Secretaria da Assistência lança Cartilha Aracaju sem Racismo – Infonet



Portal Infonet –
A Prefeitura de Aracaju, por meio da Diretoria de Diretos Humanos (DDH), setor vinculado à Secretaria Municipal da Assistência Social, lançou no site institucional, a Cartilha do “Aracaju sem Racismo”, cumprindo uma das metas previstas pelo projeto, cujo foco é combater o racismo institucional contra a população negra da capital sergipana.
O projeto “Aracaju sem Racismo” consiste numa série de ações de enfrentamento ao racismo institucional e à violência contra a população negra, especialmente a juventude, e a construção de ações afirmativas étnico-raciais nas áreas sociais da administração pública.
A realização do projeto está sendo possível devido à captação de recursos conquistados por meio da aprovação do projeto “Fortalecendo a Igualdade Racial”, proposto pela Gerência de Igualdade Racial da DDH ao edital para o Fortalecimento do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir), do Ministério dos Direitos Humanos (MDH), em 2018. A iniciativa possibilitou à capital sergipana ter acesso prioritário aos recursos do governo federal destinado para a execução, de forma descentralizada, de ações afirmativas e de políticas públicas de fortalecimento e promoção da igualdade racial em Aracaju.
De acordo com o diretor de Direitos Humanos do Município, Ilzver Matos, a Cartilha é uma das quatro metas do projeto. Sua produção e distribuição é uma convocação a todos os servidores e servidoras da atual gestão a refletirem sobre o racismo, como ele deve ser identificado e, principalmente, enfrentado.
“O racismo impacta negativamente na oferta dos nossos serviços públicos à população negra, que é mais de 80% dos habitantes da capital. Ciente disto, a administração municipal faz esta ação educativa interna, permitindo que, através de uma linguagem objetiva e didática, com o uso do nosso ‘sergipanês’ como estratégia de comunicação com o público-alvo dela, toda a sua estrutura possa se comprometer com as mudanças urgentes que precisam ser implementadas em nossos serviços para combater o racismo”, detalha Ilzver.
Dentre as metas, também foi realizada, em formato online, o “Curso de Formação em História Africana, Afro-brasileira e Afro-Sergipana” para professores da rede municipal de ensino, com carga horária de 80 horas. As 20 “Oficinas de Sensibilização e Formação sobre Racismo Institucional”, envolvendo trabalhadores do município, com carga horária de 30 horas previstas, e as 15 “Oficinas de Formação em Produção Audiovisual” para jovens negros de quinze bairros de Aracaju, divididos por localidade, com carga horária de 30 horas – estas em andamento.
Inicialmente, a Cartilha ficará disponibilizada no site. Depois, haverá a impressão de cerca de dois mil exemplares que serão distribuídos para todas as secretarias municipais, assim como em escolas públicas municipais, bibliotecas, teatros, e outros ambientes públicos como estratégia de sensibilização da população. Além disso, a Cartilha será utilizada em todas as metas posteriores do projeto, como subsídio para realização das ações.
Contendo 15 páginas, o produto reúne informações com dados sobre o racismo em Aracaju e no Brasil, quais os diferentes tipos de racismo, termos racistas, alguns testes interativos para saber se o leitor já praticou um ato de racismo, apresenta as personalidades negras sergipanas e aracajuanas, além de orientações sobre como proceder ao sofrer ou presenciar um ato de racismo.
Com a proposta de aproximar o leitor da Cartilha, criando um sentimento de pertencimento entre o leitor e o tema, são utilizadas expressões lingüísticas tipicamente sergipanas escritas em formato de xilogravura, característica da literatura de cordel, trazendo o símbolo étnico africano como ilustração.
Como acessar

Para acessá-lo, basta entrar no site da Prefeitura, no endereço eletrônico www.aracaju.se.gov.br, ir até a opção “Secretarias”, escolher “Assistência Social”; no canto direito da tela, basta clicar na aba “Projeto Aracaju Sem Racismo” e, por fim, acessar a “Cartilha”. Ela está disponibilizada gratuitamente para download ao público e para o desenvolvimento de atividades de sensibilização e formação sobre o racismo.
Fonte: PMA
Últimas
Advogado é preso em Aracaju acusado de fraude em processos na Bahia
Codevasf investirá R$ 1,5 milhão em irrigação no Baixo São…
Preça teatral de prevenção ao Bullying chega a SE dia 9 de junho
Acusado de agredir a mãe é preso por descumprir medida protetiva
Comédia Hermanoteu na Terra de Godah volta a Aracaju
Materiais perfurocortantes são encontrados em celas de cadeia
TRT-20 esclarece decisão envolvendo paralisação dos rodoviários
Covid-19: vacinados com Janssen precisam tomar doses de reforço
Credenciamento para vendas no Circuito Folclórico acontece dia 10
Lagum faz show em Aracaju no dia 8 de julho
Chuvas continuam em Sergipe, mas isoladas e em menor volume
Polícia Militar prende dois homens por tráfico de drogas em…
DHPP prende homem envolvido na morte de ciclista em Socorro
Venda de fogos somente poderá ocorrer em áreas específicas de…
MPF investiga necessidade de uso de câmeras corporais por PRFs
Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.