Jared Stern (LEGO Batman: O Filme), que também vai codirigir a produção com Sam Levine (Penn Zero: Quase Herói). A estreia do longa está prevista para 28 de julho.
A animação da  Warner estreia no dia 28 de julho. Foi anunciado pela Warner que Marco Luque e Priscilla Alcantara fazem agora parte do time de dublagem nacional do novo longa de animação, DC Liga dos Superpets. O filme também conta com a participação de Vitor Kley na trilha sonora. Marco Luque dá voz ao […]
Influenciadora fez desabafo sobre xenofobia em suas redes sociais. A cantora, influenciadora e campeã do BBB 21, Juliette Freire, fez um desabafo nas redes sociais nesta sexta-feira (10) por episódios de xenofobia que sofreu em sua jornada artística. A discussão de preconceito contra nordestinos no mundo artístico foi levantada na internet depois de relatos parecidos […]




(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});



(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Notícias
Acontece
Animes
Cinema
Desenhos
Filmes
Games
Outras Mídias
Séries
Televisão
Vida Real
Seções
Baú da Dublagem
Cara de Um Voz do Outro
Críticas
Entrevista
Matérias
Perfil
Por Trás da Dublagem
Top 10
Trailers dublados
20 Loops Por Hora
DB
O Site
Colaboradores
Direitos Autorais
Criação
Atendimento
FAQ
Anuncie
Denuncie
Entre em Contato


©
2019 DB – Dublagem Brasileira.
Todos os direitos reservados.

FacebookFacebook
 InstagramInstagram  TwitterTwitter  EmailEmail
Política de privacidade
Política de comentários

Necessary cookies are absolutely essential for the website to function properly. These cookies ensure basic functionalities and security features of the website, anonymously.

Cookie Duration Description
cookielawinfo-checbox-analytics 11 months This cookie is set by GDPR Cookie Consent plugin. The cookie is used to store the user consent for the cookies in the category “Analytics”.
cookielawinfo-checbox-functional 11 months The cookie is set by GDPR cookie consent to record the user consent for the cookies in the category “Functional”.
cookielawinfo-checbox-others 11 months This cookie is set by GDPR Cookie Consent plugin. The cookie is used to store the user consent for the cookies in the category “Other.
cookielawinfo-checkbox-necessary 11 months This cookie is set by GDPR Cookie Consent plugin. The cookies is used to store the user consent for the cookies in the category “Necessary”.
cookielawinfo-checkbox-performance 11 months This cookie is set by GDPR Cookie Consent plugin. The cookie is used to store the user consent for the cookies in the category “Performance”.
viewed_cookie_policy 11 months The cookie is set by the GDPR Cookie Consent plugin and is used to store whether or not user has consented to the use of cookies. It does not store any personal data.

Functional cookies help to perform certain functionalities like sharing the content of the website on social media platforms, collect feedbacks, and other third-party features.
Performance cookies are used to understand and analyze the key performance indexes of the website which helps in delivering a better user experience for the visitors.
Analytical cookies are used to understand how visitors interact with the website. These cookies help provide information on metrics the number of visitors, bounce rate, traffic source, etc.
Advertisement cookies are used to provide visitors with relevant ads and marketing campaigns. These cookies track visitors across websites and collect information to provide customized ads.
Other uncategorized cookies are those that are being analyzed and have not been classified into a category as yet.

source

Pessoas com deficiência perguntam: Como vamos votar? – DW África

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.
Usamos “cookies” (pequenos ficheiros que identificam o seu aparelho) para melhorar a nossa oferta. Mais informações na nossa política de privacidade.
Que soluções? Eleitores angolanos no Cuando Cubango temem que dificuldades enfrentadas durante o registo eleitoral se estendam até ao dia da votação. Falta de vontade política é apontada como a principal barreira.

