Peter Pan envelheceu – Folha

Acesse seus artigos salvos em
Minha Folha, sua área personalizada
Acesse os artigos do assunto seguido na
Minha Folha, sua área personalizada

Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Gostaria de receber as principais notícias
do Brasil e do mundo?
Expressa as ideias do autor e defende sua interpretação dos fatos​
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Voto jovem é bem-vindo, mas não nos esqueçamos dos eleitores acima dos 70
Advogado e jornalista, foi secretário de comunicação do Supremo Tribunal Federal
“Fiz esse beat só pra ver elas
Descendo, descendo, descendo
No chão, novinha, novinha,
novinha, novinha”

A referência acima é de um funk (“No Chão Novinha”) composto e cantado por Pedro Sampaio em parceria com Anitta, artista top 10 do mundo. A cantora encabeçou campanha para que jovens brasileiros de 16 e 17 anos tirassem o título de eleitor nas eleições deste ano. Assim como os idosos acima de 70 anos, esses jovens não são obrigados a votar.
Lançada no Twitter, a campanha teve repercussão internacional. Foi replicada por estrelas de peso como Juliane Moore e Leonardo DiCaprio, preocupados, em especial, com o impacto que um resultado eleitoral indesejado —por eles— teria na preservação da Amazônia.

O presidente Jair Bolsonaro (PL), vilão oculto da campanha, vestiu logo a carapuça. Num tuíte, ironizou Anitta e sugeriu a DiCaprio que ficasse de boca fechada e que tratasse de coibir a emissão de poluentes dos iates luxuosos nos quais passeia.
A campanha de Anitta, consta, recrutou grande número de eleitores entre 16 e 17 anos. Na sexta-feira (3), o Tribunal Superior Eleitoral divulgará o número de novos eleitores inscritos. O sucesso da campanha deverá reforçar a ideia de que a juventude salvará nossas florestas e nos afastará do obscurantismo.
Mas essa percepção não poderia ser mais errada. Não somos mais um país de jovens. Envelhecemos. No universo daqueles que podem decidir entre votar ou não há, por um lado, 1,6 milhão de eleitores abaixo de 18 anos e, por outro, 13 milhões acima dos 70 anos. Ou seja, para cada voto de um eleitor de primeira viagem existem oito votos de eleitores veteranos.

Ignorar o eleitorado idoso pode produzir efeitos inesperados, como mostram exemplos recentes. O mais notório deles foi o Brexit, quando cerca de 60% dos britânicos acima de 65 anos surpreenderam o mundo ao votar pela saída da Grã-Bretanha da União Europeia.
O exemplo do Brexit nos traz duas lições: os idosos preocupam-se essencialmente com a qualidade de vida dos anos que lhe restam e também são extremamente suscetíveis a fake news. Durante aquele referendo, divulgou-se clandestinamente que, se não fosse aprovada a saída da Inglaterra da UE, leitos hospitalares seriam ocupados por estrangeiros. Já nos EUA, em 2016, Donald Trump explorou a xenofobia para vencer Hillary Clinton por sete pontos justamente entre os eleitores mais velhos.
No Brasil, se não por empatia ou decência, o poder público precisa entender ao menos o risco eleitoral do abandono de políticas públicas e serviços de saúde para idosos.

Sempre vale lembrar que, em números absolutos, o Brasil tem mais idosos do que países desenvolvidos como Japão, Alemanha, França e Itália. Temos a ilusão de sermos mais jovens porque tendemos sempre a olhar para a proporção de idosos no conjunto da população, não para a quantidade de pessoas idosas.
Também vale lembrar que, embora tenhamos uma das dez populações mais idosas do mundo, o Brasil ocupa o 58º lugar no ranking de qualidade de vida e bem-estar de idosos. Estamos muito atrás da Argentina (31º) e atrás de vizinhos latinos como Bolívia (51º), Colômbia (52º) e Nicarágua (54º).
Esses são dados do país, não um problema de Anitta —que, aliás, só merece elogios. Ela certamente concordaria com a constatação de que idosos não votam no passado e jovens não votam no futuro. Votamos todos no presente.
TENDÊNCIAS / DEBATES
Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do jornal. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate dos problemas brasileiros e mundiais e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo.​

Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Assinantes podem liberar 5 acessos por dia para conteúdos da Folha
Leia tudo sobre o tema e siga:
Você já conhece as vantagens de ser assinante da Folha? Além de ter acesso a reportagens e colunas, você conta com newsletters exclusivas (conheça aqui). Também pode baixar nosso aplicativo gratuito na Apple Store ou na Google Play para receber alertas das principais notícias do dia. A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade. Obrigado!
Mais de 180 reportagens e análises publicadas a cada dia. Um time com mais de 200 colunistas e blogueiros. Um jornalismo profissional que fiscaliza o poder público, veicula notícias proveitosas e inspiradoras, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?
Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Carregando…
Carregando…
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Municípios de aliados de ministro da Casa Civil estão entre principais beneficiados, segundo dados de 2021
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Medida que pode aliviar a pressão sobre a inflação global
Recurso exclusivo para assinantes
assine ou faça login
Menina passou por cirurgia e seu estado de saúde é considerado muito grave

O jornal Folha de S.Paulo é publicado pela Empresa Folha da Manhã S.A.
Copyright Folha de S.Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.
Cadastro realizado com sucesso!
Por favor, tente mais tarde!

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.