BLACKFACE: Saiba por que prática do participante do Mais Você é racista – JC Online

Integrante da competição “Jogos das Panelas” foi interrompido por Ana Maria Braga na última sexta-feira e pediu desculpas ao vivo nesta segunda (23)
A prática do black face voltou a pautar a televisão e a internet na última sexta-feira (2), quando um participante do reality “Jogo de Panelas”, do programa “Mais Você“, apareceu pintado para parecer uma pessoa negra.

O jantar tinha o “Um passeio pela África com toque de brasilidade”, em homenagem ao continente, e o participante Anderrupson se pintou de negro e usou um figurino de acordo com a temática.
Ana Maria Braga interrompeu a exibição e convidou uma especialista para explicar o que é o blackface e o porquê a atitude do participante estava errada.

A gente está tentando esclarecer aqui para que isso não ocorra “nas festas, nos lugares em que você for. É um comportamento que não deve mais se repetir”, disse a apresentadora.
“Foi um recurso muito utilizado pela aristocracia escravagista que fazia da técnica do blackface uma forma de estereotipar, de negar a humanidade das pessoas negras”, explicou Roseane Borges, jornalista convidada por Ana Maria para falar da situação.

GLOBO/REPRODUÇÃO
PRECONCEITO Participante Anderrupson, de competição do Mais Você, realizou a prática de blackface no programa – GLOBO/REPRODUÇÃO

O uso da maquiagem com a intenção de caricaturizar pessoas negras e de outras minorias raciais é um comportamento racista e ofensivo, afirmam especialistas no estudo da História das relações raciais.
A origem da prática, que, em menor intensidade do que nos Estados Unidos, também aconteceu no Brasil, vincula-se à escravidão.
Embora sempre tenha sido vista por pessoas negras como racista, só passou a ser percebida como muito preconceituosa também pela maioria dos brancos a partir do movimento dos direitos civis na década de 1960.
Nesta segunda-feira (23), o Mais Você promoveu a final do Jogo de Panelas de Brasília. A apresentadora deu espaço para Anderrupson se retratar sobre o episódio de blackface que aconteceu no programa.
“Queria pedir licença para fazer uma leitura, pedir desculpas, fiquei envergonhado e arrependido, mas inconscientemente”, pediu Anderrupson.
“Bom dia, Brasil, gostaria de me desculpar com todos vocês, pratiquei o blackface sem o mínimo de conhecimento. Não vim me vitimizar, fui agressor inconsciente, mas fui. Quero me solidarizar com todos que sofrem racismo no mundo”, continuou.
“Para o racismo, não deve haver livre arbítrio, e se quer politicamente correto. Deve ser combatido de forma intolerante. Não permita nenhuma prática racista em sua casa ou qualquer outro local. Não deixe o racismo entrar”, disse o participante.
Assine o JC com planos a partir de R$ 3,50 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.
Sócio JC CLUBE tem acesso a conteúdos exclusivos e vários benefícios.
É o fato ou acontecimento de interesse jornalístico. Pode ser uma informação nova ou recente. Também diz respeito a uma novidade de uma situação já conhecida.
Texto predominantemente opinativo. Expressa a visão do autor, mas não necessariamente a opinião do jornal. Pode ser escrito por jornalistas ou especialistas de áreas diversas.
Reportagem que traz à tona fatos ou episódios desconhecidos, com forte teor de denúncia. Exige técnicas e recursos específicos.
É a interpretação da notícia, levando em consideração informações que vão além dos fatos narrados. Faz uso de dados, traz desdobramentos e projeções de cenário, assim como contextos passados.
Texto analítico que traduz a posição oficial do veículo em relação aos fatos abordados.
É a matéria institucional, que aborda assunto de interesse da empresa que patrocina a reportagem.
Conteúdo que faz a verificação da veracidade e da autencidade de uma informação ou fato divulgado.
É a matéria que traz subsídios, dados históricos e informações relevantes para ajudar a entender um fato ou notícia.
Reportagem de fôlego, que aborda, de forma aprofundada, vários aspectos e desdobramentos de um determinado assunto. Traz dados, estatísticas, contexto histórico, além de histórias de personagens que são afetados ou têm relação direta com o tema abordado.
Abordagem sobre determinado assunto, em que o tema é apresentado em formato de perguntas e respostas. Outra forma de publicar a entrevista é por meio de tópicos, com a resposta do entrevistado reproduzida entre aspas.
Texto com análise detalhada e de caráter opinativo a respeito de produtos, serviços e produções artísticas, nas mais diversas áreas, como literatura, música, cinema e artes visuais.
Jornal @ 2022 – Uma empresa do grupo JCPM
PARA SOLICITAÇÃO DE LICENCIAMENTO, CONTACTAR EDITORES@NE10.COM.BR

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.