Pedro Clave Samuel, de 32 anos, queixa-se da falta de informação sobre as eleições gerais. O jovem deficiente auditivo, residente em Menongue, diz desconhecer a data em que realiza o escrutínio. Mas insiste que tanto ele, como os amigos têm muita vontade de votar.
“Nós temos dificuldades auditivas e não sabemos onde votar. Queremos mais informações e formação especial. Nós, surdos e mudos, precisamos saber onde é que vamos votar”, diz Pedro em entrevista à DW África.
Pedro Clave Samuel: “Não sabemos onde votar”
Pedro Clave Samue confirma que ele e os seus amigos mudos e surdos já atualizaram os registos eleitorais. O professor da escola especial pública Mwene Tchicomba deverá votar pela terceira vez. A sua esperança é que quem vença as eleições de 24 de agosto valorize mais os deficientes, garantindo-lhes formação académica e emprego sem discriminação.
“Pensámos que o Presidente nos daria mais apoios e nos prestasse maior atenção, mas isso não aconteceu – e estamos a precisar bastante. Há aqui outros que terminaram a nona classe e não puderam dar continuidade aos estudos, por isso andam pelas ruas sem trabalho. E poderão meter-se em roubos. É por isso que precisamos de apoios.”
Milton Dala Mateus tem que deslocar-se numa cadeira de rodas. Pretende votar pela terceira vez e lamenta que muitos cadeirantes não se consigam registar por não terem o acesso facilitado. Mateus constata uma manifesta falta de vontade política para resolver o problema para os deficientes que pretendem votar.
“Geralmente, muitas das nossas escolas carecem de rampas e, se algumas têm rampas, é só mesmo para tentarem nos mentir”, lamenta, acrescentando que, nas eleições passadas, no local onde votou, viu outros deficientes físicos com problemas ainda maiores que o seu.  
“Se mesmo nós que temos cadeiras de rodas, tivemos muitas dificuldades, imagina aqueles que se tiveram de arrastar. Receberam o boletim de voto, colocaram no chão e a partir do chão é que exerceram o dever de voto. Eu espero que a Comissão Nacional Eleitoral melhore os serviços – que redesenhe as cabines de voto ou, pelo menos, implemente mesas de voto adaptadas para pessoas com deficiência.”
Nelito Luango: “Nem todos conseguiram fazer o registo eleitoral por conta das limitações físicas”
Nelito Luango, presidente da Associação Provincial dos Surdos e Mudos, diz que os problemas da pessoa com deficiência neste pleito eleitoral começaram com o registo eleitoral oficioso e teme que se estendam até ao dia do voto.
O responsável critica a falta de apoio de muitos departamentos ministeriais na província.
“O próprio Balcão Único de Atendimento Público (BUAP) começou a exigir declaração de energia e água, e os nossos associados não têm sequer energia. Outro [problema] foi a sua deslocação até ao BUAP. Pela sua distância, quem poderia garantir o transporte? Nem todos conseguiram fazer o registo eleitoral por conta das limitações físicas.”
O líder associativo pondera endereçar uma missiva à CNE para solicitar uma atenção especial à pessoa com deficiência no dia do voto. E deposita esperanças no próximo Governo.
“Aguardamos por uma Angola melhor, uma Angola que valoriza a pessoa com deficiência auditiva, que defende a igualdade a todos os angolanos. Muitos destes estão na rua ou estão nestas condições porque não têm um sustento. Em consequência, ficam traumatizados psicologicamente.”
A DW África solicitou à Comissão Nacional Eleitoral provincial informações sobre as medidas que estão a ser tomadas para garantir acessibilidade aos eleitores com deficiência nas mesas de votos, mas a entidade recusou-se a prestar declarações.
Em Angola, há cerca de 700 mil pessoas portadoras de deficiência, o que representa 2,5% da população do país.
Associações de cegos e amblíopes e de albinos acusam os partidos de os deixarem de fora das listas de deputados à Assembleia Nacional. Dizem que a atitude contraria a política de inclusão social em Angola.  
Pais e alunos com necessidades educativas especiais em Malanje pedem a criação de uma escola adaptada aos estudantes com deficiência. Setor do ensino tem falta de máquinas de escrever, papel braile e outros itens.  
Assinala-se esta quinta-feira (03.12) o Dia Internacional da Pessoa Portadora de Deficiência. Na província angolana do Bengo, pessoas com limitações físicas sentem-se marginalizadas e lançam um grito de socorro.  
Polícia impediu manifestantes de exibirem cartazes e atrasou o protesto, mas cidadãos marcharam na capital contra a exclusão social e política em Angola.  
O julgamento do caso Lussati, que envolve militares ligados à Casa de Segurança do Presidente angolano, um megaprocesso com 49 réus e 200 testemunhas inicia-se no dia 28 de junho no Centro de Convenções de Talatona.
O Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) confirmou que o presidente da UNITA, Adalberto da Costa Júnior, concluiu a formação em engenharia eletrotécnica em 1995, obtendo o grau de bacharel.
O ficheiro definitivo do registo eleitoral de Angola, que contabiliza 14,3 milhões de eleitores, foi entregue no Tribunal Constitucional. Porta-voz da CNE confirmou a realização de uma auditoria ao ficheiro informático.
© 2022 Deutsche Welle | Proteção de dados | Declaração de Acessibilidade | Expediente | Contato | Versão para celular

