A "epidemia" da obesidade na Europa – Nações Unidas – ONU Portugal – ONU Portugal

A-Z índice do site
O grupo regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a Europa lançou ontem o relatório sobre a obesidade na Europa (WHO European Regional Obesity Report 2022) argumentado que a obesidade neste lado do mundo é epidémica. Felizmente, o relatório conclui que esta epidemia é “reversível“. 
Mais de metade dos portugueses – especificamente 57.5% dos adultos- têm excesso de peso e 25.8% são obesos. E por pior que sejam estes números, ainda pior é saber que não somos uma anomalia, mas sim a norma. O relatório da OMS sobre a obesidade revela que, na Europa, 58.7% dos cidadãos têm excesso de peso e 23.3% são obesos. Nenhum dos 53 Estados-membros europeus da OMS estão “a caminho de cumprir o objectivo da OMS de travar o aumento da obesidade até 2025.
No novo relatório da OMS sobre a obesidade na Europa, encontramos o relato da Diana, uma portuguesa que luta contra a obesidade. Ela conta-nos como a obesidade afeta a sua saúde mental. Quando andava na escola a Diana era vítima de bullying devido ao seu peso. Hoje enfrenta discriminação no trabalho, tendo sido rejeitada de um trabalho numa loja de cosmética devido ao seu aspeto físico. A Diana descreve como estas experiências a levaram a desenvolver uma fobia social e admite que atualmente se isola e tem fobia social devido à discriminação que já sofreu ao longo da vida.
Um declínio na saúde mental é só uma das várias consequências da obesidade. A OMS enfatiza também no seu relatório o risco elevado de asma, dores musculares, doenças cardiovasculares como a hipertensão, diabetes e até de 13 tipos diferentes de cancro, como a cancro da mama e tiroide que está associado ao excesso de peso. No relatório sobre a obesidade de 2022 a OMS revela que o excesso de peso leva a 1,2 milhões de mortes anuais na Europa, “correspondendo a mais de 13% da mortalidade total na Região.”
Travar o aumento da obesidade é crucial para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), a Agenda 2030 e os Plano Europeu da OMS para 2020-2025. Para apoiar os países europeus nos seus esforços contra a obesidade, a OMS propôs, nas conclusões do relatório, diferentes políticas que se poderão implementar para lidar com este problema “complexo”. Algumas das sugestões são:

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.