Rio Ave solidário com jogador do Benfica B alvo de racismo em Vila do Conde – Observador

Ouvir Rádio
©2022 Observador
A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.
Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais
Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.
Siga o tópico Racismo e receba um alerta assim que um novo artigo é publicado.
Foi o próprio jogador, Sandro Cruz, que revelou ter sido alvo de palavras racistas durante a substituição no jogo com o Rio Ave. Adversário disponível para ajudar a identificar autores de insultos.
Exclusivo assinantes: Ofereça artigos aos seus amigos.
O Rio Ave, da II Liga portuguesa de futebol, mostrou este domingo “solidariedade” com o jogador do Benfica B Sandro Cruz, que denunciou ter sido alvo de insultos racistas no estádio dos vila-condenses, na partida entre as duas equipas.
O emblema nortenho, através de um comunicado, vincou que “não se revê em qualquer atitude de teor racista ou desrespeitosa para com qualquer pessoa”, garantindo que no Rio Ave se “repudia qualquer ato de racismo, xenofobia ou outro que vise ofender ou ostracizar alguém”.
“Os temas raça, religião, opção ideológica, política ou orientação não são sequer assunto. Sempre tivemos e temos atletas de várias nações, crenças e etnias que foram e são ídolos dos nossos adeptos e acarinhados por todos”, pode ler-se num texto publicado pelo clube nortenho.
Os responsáveis do Rio Ave dizem que “não se aperceberem, no decorrer do encontro [da 30.ª jornada], de qualquer ato de racismo para com o atleta Sandro Cruz”, mas prontificaram-se a ajudar a identificar os causadores do incidente que foi divulgado por utilizadores do Twitter.
Miserável o que se passou no Rio Ave-Benfica B. @ligaportugal #futebolcomtalento pic.twitter.com/tvQ0nQXvqR
— olhaoquete2igo (@olhaoquete2igo) April 17, 2022
PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Demonstramos toda a nossa solidariedade para com o atleta do Benfica [Sandro Cruz], prontificando-nos a colaborar com as autoridades na identificação dos presumíveis perpetradores de atos indignos, de forma a serem culpabilizados por tal”, garante o clube de Vila do Conde.
O Rio Ave termina a nota pedindo que “não se confunda a árvore com a floresta”, lembrando que “um ato isolado não deve ser atribuído à instituição Rio Ave nem à generalidade dos seus adeptos, que partilham dos mesmos princípios e valores”.
O futebolista português Sandro Cruz, do Benfica B, denunciou hoje um “episódio nojento”, por ter sido alvo de insultos racistas quando foi substituído na derrota em casa do Rio Ave (2-1), na II Liga.
Hoje infelizmente passou-se mais um episódio NOJENTO na nossa sociedade e no nosso desporto por isso é que continua como está… mas continuamos a ser hipocritas o suficiente para dizer que não somos um país racista! @ligaportugal pic.twitter.com/t7xy7vWc6U
— Sandro Cruz ???? (@scruz_57) April 17, 2022

“Hoje, infelizmente, passou-se mais um episódio nojento na nossa sociedade e no nosso desporto, por isso é que continua como está. Mas, continuamos a ser hipócritas o suficiente para dizer que não somos um país racista”, escreveu o jogador de 20 anos nas redes sociais.
Cruz saiu em cima da hora de jogo na visita aos vila-condenses, que ascenderam à liderança do segundo escalão, e há gritos audíveis na transmissão televisiva do encontro.
“Pior é saber que uma massa associativa apoia um clube que está cheio de profissionais ‘pretos’, mas ousam chamar-me ‘preto’”, denunciou.
Cancro e perda de visão: Putin está perto do fim?
Cavaco responde a Costa e desafia-o a fazer melhor
“País está parado. Mas está toda a gente contente”
A porteira do tribunal
Star Wars e McGregor defendem atriz contra racismo
António Guterres condena ataque racista em Buffalo
Buffalo. Quem é o jovem que terá disparado?
“Caso Marega”. TCA do Sul nega recurso da FPF 
ISCTE passa a ter casas de banho não-binárias
Portugal quer duplicar produção de cereais
Morreu o padre João Seabra. Tinha 72 anos
Morreu Cláudia Calçada, antiga jogadora de futebol
As notícias das 7h
6h. Kiev volta acordar ao som de explosões
5h. Coreia lança misseis para o mar do Japão
4h. Miguel Ribeiro é novo presidente da Académica
Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.
A enviar artigo…
Ainda tem para partilhar este mês.
O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.
Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.
Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.
Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.
Por favor tente mais tarde.
Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.
Obrigado por assinar o jornalismo que faz a diferença.
Rua João Saraiva, nº 7
1700-248 Lisboa
© 2022
Disponível gratuitamente para iPhone, iPad, Apple Watch e Android

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.