source

A voz de um herói – Parte 2 | DB – DB – Dublagem Brasileira

Por: Dennis Rodrigo Oliveira
Houston, temos um problema… Ou será que não? Consolidando a alegria dos nerds apaixonados por filmes de super-heróis, o trailer de Adão Negro chegou no último dia 8 e a versão dublada nos traz o lendário Garcia Junior no papel principal. E isso é fantástico, claro, mas eu ainda espero sinceramente que isso não comprometa uma eventual escalação do ator como o Batman Michael Keaton nos vindouros Flash e Batgirl.
O caminhão de carisma e músculos que atende pelo nome Dwayne Johnson, ou
simplesmente The Rock, é no jargão da dublagem um “boneco” mais comumente
associado ao grande Guilherme Briggs, mas no universo compartilhado de filmes da DC, ele dubla o Superman, que merecia mais destaque, mas isso é outra história… No referido trailer, Garcia já deu show e é sempre bom conferir uma nova performance dele… Quem viu o Almirante Warlock que ele dublou em Top Gun Maverick sabe do que estou falando! É sensacional!
A razão do meu desassossego particular é que, às vezes, considerando filmes que tem muitas sequências, alguns dubladores ficam “bloqueados”. Ocorreu com Phillipe Maia, que dublou inúmeros longas do ator Ryan Reynolds, mas não o fez em Deadpool, pois segundo o estúdio ele havia feito a versão jovem do Coronel Stryker na franquia X-Men e houve receio de que os personagens se encontrassem… Nunca aconteceu, nem irá (nem na moda do conceito recente de Multiverso).
E eu realmente acredito que os fãs merecem apreciar o Batman Michael Keaton na voz de Garcia Junior… Pelo histórico que ele tem com filme pregressos do ator, pela carga heroica de sua voz traz, digna do legado que Nilton Valério construiu no Homem-Morcego nos filmes de 1989 e 1992. Com um bocado de sorte, quem sabe no futuro vamos conferir um embate entre Adão Negro e Superman? E aí teremos novamente a interpretação de primeira grandeza entre Guilherme Briggs e Garcia Junior como ocorreu em O Príncipe do Egito (1998). Seria excepcional ter isso novamente!
A dublagem de um trailer pode nem ser definitiva e, talvez, eu esteja sofrendo por antecedência, mas por mais que existam boatos de que Keaton será consolidado como o Batman do Universo DC após a reformulação que o filme do Flash irá trazer, quero crer que Garcia pode atuar em ambas as frentes, seja como o poderoso Adão Negro ou como um veterano Cavaleiro das Trevas… Sem problemas.
A animação da  Warner estreia no dia 28 de julho. Foi anunciado pela Warner que Marco Luque e Priscilla Alcantara fazem agora parte do time de dublagem nacional do novo longa de animação, DC Liga dos Superpets. O filme também conta com a participação de Vitor Kley na trilha sonora. Marco Luque dá voz ao […]
Influenciadora fez desabafo sobre xenofobia em suas redes sociais. A cantora, influenciadora e campeã do BBB 21, Juliette Freire, fez um desabafo nas redes sociais nesta sexta-feira (10) por episódios de xenofobia que sofreu em sua jornada artística. A discussão de preconceito contra nordestinos no mundo artístico foi levantada na internet depois de relatos parecidos […]




(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});



(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Notícias
Acontece
Animes
Cinema
Desenhos
Filmes
Games
Outras Mídias
Séries
Televisão
Vida Real
Seções
Baú da Dublagem
Cara de Um Voz do Outro
Críticas
Entrevista
Matérias
Perfil
Por Trás da Dublagem
Top 10
Trailers dublados
20 Loops Por Hora
DB
O Site
Colaboradores
Direitos Autorais
Criação
Atendimento
FAQ
Anuncie
Denuncie
Entre em Contato


©
2019 DB – Dublagem Brasileira.
Todos os direitos reservados.

