PJ detém jovem de 17 anos por discriminação e incitamento ao ódio racial. Suspeito divulgava propaganda neonazi – Observador

Ouvir Rádio
©2022 Observador
A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.
Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais
Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.
Siga o tópico Polícia Judiciária e receba um alerta assim que um novo artigo é publicado.
Jovem de 17 anos era suspeito de partilhar propaganda neonazi "em diversas plataforma digitais" e assumia-se como "defensor da supremacia branca".
Exclusivo assinantes: Ofereça artigos aos seus amigos.
ANTÓNIO COTRIM/LUSA
ANTÓNIO COTRIM/LUSA
Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.
A Polícia Judiciária deteve, na terça-feira, um jovem de 17 anos acusado de discriminação e incitamento ao ódio racial. O suspeito partilhava propaganda neonazi “em diversas plataforma digitais” e assumia-se como “defensor da supremacia branca” e de movimentos internacionais, “como o National Partisan Movement, através da propaganda que difunde”.
Em comunicado, a PJ revela que o jovem invadiu um debate online organizado pela “Associação de Estudantes da Escola Secundária de Camões, no dia 18 de fevereiro de 2021, denominado ‘A Influência da escravatura e o racismo institucional’”.
O jovem de 17 anos partilhou depois o link da iniciativa nas redes sociais e em outros canais com o intuito de, em conjunto com mais utilizadores, perturbarem o debate que se “estava a realizar através da plataforma Zoom com participantes maioritariamente de raça negra”.
Após a partilha do link, foram diversos os indivíduos que entraram na reunião online, publicando “fotos e gifs com conteúdos racistas e nazis, incluindo cruzes suásticas, ao mesmo tempo que imitavam sons de macacos e proferiam expressões como ‘Nigger‘, ‘Nigger go home’, ‘Go back to Africa’”, indica a PJ. A palavra nigger é um insulto racista e é usada de forma ofensiva e pejorativa por supremacistas brancos.
“O suspeito, presumível autor destes crimes, será presente às autoridades judiciárias competentes, tendo em vista a aplicação das medidas de coação”, lê-se no comunicado.
PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR
Salvador, o “miúdo mais fixe” que matou no Texas
E o fascista sou eu?
Esquerda Marx na rua, esquerda Modess com governo
MP investiga alegada burla. 22 queixas de tráfico
Anadia. Suspeito de abusar criança detido
Detidos suspeitos da morte de jovem de 16 anos
16h. Fundos europeus. 37 arguidos em buscas da PJ
15h. João Leão é dos mais votados para o MEE
40 anos da despenalização da homossexualidade
Barcelos. Pena suspensa para ex-vereador do PS
Vistos gold: site do SEF em baixo desde janeiro
EUA e armas. Quando se vão fartar?
As notícias das 5h
As notícias das 4h
3h. PSD. Nega ao Chega e promessas de reconstrução
BBC anuncia reestruturação forte
Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.
A enviar artigo…
Ainda tem para partilhar este mês.
O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.
Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.
Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.
Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.
Por favor tente mais tarde.
Obrigado por assinar o jornalismo que faz a diferença.
Rua João Saraiva, nº 7
1700-248 Lisboa
© 2022
Disponível gratuitamente para iPhone, iPad, Apple Watch e Android

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.