Universidade demite professor que chamou brasileiras de "mercadoria" – Eu, Estudante

A Universidade do Porto, em Portugal, decidiu demitir o professor da Faculdade de Economia Pedro Cosme Vieira depois que ele chamou as brasileiras de “mercadoria”. A decisão foi publicada no Diário da República em fevereiro.
A denúncia contra o professor foi feita por 129 alunos em 2021. No documento, eles relatam que o docente tem várias atitudes que incitam ao ódio e constituem crimes de assédio e discriminação. Entre as frases que teriam sido ditas pelo professor estão: “As mulheres brasileiras são uma mercadoria”; “Sabem o que é uma caçadeira? Aquela arma que os homens usam para matar as mulheres”; e “Qualquer dia a minha amiga Marta, do judo, que é ceguinha, vai chegar a casa grávida”. 
O professor já tinha ficado suspenso por 90 dias. O docente teve um prazo de 10 dias para recorrer da decisão, mas não recorreu. 
Este ano, a Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa abriu um canal de denúncias para receber queixas dos alunos. Segundo o  jornal Diário de Notícias, pelo menos 50 queixas contra 31 docentes foram recebidas em apenas 11 dias. Entre as queixas, há denúncias de xenofobia e racismo.

Digite seu endereço de e-mail para acompnhar as notícias diárias do Correio Braziliense.

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.