FacebookFacebook
 InstagramInstagram  TwitterTwitter  EmailEmail
Política de privacidade
Política de comentários

Necessary cookies are absolutely essential for the website to function properly. These cookies ensure basic functionalities and security features of the website, anonymously.

Cookie Duration Description
cookielawinfo-checbox-analytics 11 months This cookie is set by GDPR Cookie Consent plugin. The cookie is used to store the user consent for the cookies in the category “Analytics”.
cookielawinfo-checbox-functional 11 months The cookie is set by GDPR cookie consent to record the user consent for the cookies in the category “Functional”.
cookielawinfo-checbox-others 11 months This cookie is set by GDPR Cookie Consent plugin. The cookie is used to store the user consent for the cookies in the category “Other.
cookielawinfo-checkbox-necessary 11 months This cookie is set by GDPR Cookie Consent plugin. The cookies is used to store the user consent for the cookies in the category “Necessary”.
cookielawinfo-checkbox-performance 11 months This cookie is set by GDPR Cookie Consent plugin. The cookie is used to store the user consent for the cookies in the category “Performance”.
viewed_cookie_policy 11 months The cookie is set by the GDPR Cookie Consent plugin and is used to store whether or not user has consented to the use of cookies. It does not store any personal data.

Functional cookies help to perform certain functionalities like sharing the content of the website on social media platforms, collect feedbacks, and other third-party features.
Performance cookies are used to understand and analyze the key performance indexes of the website which helps in delivering a better user experience for the visitors.
Analytical cookies are used to understand how visitors interact with the website. These cookies help provide information on metrics the number of visitors, bounce rate, traffic source, etc.
Advertisement cookies are used to provide visitors with relevant ads and marketing campaigns. These cookies track visitors across websites and collect information to provide customized ads.
Other uncategorized cookies are those that are being analyzed and have not been classified into a category as yet.

