Imposto de Renda 2022: comprei criptomoedas, como devo declarar? – FDR – Terra

O investimento em criptomoedas vem se popularizando ao longo dos anos. Diante disso, a Receita Federal passou a inserir sua declaração no Imposto de Renda. Entenda como declarar criptomoedas no Imposto de Renda 2022, segundo informações do Crypto Times.
Os lucros conseguidos pela negociação de moedas digitais são tributados sempre que o total das vendas fique acima da isenção do Imposto de Renda (R$ 35 mil mensais).
Sobre esse lucro, passam a valer as regras gerais de ganhos de capitais. Desse modo, a tabela é da tributação anual progressiva.
Até o último dia do mês seguinte ao das transações, o recolhimento do imposto deve ser feito. Isso acontece pelo Darf, usando o código de receita 4600.
O mesmo vale par ao lucro com permutas (trocas) entre criptoativos diferentes. Ou seja, em uma situação em que o lucro da permuta entre criptoativos incidir a quantia maior ao limite da isenção do IR, ele é sujeito a cobrança de imposto.
A informação sobre o valor também é realizada baseada na data em que foi comprada.

Caso o cidadão tenha mais de R$ 5 mil em bitcoin, qualquer outra criptomoeda ou token, será preciso preencher a declaração de possa na ficha “Bens e Direitos”.
Vale destacar que cada criptoativo possui um próprio código na ficha. O investidor deve selecionar pelos códigos, no grupo 8, em criptoativos.
No campo “Discriminação”, a pessoa deve informar a quantidade comprada, o nome do criptoativo adquirido, data da compra, dados da corretora ou de quem realizou a venda (CNPJ ou CPF), e também o local onde estão guardados estes ativos.
Se a custódia estiver em alguma carteira virtual, será preciso informar o modelo. Caso esteja em uma corretora, o contribuinte precisa informar o CNPJ.
Cabe ressaltar que também deve ser declarada a aquisição de criptomoedas fora do Brasil. A declaração é realizada do mesmo modo.
No campo “Discriminação”, há a necessidade de colocar os mesmos dados citados anteriormente. Contudo, neste caso, é preciso preencher as informações do país de compra e a corretara que vendeu estes ativos, assim como onde eles estão.
No campo “Situação”, estas são algumas dicas:
Outro ponto de atenção é que a pessoa não deve atualizar o preço dos criptoativos pela cotação atual. A informação que vale para a declaração do IR é a do valor pago no momento da compra.
A pessoa que vendeu criptoativos no ano passado, e já declarou a posse deles, também deve declarar no IR.
No campo “Discriminação”, a pessoa deve informar os detalhes da venda.
Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!
Plataforma voltada para levar assuntos relacionados a economia popular da forma que deve ser: simples, ágil e confiável.
FDR® – Todos os textos são de propriedade intelectual deste site. Reprodução não permitida.
FDR não realiza transações financeiras de nenhuma monta ou tipo. O site atua como veículo de informação, provendo conteúdo informativo e relevante para a população em geral, muitas vezes marginalizada pelos serviços bancários e grandes corporações. As informações aqui publicadas são idôneas e independentes.

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.