Caso Hammerskins: Ministério Público dá os crimes como provados (mas há exceções importantes) – Expresso

Siga-nos

Sociedade
26 abril 2022 14:37
Jornalista
Hammerskins em Portugal
26 abril 2022 14:37
Jornalista
A procuradora Rita Brandão dedicou quase trinta minutos das suas duas horas de alegações finais a um dos arguidos mais mediáticos do processo dos Hammerskins: João Vaz, o guarda prisional acusado de discriminação racial e de três crimes de ofensas corporais agravadas contra três militantes comunistas.
Artigo Exclusivo para assinantes
No Expresso valorizamos o jornalismo livre e independente

Já é assinante? e continue a ler
Comprou o Expresso?
Insira o código presente na Revista E para continuar a ler
+ Exclusivos
+ Sociedade
Siga-nos

source

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.