Trabalhadores do Hospital de Vila Franca de Xira em greve. Exigem acordo coletivo de trabalho e semana de trabalho de 35 hora – CNN Portugal

Dezenas de trabalhadores do Hospital de Vila Franca de Xira, a cumprir uma greve de 24 horas, concentraram-se esta quarta-feira à entrada daquela unidade de saúde para exigirem a adesão à contratação coletiva e semana de trabalho de 35 horas.
“Esta concentração, e esta greve que está a decorrer no dia de hoje no Hospital Vila Franca de Xira, deve-se ao facto de os trabalhadores estarem a exigir a adesão a um acordo coletivo de trabalho, que lhes vai permitir fazer as 35 horas, já há demasiado tempo”, disse à agência Lusa Ana Amaral, do Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões.
“A ausência da adesão a esse acordo significa que os trabalhadores do Hospital de Vila Franca de Xira continuam a fazer 40 horas de trabalho por semana, que não têm os mesmos direitos dos trabalhadores da função pública, criando-se aqui uma grande discriminação face aos trabalhadores dos outros hospitais EPE”, acrescentou Ana Amaral, salientando que está em causa um universo de centenas de trabalhadores do setor administrativo, auxiliares de ação médica e técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica, entre outros.
A sindicalista adiantou à agência Lusa que foi contactada na terça-feira pelo presidente do Conselho de Administração do hospital de Vila Franca de Xira, que “lamentou a greve e garantiu já ter comunicado à tutela a intenção e o interesse do hospital em aderir ao Acordo Coletivo de Trabalho, que já terá parecer favorável do Ministério da Saúde, faltando apenas o parecer do Ministério das Finanças”.
“Os trabalhadores têm aguardado, com muita paciência e com muita serenidade, pela resolução desta situação desde há um ano”, frisou Ana Amaral.
O Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões remete para mais tarde a divulgação dos números da greve, mas Ana Amaral admite que a adesão se possa situar “entre os 60 e os 70%” e garante que “estão a ser cumpridos os serviços mínimos”.
A agência Lusa tentou sem sucesso contactar a administração do Hospital de Vila Franca de Xira.

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.