Investigação da ONU acusa Israel de perpetuar conflito com palestinos – Yahoo Noticias

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Relatório encomendado pelo Conselho de Direitos Humanos da ONU e divulgado nesta terça (7) atribuiu à ocupação contínua de territórios palestinos por Israel a responsabilidade pelo ciclo de violência que atinge a região e que voltou a se intensificar.
"A discriminação persistente contra palestinos em toda a Cisjordânia e em Jerusalém, as ameaças de ataques, o deslocamento forçado, as demolições de casas e a expansão dos assentamentos israelenses, bem como o bloqueio da Faixa de Gaza, contribuem com a continuação dos ciclos de violência", diz um trecho do documento.
O material é fruto de uma comissão independente de investigação formada por três membros –da Índia, da África do Sul e da Austrália– e criada pelo braço de direitos humanos das Nações Unidas após o estopim do conflito entre Israel e o grupo Hamas em maio do ano passado, que durou 11 dias ao todo e deixou mais de 240 vítimas.
O relatório de 18 páginas diz que a discriminação emanada do Estado de Israel cria um ambiente opressivo que "alimenta o ressentimento palestino" e, consequentemente "a insegurança isralense". Diz também que acabar com a ocupação, por si só, não será suficiente, sendo necessário, além disso, a manutenção dos direitos humanos.
A chancelaria de Israel, em comunicado, disse que o material constitui apenas um desperdício de dinheiro público no esforço do que descreve como uma caça às bruxas contra o país.
"É um relatório parcial e tendencioso, marcado pelo ódio ao Estado de Israel; desconsidera anos de terrorismo assassino de organizações terroristas palestinas contra cidadãos israelenses", diz um trecho da nota publicada no site do Ministério das Relações Exteriores.
No perfil oficial de uma rede social, a pasta foi além. "Este relatório discriminatório nos deixa mais ódio, violência e antissemitismo global, uma demonização de Israel e uma recompensa pelo terrorismo", diz uma publicação feita mais cedo.
O relatório fruto da comissão de inquérito, porém, também despende críticas à Autoridade Nacional Palestina, dizendo que os líderes frequentemente usam a ocupação israelense como uma justificativa para violar os direitos humanos e como principal motivo para o fracasso em realizar eleições livres. "As autoridades em Gaza mostram pouco compromisso com a defesa dos direitos humanos e baixa adesão às normas do direito internacional humanitário", afirma o material.
Também há uma crítica à ausência de igualdade de gênero. "Embora as mulheres palestinas exerçam um papel ativo nas comunidades e nos movimentos sociais, persistem lacunas na participação igualitária na política, nos processos de tomada de decisão e de paz", diz.
O Hamas saudou o relatório e pediu que os líderes de Israel sejam processados pelo que afirmam serem crimes contra os palestinos. A Autoridade Palestina pediu ações para "pôr fim à impunidade de Israel". O relatório será discutido no Conselho de Direitos Humanos, com sede em Genebra, na próxima semana.
Os conflitos entre palestinos e israelenses voltaram a escalar nos últimos meses, com uma série de ataques registrada nas ruas de Israel e várias operações desencadeadas nos territórios ocupados.
Em uma dessas ações, em Jenin, na Cisjordânia, em maio, morreu a jornalista palestino-americana Shireen Abu Akleh, que trabalhava para o canal de notícias Al Jazeera. O episódio ainda é investigado.
O pugilista britânico Tyson Fury comprou um cão de guarda de R$ 120 mil para proteger sua mansão na…
Governo, que se recusou a cooperar com a comissão, chamou o documento de 'parcial e tendencioso'; estudantes e reservistas do Exército israelense se manifestaram em frente à sede das Nações Unidas
RIO – Alessandra Sampaio, mulher do jornalista inglês Dom Phillips, que está desaparecido no…
O governo sueco evitou uma crise política nesta terça-feira ao ganhar um voto de confiança do Parlamento. A primeira-ministra Magdalena Andersson anunciou que renunciaria se a oposição ganhasse a votação.
DUBAI (Reuters) – O Irã arrasará as cidades de Tel Aviv e Haifa caso seu inimigo Israel cometa algum erro, disse nesta terça-feira o comandante regular das forças terrestres do Exército iraniano, Kiumars Heydari, segundo a agência de notícias semi-oficial Tasnim. "Por qualquer erro cometido pelo inimigo, arrasaremos Tel Aviv e Haifa por ordem do Líder Supremo", disse Heydari.
