Procurador que chamou Covid de 'vírus chinês' vai orientar curso sobre 'Direitos na pandemia' – Globo.com

Quem escreve
Voltar
O Blog da Turma da Coluna defende a diversidade, mas não esconde sua preferência pela democracia, pelo Rio, pelo samba, pelo Flamengo, pelas árvores, pelos bichos, pelo feijão com arroz e pela miscigenação – não necessariamente nesta ordem
Ancelmo Gois
Ancelmo Gois é, modéstia à parte, sergipano de Frei Paulo, casado com Tina, pai de Antonio e Bia, avô de Bento, Carol, Francisco e Rosa. Gosta de carne de sol, carnaval, cuscuz de milho, livros biográficos e suco de umbu
Ana Cláudia Guimarães
Editora do blog, Ana Cláudia Guimarães, jornalista, trabalha com Ancelmo Gois desde que ele chegou ao jornal. Ganhou o Prêmio Tim Lopes com a reportagem Mulheres no Tráfico, ao lado do jornalista Eduardo Auler. Repórter em tempo integral
Nelson Lima Neto
Jornalista, é formado pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Passou pelas redações do Lance!, Fox Sports e está, desde 2013, na Infoglobo. Assinou a Coluna do Servidor Público, no Jornal Extra, entre 2016 e 2019.
Investigado pelo CNMP
Por Nelson Lima Neto

Divulgação

A Escola Superior do Ministério Público da União abriu inscrições para o curso “Direitos fundamentais no contexto de pandemias”, voltado a procuradores federais.
O detalhe é que um dos orientadores do curso é o procurador da República Ailton Benedito.
Ele ficou conhecido por definir a Covid como “vírus chinês” e por defender o uso de medicamentos sem comprovação científica contra a doença.
Benetido também chamou o diretor da OMS, Tedros Adhanom, de ‘serviçal’ da ‘ditadura comunista da China’.
O Conselho Nacional do Ministério Público, aliás, abriu processo disciplinar contra Benedito em março de 2021. O procurador foi acusado de xenofobia contra os chineses.
Comente
Publicidade

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.