source

Mineirão se pronuncia sobre mais um caso de importunação sexual – BHAZ

O Mineirão foi palco de mais um caso de importunação sexual no último fim de semana. No empate entre Atlético e Santos, ocorrido anteontem (11) no estádio de BH, uma mulher de 36 anos denunciou que um homem passou a mão nela.
Segundo o boletim de ocorrência, mesmo após três pedidos da vítima, ele continuou com o assédio. Ainda de acordo com o registro, a mulher estava com seu noivo na arquibancada e trocou de lugar com ele para se esquivar do suspeito, mas esse deu um soco no acompanhante da torcedora.
Ao se pronunciar sobre o caso, o Mineirão alegou que promove campanhas educativas contra o problema da importunação sexual e “intensificou o trabalho de atendimento, acolhimento, encaminhamento e acompanhamento de vítimas”. O estádio também reforçou a necessidade das denúncias de casos como esse.
Conforme contra no boletim de ocorrência, o suspeito estava com seu irmão, cabo do Corpo de Bombeiros. Mas depois de receber o soco do suspeito, o noivo da vítima revidou e discutiu com o bombeiro militar. Uma testemunha viu que o suspeito e seu irmão saíram da arquibancada e foram em direção a um bar do estádio.
A testemunha informou ao g1 que os dois foram retirados do setor amarelo pelos seguranças do estádio, e posteriormente levados ao setor vermelho. Além disso, a mulher disse que os colaboradores do Mineirão alegaram que não podiam encostar no irmão do suspeito por ele ser militar.
Outra pessoa que estava presente no local afirmou ao veículo que o bombeiro fez ameaças. Ele teria dito: “Vou pegá-los lá fora. Já estou ligando para os meus amigos da polícia. Tinha que estar aqui armado para matar todo mundo”.
Em conversa com o g1, a vítima lamentou a situação sofrida no evento. “O certo deveria ser tirar os dois do estádio. Fiquei super chateada da forma que aconteceu. Vou em todos os jogos do Galo e isso nunca aconteceu. É um abuso. Um cara que não conheço. Independente se estava tonto ou não, não é certo”, denunciou a mulher, que integra uma torcida organizada do Atlético.
Além disso, a atleticana de 36 anos reprovou o tratamento que recebeu da equipe de policiais no Mineirão e na Delegacia da Mulher. “Foram mais de seis vezes fazendo a mesma pergunta, como se quisessem que eu mudasse a fala”, afirmou. Segundo o boletim de ocorrência, todos foram liberados da delegacia após o registro do caso.
O caso é somado a outras denúncias de discriminação no estádio. Só em novembro do ano passado, foram oito casos e nove vítimas em situações envolvendo assédio e racismo (relembre aqui).
Por meio de nota oficial, o Mineirão repudiou mais um caso de importunação sexual ocorrido no estádio. Além disso, lembrou que faz campanhas educativas e que seus colaboradores “recebem constantemente instruções sobre como agir para casos de importunação sexual ou de qualquer tipo de discriminação”.
Segundo o Mineirão, a denúncia das vítimas é importante para que haja a devida punição aos culpados pelos atos de assédio e importunação sexual. Leia o comunicado completo:
“O Mineirão lamenta e repudia qualquer caso de importunação sexual que aconteça dentro de seus limites. O Gigante lembra que realiza campanhas educativas e, com a retomada dos jogos com público, no segundo semestre do ano passado, intensificou o trabalho de atendimento, acolhimento, encaminhamento e acompanhamento de vítimas. Tais procedimentos foram feitos no caso ocorrido na partida entre Atlético e Santos, no último sábado (11), pelo Campeonato Brasileiro.
O Mineirão lembra que a campanha ‘Todos contra a Importunação Sexual’ tem o apoio dos clubes e de órgão públicos municipais e estaduais. Os vigilantes recebem constantemente instruções sobre como agir para casos de importunação sexual ou de qualquer tipo de discriminação. O Mineirão tem um canal de denúncias por Whatsapp, com cartazes de QR Codes espalhados pelo estádio, com o intuito de agilizar o atendimento e colaborar com a apuração dos fatos junto aos órgãos de segurança.
O Mineirão ressalta ainda que é importante que denúncias aconteçam para que os responsáveis sejam punidos. A Rádio Esplanada, o telão e as TVs dos corredores também exibem, durante a realização dos jogos, mensagens para que tais práticas sejam denunciadas. O estádio tem câmeras de vigilância e está à disposição das autoridades para o auxílio em qualquer investigação”.
Graduanda em jornalismo pela UFMG e fascinada por futebol, dentro e fora das quatro linhas. Cobre esportes para o BHAZ. Participou de reportagens premiadas pela CDL/BH em 2021 e 2022. Também produziu reportagens premiadas pela Rede de Rádios Universitárias do Brasil em 2020.
Todos os direitos reservados © – Portal BHAZ 2020 – Desenvolvido por Evercode

source

Roda de Conversa abordou questões relacionadas ao assédio moral, assédio sexual e à discriminação – TJAM

ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA DO AMAZONAS
Promovida pela Esmam em parceria com a  Eastjam, o evento aconteceu na segunda-feira, dia 30 de maio, na modalidade online.
A Escola Superior de Magistratura do Amazonas (Esmam) e a Escola de Aperfeiçoamento do Servidor do Tribunal de Justiça do Amazonas  (Eastjam) promoveram na segunda-feira (30/05), a partir de 10h (horário Manaus), a “Roda de Conversa – Assédio Moral, Assédio Sexual e Discriminação”. As inscrições para o evento – que aconteceu na modalidade online (pela plataforma Google Meet) aberto à participação do público externo.
 A atividade foi organizada por solicitação da Comissão de Prevenção e Enfrentamento ao Assédio Moral, Sexual e Discriminação do Judiciário Estadual, que tem à frente a desembargadora Carla Reis, e segue as diretrizes da Resolução n.º 450, de 12 de abril de 2022, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que instituiu a “Semana de Combate ao Assédio e à Discriminação” na agenda permanente dos Tribunais do País.
Os palestrantes do evento foram o juiz Saulo Góes Pinto e a juíza Luciana Nasser, ambos do TJAM; a advogada, ativista feminina e pesquisadora na área de Sexualidade e Gênero, Juliana Maria Duarte Marques, a promotora de Justiça do Ministério Público do Amazonas, Karla Cristina da Silva Souza, e a professora da Universidade Federal do Amazonas e membro da Comissão de Assédio Moral da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Maria Izabel Ovellar Heckmann.
Diretrizes
A Resolução n.º 351/2020, do Conselho Nacional de Justiça, instituiu, no âmbito do Poder Judiciário, a Política de Prevenção e Combate ao Assédio Moral, ao Assédio Sexual e à Discriminação.
Como providência para a efetividade das diretrizes da Resolução, o Poder Judiciário do Amazonas instituiu, em 31 de maio de 2021, a Comissão de Prevenção e Enfrentamento ao Assédio Moral, Assédio Sexual e Discriminação.
Neste mês, uma série de ações foi programada pela Comissão, em observância à Resolução n.º 450/2022, do CNJ, que instituiu a “Semana de Combate ao Assédio e à Discriminação. Entre elas, a intensificação da campanha de orientação sobre o tema nas redes sociais (Instagram, Facebook, Twitter e Linkedin) do Tribunal, com a publicação de cards. Com o tema “Assédio não tem desculpa. Tem lei!”, a campanha trabalhou os conceitos de assédio moral, assédio sexual, discriminação, preconceito e capacitismo.
 Terezinha Torres (ASCOM-TJAM) e Ramiro Neto (Divulgação ESMAM)
Informações:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
document.getElementById(‘cloakeddf0f6924a909a4856a6de092dbc2c2’).innerHTML = ”;
var prefix = ‘ma’ + ‘il’ + ‘to’;
var path = ‘hr’ + ‘ef’ + ‘=’;
var addyeddf0f6924a909a4856a6de092dbc2c2 = ‘esmam’ + ‘@’;
addyeddf0f6924a909a4856a6de092dbc2c2 = addyeddf0f6924a909a4856a6de092dbc2c2 + ‘tjam’ + ‘.’ + ‘jus’ + ‘.’ + ‘br’;
var addy_texteddf0f6924a909a4856a6de092dbc2c2 = ‘esmam’ + ‘@’ + ‘tjam’ + ‘.’ + ‘jus’ + ‘.’ + ‘br’;document.getElementById(‘cloakeddf0f6924a909a4856a6de092dbc2c2’).innerHTML += ‘‘+addy_texteddf0f6924a909a4856a6de092dbc2c2+’‘;

NÚCLEO DE DIVULGAÇÃO DA ESMAM
Telefones | (92) 2129-6640 | 6608 | (92) 98807-6760
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
document.getElementById(‘cloak4f639e78235410b7f08a8d3204a436d3’).innerHTML = ”;
var prefix = ‘ma’ + ‘il’ + ‘to’;
var path = ‘hr’ + ‘ef’ + ‘=’;
var addy4f639e78235410b7f08a8d3204a436d3 = ‘ramiro.neto’ + ‘@’;
addy4f639e78235410b7f08a8d3204a436d3 = addy4f639e78235410b7f08a8d3204a436d3 + ‘tjam’ + ‘.’ + ‘jus’;
var addy_text4f639e78235410b7f08a8d3204a436d3 = ‘ramiro.neto’ + ‘@’ + ‘tjam’ + ‘.’ + ‘jus’;document.getElementById(‘cloak4f639e78235410b7f08a8d3204a436d3’).innerHTML += ‘‘+addy_text4f639e78235410b7f08a8d3204a436d3+’‘;
.br|Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
document.getElementById(‘cloak4d25779a18d6d265d45475bfbec9d177’).innerHTML = ”;
var prefix = ‘ma’ + ‘il’ + ‘to’;
var path = ‘hr’ + ‘ef’ + ‘=’;
var addy4d25779a18d6d265d45475bfbec9d177 = ‘esmam’ + ‘@’;
addy4d25779a18d6d265d45475bfbec9d177 = addy4d25779a18d6d265d45475bfbec9d177 + ‘tjam’ + ‘.’ + ‘ju’;
var addy_text4d25779a18d6d265d45475bfbec9d177 = ‘esmam’ + ‘@’ + ‘tjam’ + ‘.’ + ‘ju’;document.getElementById(‘cloak4d25779a18d6d265d45475bfbec9d177’).innerHTML += ‘‘+addy_text4d25779a18d6d265d45475bfbec9d177+’‘;
s.br

esmam locationESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA DO AMAZONAS
Av. André Araújo – Aleixo, Tribunal de Justiça do Amazonas 
Centro Administrativo Des. José de Jesus Ferreira Lopes 
CEP: 69060-000;
Telefone: (92) 2129-6640
E-mail: esmam@tjam.jus.br

source