A esquerda ficou fora do segundo turno das eleições presidenciais de abril na França, mas agora busca sua "virada" frente ao presidente liberal Emmanuel Macron nas legislativas de junho com uma frente unida, algo inédito nos últimos 25 anos.
A Comissão do Conselho dos Direitos Humanos da ONU acusa Tel Aviv de ser, em grande parte, responsável pela instabilidade na região, instaurando o que considerou como uma "ocupação perpétua", dos territórios palestinos. O governo israelense denuncia um relatório "parcial", redigido por um militante anti-Israel. Jérémie Lanche,correspondente da RFI em Genebra"As causas profundas do conflito apontam, em sua imensa maioria, para Israel", diz a presidente da comissão de investigação, Navi Pillay, qu
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Tiago Leifert, 42, publicou um vídeo na tarde desta terça-feira (7) em seu Instagram, dando uma resposta às várias críticas que recebeu por sua posição política declarada em algumas entrevistas nas últimas semanas. O apresentador afirmou que errou ao falar sobre o que pensa, mas continuou defendendo seu possível voto nulo. "Cometi um erro grave, falei como penso politicamente. Desde então fui chamado de covarde, imbecil, burro, que eu não sei nada sobre a vida", afir
Equipes fazem buscas pelos dois desde domingo, mas ainda não encontraram o paradeiro
Sertanejo afirmou a site que concorda com investigações a respeito das contratações de artistas por prefeituras
O inverno começa no dia 21 deste mês, mas, antes disso, as temperaturas voltam a cair no país, informou a meteorologista Marlene Leal, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Segundo Marlene, um novo sistema frontal em formação sobre a Região Sul, associado a uma área de baixa pressão no litoral sul, vai avançar com ar um pouco mais frio por quatro estados: Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina e São Paulo. O sistema frontal também vai influenciar o tempo no próximo fim de semana no R
(Reuters) – O PayPal disse nesta terça-feira que permitirá que os usuários transfiram criptomoedas, incluindo bitcoin, para carteiras externas, quase dois anos após a gigante abrir sua plataforma para moedas digitais. O recurso estará disponível para usuários dos EUA já nesta terça e será lançado para todos os clientes elegíveis nos próximos meses, disse a empresa com sede na Califórnia.
BRUXELAS (Reuters) – A Apple terá que mudar o conector dos iPhones vendidos na Europa até 2024, depois que países e parlamentares da União Europeia concordaram nesta terça-feira com uma única porta de carregador para telefones celulares, tablets e câmeras. A intervenção política, que a Comissão Europeia disse que facilitará a vida dos consumidores e economizará dinheiro, ocorreu após as empresas não chegarem a uma solução comum.
As mensagens contidas na entrevista têm cheiro, cor e jeito de um grande recado. Daqueles que vem com o asterisco “não vou avisar de novo"
A Polícia Militar do Amazonas prendeu um homem que é suspeito de estar envolvido no desaparecimento do jornalista inglês Dom Phillips e do indigenista e servidor da Funai Bruno Pereira.
Um vídeo de pessoas derrubando um portão para levar botijões de gás foi compartilhado mais de 2 mil vezes nas redes sociais desde, pelo menos, 6 de junho de 2022. Nas publicações, a gravação é acompanhada de mensagens irônicas que dizem que o “socialismo deu certo na Argentina”. Mas as imagens não foram gravadas neste país, e sim no Chile, em 2019, ano marcado por protestos intensos contra o governo do então presidente Sebastián Piñera.“O socialismo na Argentina deu certo! O gás é de graça para
Economista-chefe Laurence Boone diz que "mundo já está a pagar preço" da invasão russa da Ucrânia
NOVA YORK (Reuters) – Donald Trump e dois dos seus filhos adultos, Donald Trump Jr. e Ivanka Trump, concordaram em prestar depoimento a partir de 15 de julho em uma investigação civil do Estado de Nova York sobre as práticas comerciais do ex-presidente norte-americano.
O governo dos Estados Unidos anunciou nesta terça-feira (7) novos compromissos de investimentos privados de quase US$ 2 bilhões de dólares na América Central para conter a migração, um dos principais temas na Cúpula das Américas, que começou nesta segunda-feira (6). O anúncio foi feito oficialmente pela pela vice-presidente Kamala Harris, nesta terça-feira (7). "Os investimentos criam um ecossistema de oportunidades e ajudam a dar esperança às pessoas da região para construir vidas seguras e pró
A Polícia Rodoviária Federal não poderá mais participar de operações fora de estradas e rodovias. A…

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.