Perícia contratada por Corinthians nega racismo de Ramos contra Edenilson – Placar

Uma nova perícia contratada pelo Corinthians para investigar o caso envolvendo uma suposta injúria racial cometida pelo lateral-direito português Rafael Ramos ao meio-campista Edenílson, do Internacional, constatou que o jogador português não proferiu a palavra “macaco” para ofender o rival durante a partida do último dia 14, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. A Polícia Civil do Rio Grande do Sul investiga o caso.
Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca
O laudo emitido pela The Perfect Link Forensics, empresa especializada em perícia forense, concluiu que o jogador do Corinthians disse a expressão “F…, mano, c…”, que possui oito sílabas e oito fonemas, diferentemente do que teria sido ouvido por Edenílson, “F…, macaco”, que possui seis sílabas e seis fonemas. O documento contém 44 páginas e foi elaborado no último dia 2.
“A comparação entre os fonemas de ambas as expressões demonstra, além da diferença de extensão da pronúncia (dois fonemas a mais), diferença de tonicidade, sobretudo na segunda palavra, pois o segundo fonema da palavra “macaco”, o fonema ‘ka’ é tônico, diferentemente do segundo e último fonema da palavra ‘mano’, o fonema ‘nu’, que é átono”, diz laudo divulgado nas redes sociais pelo jornalista Samir Carvalho, do canal Café do Setorista.
Segundo perícia contratada por Rafael Ramos, desta vez uma de S.P, a THE PERFECT LINK, inocenta o jogador novamente das acusações de Edenilson. pic.twitter.com/QZiPDVYQRK
— Café do Setorista – Inscreva-se | Samir Carvalho (@samircarvalho) June 3, 2022

A perícia foi elaborada com base em três vídeos analisados em câmeras lentas e mediante a análise dos frames e dos vocábulos. “A análise do vídeo em câmera lenta, bem como a análise dos frames desta parte do vídeo, transcritos neste trabalho, permite verificar que a pronúncia do atleta Rafael Antônio Figueiredo Ramos, do segundo fonema do segundo vocábulo é átono (“nu”, de “maNO”) e não tônico (“ka” de maCAco), consta em outro trecho do documento.
Na última segunda-feira, 3, o lateral português compareceu ao STJD (Supeior Tribunal de Justiça Desportiva). Em depoimento, reafirmou que não proferiu o xingamento racista. A perícia da Polícia Civil, que investiga o caso, será concluída e entregue nesta sexta, 3.
Esta é o segundo laudo elaborado pelo Corinthians sobre o caso, o primeiro foi divulgado dia 20 de maio, pelo Centro de Perícias de Curitiba, que também concluiu que o lateral não teria cometido a injúria racial.
Relembre o caso
O episódio aconteceu no último dia 14, durante o empate em 2 a 2 entre Corinthians e Internacional no estádio Beira-Rio. A denúncia de injúria racial aconteceu aos 30 minutos da segunda etapa, quando os dois jogadores se desentenderam na lateral do campo.
Após a confusão e a bola sair pela linha lateral, Edenílson correu na direção do árbitro Braulio da Silva Machado e relatou ter sido chamado de “macaco” por Ramos.
Mais uma vez, um lamentável caso de racismo é registrado em nosso futebol. Desta vez, em nossa casa, contra um jogador do Inter. Na partida deste sábado, pelo Brasileirão, Edenilson relata ter sofrido injúria racial por parte de Rafael Ramos, atleta do Corinthians.
— Sport Club Internacional (@SCInternacional) May 15, 2022

O atleta corintiano chegou a ser preso em flagrante por injúria racional. Mas liberado após pagamento de fiança de 10 mil reais. Depois de prestar queixa à Polícia Civil, Edenílson se pronunciou pelo seu perfil oficial em uma rede social.

A post shared by Edenilson (@edenilson)

Ele afirmou ter certeza do que ouviu e que procurou Rafael Ramos ainda em campo para que o português admitisse o que falou. O meia do Inter ainda revelou ser a primeira vez que um caso de injúria racial acontece com ele e que, por isso, não estava preparado para reagir a algo desse tipo.
NOTA OFICIAL – [denúncia no Beira-Rio] 👇🏼 pic.twitter.com/RtvsVOlLfl
— Corinthians (@Corinthians) May 15, 2022

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!
Copyright © Abril Mídia S A. Todos os direitos reservados.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

a partir de R$ 14,90/mês
MELHOR
OFERTA

a partir de R$ 9,90/mês

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.